Arquivo de novembro, 2009

Mutantes

Posted in Produto Nacional, Programas with tags on 30/11/2009 by Artrock

“Boa noite… hoje teremos um programa especial, para celebrar o retorno de um dos maiores grupos da história do rock brasileiro… os insuperáveis Mutantes, que acabaram de lançar o álbum “Haih… ou: Amortecedor”.

Com o nome inspirado no livro “O Império dos Mutantes” do clássico escritor francês de ficção científica Stefen Wul… essa verdadeira lenda do rock nacional surgiu em 1966, quando o Brasil vivia, de um lado, a opressão do governo militar e, do outro, a mágica do movimento tropicalista… e o resultado dessa alquimia foi um grupo único, que continua influenciando muita gente até hoje…

A formação original dos Mutantes se separou em 1972… mas, em 2006, os irmãos Sérgio Dias e Arnaldo Baptista, e mais o baterista Dinho, voltaram a se reunir… e os shows da tour que se seguiu foram memoráveis, apesar da ausência de Rita Lee, substituída pela cantora Zélia Duncan…

O grupo não parou por ali… mas, antes de ouvir o álbum “Haih… ou: Amortecedor”, vamos primeiro ouvir faixas do álbum “Tudo foi feito pelo Sol”, de 74, lembrando um pouco da genial fase progressiva dos Mutantes, quando Sergio Dias tentou manter o sonho vivo, mesmo diante da indiferença das gravadoras e da falta de apoio para divulgar seus trabalhos…

Com os Mutantes, vocês ouviram “Desanuviar”, “Eu só penso em te ajudar”, “O contrário do nada é nada” e “Tudo foi feito pelo Sol”.

A gente volta já!

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

Vamos continuar trazendo Os Mutantes, agora com “Haih… ou: Amortecedor”, álbum gravado em 2009… o primeiro disco de estúdio do grupo em 30 anos.

Depois da tour de retorno do grupo em 2007, que incluiu até um show em Curitiba… o astral da reunião não durou muito… Zélia Duncan queria voltar para a sua carreira como cantora e Arnaldo tinha outros projetos… entre literatura, pintura e escultura… além de também estar envolvido com o relançamento, há muito esperado, de seus discos com a Patrulha do Espaço.

Mas Serginho resolveu mais uma vez seguir em frente, recrutando Bia Mendes para os vocais e seguindo com Dinho e o restante do grupo para os Estados Unidos, onde gravariam “Haih… ou: Amortecedor”… e ele ainda contaria com a ajuda de ninguém menos do que Tom Zé, que também está colaborando com eles nessa nova fase… e os críticos de plantão que me desculpem, mas o álbum está puro Mutantes.

Por enquanto, “Haih… ou: Amortecedor” só saiu lá fora… onde os Mutantes são respeitados a ponto de já terem se apresentado em espaços sagrados do rock como o Hollywood Bowl de Los Angeles ou o Filmore Auditorium de San Francisco… mas eles também vão marcar presença aqui no Brasil … e serão a atração principal do Festival Psicodália desse ano… entre 31 de dezembro e 3 de janeiro próximos, em Rio Negrinho, junto do Terreno Baldio e do Blindagem.

Com Os Mutantes, vocês ouviram “Querida Querida”, “Teclar”, “Baghdad Blues”, “O Mensageiro”, “Anagrama” e “Neurociência do Amor”.

Art Rock fica por aqui, obrigado pela audiência, tenham uma boa noite e continuem na Paraná Educativa, 97,1…

Visite o Blog do Art Rock em https://artrock.wordpress.com… ele é administrado pela nossa querida amiga Ana Barbara Vicentin… lá você pode fazer downloads do conteúdo do programa e deixar o seu recado… até a semana que vem.”

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

OS MUTANTES

BG – DEIXE ENTRAR UM POUCO D’ÁGUA NO QUINTAL

1. DESANUVIAR – 8:13

2. EU SÓ PENSO EM TE AJUDAR – 4:58

3. O CONTRÁRIO DO NADA É NADA – 2:58

4. TUDO FOI FEITO PELO SOL – 8:46

BG – PITÁGORAS

TOTAL – 24:45

OS MUTANTES

BG – O CARECA

1. QUERIDA QUERIDA – 4:13

2. TECLAR – 3:11

3. BAGHDAD BLUES – 5:18

4. O MENSAGEIRO – 4:00

5. ANAGRAMA – 4:12

6. NEUROCIÊNCIA DO AMOR – 4:10

BG – NADA MUDOU

TOTAL – 25:04

Total geral: 49:49

Ouça o Art Rock com Mutantes, que foi ao ar no dia 22/11/2009, clicando aqui.

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

Blodwyn Pig & Elo

Posted in Programas with tags , on 25/11/2009 by Artrock

“Boa noite, começamos o programa de hoje com o Blodwyn Pig, que voltou à atividade nos anos 90 e continua firme no circuito do prog. underground, lançando álbuns e se apresentando por todo o Reino Unido.

Fundado pelo grande guitarrista Mick Abrahams logo depois de deixar o Jethro Tull, ainda nos anos 60, o Blodwyn Pig foi um daqueles grupos que nunca alcançou a primeira linha do progressivo, mas que sempre foi cultuado como uma daquelas grandes promessas perdidas do rock inglês.

Trazendo um blues progressivo na mesma linha do primeiro álbum do Jethro, o Blodwyn Pig chegou a chamar muita atenção com seus dois primeiros álbuns, mas Mick Abrahams acabou brigando com os demais integrantes do grupo e saiu para uma curta carreira solo, voltando em 74 e saindo mais uma vez para o que parecia ser uma aposentadoria prematura.

Felizmente tudo isso mudou em 88 quando ele se reuniu com os velhos amigos para um show e começou lentamente a se deixar convencer a voltar para o mundo da música… o que acabou dando início ao seu período de maior atividade.
Ele embarcou em uma nova carreira solo e também ressuscitou o Blodwyn Pig, lançando inúmeros trabalhos durante os anos 90 e agora no novo milênio… mas nós selecionamos material dos seus álbuns, “Ahead Rings Out” de 69 e “Getting to This” de 70…

Vocês ouviram “Ain’t Ya Comin’Home Babe?”, “The Modern Alchemist”, “The Squirreling Must Go On”, “San Francisco Sketches” e “Summer Day” com o Blodwyn Pig de Mick Abrahams.

A gente volta já.

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

E agora vamos trazer um pouco do Eletric Light Orchestra, grupo do grande Jeff Lynne, que foi um dos poucos continuadores da rica tapeçaria sonora introduzida pelos Beatles nos anos 60.

Formado em 1970, o ELO surgiu como uma continuação do lendário grupo The Move, contando no começo com os guitarristas Roy Wood e Jeff Lynne, o baixista Rick Price e o baterista Bev Bevan… assim como Bill Hunt nos metais e Steve Woolam no violino.

Mas essa formação só durou durante as gravações do primeiro álbum, pois eles ainda tinham contratos a cumprir como The Move e, durante a tour de despedida do grupo, o temperamental Roy Wood saiu para formar o Wizard, causando uma quase dissolução do ELO.

Da formação original só Lynne e Bevan continuaram, mas o grupo continuou em frente e acabou se tornando um dos mais bem sucedidos dos anos 70, com sua mescla única de arranjos grandiosos, covers inspiradas e complexos trabalhos de estúdio e de palco… cruzando as fronteiras entre a pop music e vertentes mais elaboradas do rock.

Infelizmente a ascensão da discoteca marcou o início da decadência da Eletric Light Orchestra, pois Jeff Lynne se deixou convencer a participar do musical Xanadu de Olívia Newton John e, depois disso, embora o sucesso continuasse, ninguém mais levou o grupo a sério… fiquem com faixas dos álbuns “No Answer”, “On the Third Day” e “Face the Music”…

Vocês ouviram com o Eletric Light Orchestra as faixas “Look At Me Now”, “Manhathan Rumble”, “Daybreak”, “Ma-Ma-Ma-Belle”, “Dreaming Of 4000” e “Fire On High”.

Art Rock fica por aqui, obrigado pela audiência, tenham uma boa noite e continuem na Paraná Educativa, 97,1…
Visite o Blog do Art Rock em https://artrock.wordpress.com… ele é administrado pela nossa querida amiga Ana Barbara Vicentin… lá você pode fazer downloads do conteúdo do programa e deixar o seu recado… até a semana que vem.”

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

BLODWYN PIG

1. AIN’T YA COMING… – 5:35

2. THE MODERN ALCHEMIST – 5:40

3. THE SQUIRRELING… – 4:25

4. SAN FRANCISCO SKETCHES – 8:12

5. SUMMER DAY – 3:48

TOTAL – 27:40

ELO

1. LOOK AT ME NOW – 3:17

2. MANHATHAN RUMBLE – 4:23

3. DAYBREAK – 3:50

4. MA-MA-MA-BELLE – 3:52

5. DREAMING OF 4000 – 5:02

6. FIRE ON HIGH – 5:30

TOTAL – 25:54

GRAND TOTAL – 53:34

Ouça o Art Rock com Blodwyn Pig & Elo , que foi ao ar no dia 18/10/2009, clicando aqui.

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

Iggy Pop & Bob Dylan

Posted in Programas with tags , on 17/11/2009 by Artrock

“Boa noite… teremos no programa de hoje dois lançamentos de 2009 que mostram momentos de maturidade de dois grandes nomes da história do rock… e vamos começar com o mais surpreendente… o álbum “Preliminaries”, do decano do punk rock… James Newell Osterberg… mais conhecido como Iggy Pop.

preliminaries

Mesmo no tempo dos Stooges, o velho Iggy já havia se convertido em uma figura emblemática do rock americano, tanto pelo som cru e direto do grupo, como pelas suas performances frenéticas e viscerais… elementos que seriam precursores do furacão punk dos anos 70… e, sem deixar de lado a carreira solo, ele voltaria a se apresentar com os Stooges em 2003…

No começo de 2009 o grupo sofreria a perda do guitarrista Ron Asherton… mas depois Iggy surpreenderia todo mundo com um álbum em que deixa de lado a força e a agressividade, abraçando o intimismo e a sensibilidade de um som underground, onde os climas jazzísticos servem de pano de fundo para explorar a angústia e o erotismo do polêmico escritor francês Michel Houellebecq…

Em “Preliminaries”, Iggy Pop parece procurar uma síntese entre Serge Gainsbourg, Leonard Cohen e Tom Waits… e o resultado é um álbum único… uma colagem de sons para deixar sem fala os seus fãs mais radicais… que, provavelmente, vão levar um bom tempo para entender o que o velho punk rocker estava pensando quando resolveu misturar clássicos da música francesa como “Les Feuilles Mortes” com uma versão antológica para “Insensatez” de Tom Jobim e Vinicius de Moraes.

Com Iggy Pop, vocês ouviram “Les Feuilles Mortes”, “I Want To Go To The Beach”, “King Of The Dogs”, “Je Sais Que Tu Sais”, “Spanish Coast”, “How Insensitive”, “He’s Dead She’s Alive” e “A Machine For Loving”.

A gente volta já!

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

E agora vamos continuar trazendo outro trabalho gravado em 2009… o álbum “Together through life” do genial Bob Dylan.

Naturalmente Robert Allen Zimmerman, isto é Bob Dylan, dispensa quaisquer apresentações, pois é uma das figuras centrais da história do rock… desde os anos 60, quando estava na linha de frente do movimento folk que praticamente representava a parte consciente da sociedade americana, em meio ao flagelo da Guerra do Vietnã e às lutas desesperadas das minorias para conseguir os seus direitos na chamada “terra da oportunidade”.

togetherthroughlife

Nestes mais de 40 anos de carreira, Dylan conheceu altos e baixos, mas a sua voz inconfundível continuou firme, assim como a força da sua poesia… e “Together Through Life” mostra o seu talento reunido com o de Robert Hunter, o poeta do Grateful Dead, que já havia colaborado com Dylan antes e aqui aparece como co-autor de quase todas as faixas…

O resultado dessa colaboração é um álbum onde o velho poeta explora o amor em suas muitas cores… radiantes ou sombrias… uma pitada de esperança, mas sem deixar de lado a melancolia … ambas apropriadas para este começo do século XXI… e, ainda em 2009, Dylan ainda lançaria outro trabalho… mas a sua surpreendente viagem natalina fica para outro programa… primeiro vamos conferir “Together Through Life”…

Com Bob Dylan vocês ouviram “Beyond  here lies nothin’”, “Forgetful heart”, “Jolene”, “Shake, shake mama”, “I feel a change comin’on” e “It’s all good”.

Art Rock fica por aqui, obrigado pela audiência, tenham uma boa noite e continuem na Paraná Educativa, 97,1…
Visite o Blog do Art Rock em https://artrock.wordpress.com… ele é administrado pela nossa querida amiga Ana Barbara Vicentin… lá você pode fazer downloads do conteúdo do programa e deixar o seu recado… até a semana que vem.”

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

IGGY POP
BG – SHE’S BUSINESS

1. LES FEUILLES MORTES – 3:55

2. I WANT TO GO TO THE BEACH – 2:53

3. KING OF THE DOGS – 2:02

4. JE SAIS QUE TU SAIS – 3:12

5. SPANISH COAST – 3:58

6. HOW INSENSITIVE – 3:02

7. HE’S DEAD SHE’S ALIVE – 2:02

8. A MACHINE FOR LOVING – 3:16

BG – PARTY TIME

TOTAL – 24:20

BOB DYLAN

BG – MY WIFE’S HOME TOWN

1. BEYOND HERE LIES NOTHIN’- 3:50

2. FORGETFUL HEART – 3:42

3. JOLENE – 3:51

4. SHAKE SHAKE MAMA – 3:37

5. I FEEL A CHANGE COMIN’ ON – 5:25

6. IT’S ALL GOOD – 5:28

BG – LIFE IS HARD

TOTAL – 25:53

Total geral: 50:13

Ouça o Art Rock com Iggy Pop & Bob Dylan, que foi ao ar no dia 15/11/2009, clicando aqui.

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

Mahavishnu Orchestra & Guru Guru

Posted in Programas with tags , on 11/11/2009 by Artrock

” Boa noite… o som que vocês estão ouvindo ao fundo é do grupo Syd Bach… e nós vamos reiterar o chamado aos bateristas progressivos que estejam interessados em participar do retorno desse veterano do prog. rock curitibano dos anos 80… o contato é com o Nico pelo e-mail valvulado@hotmail.comou pelo telefone 9988-1828.

E agora vamos começar o programa de hoje, que vai trazer um pouco do jazz rock dos anos 70, começando com a insuperável Mahavishnu Orchestra, surgida das alugações do guitarrista John Mclaughlin, que já havia trabalhado com o grande Miles Davis e também na banda Lifetime de Tony Williams… e que reuniria um grupo de verdadeiras genialidades…

birdsoffire

Na formação clássica da Mahavishnu Orchestra estavam o violinista Jerry Goodman do Flock, o tecladista Jan Hammer que tocara com Elvin Jones e Sarah Vaugham, o baixista Rick Laird do grupo de Brian Auger e o baterista Billy Cobham, que tinha sido colega de McLaughlin no grupo de Miles Davis…. e o resultado dessa união foi registrado em três álbuns indispensáveis…

Depois a Mahavishnu continuaria com outros integrantes não menos geniais… o violinista Jean-Luc Ponty, o saxofonista Bill Evans e o baixista Jonas Hellborg… mas nós selecionamos faixas com a formação mais famosa do grupo, extraídas do genial álbum “Birds of Fire”, de 1973…

Vocês ouviram com a Mahavishnu Orchestra as faixas “Birds of Fire”, “Celestial Terrestrial Commuters”, “Thousand Island Park”, “Hope” e “One Word”.

A gente volta já!

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

E agora vamos continuar trazendo um pouco do jazz rock da década de 70… agora com o grupo alemão Guru Guru…

Formado nos anos 60, essa lenda viva continua em plena atividade, ainda sobre o controle do tecladista e baterista Mani Neumeier, às vésperas de completar 40 anos de carreira… e também continua excursionando e lançando trabalhos… os últimos dos quais foram os álbuns “Psy” de 2008 e “Live on Tour 2008”, lançado em 2009 e trazendo material gravado durante os shows mais recentes do Guru Guru pela Europa…

danceofflames

Desde o seu retorno no final dos anos 80, o Guru Guru passou por altos e baixos, mas não parou mais, e recuperou seu lugar no prog. alemão com ótimos trabalhos de estúdio como os álbuns “Moshi Moshi”, de 98, e “2000 Gurus”, do ano 2000… além de se apresentar com freqüência e participar de eventos progressivos e underground.

Mas, para o programa de hoje, nós selecionamos material do momento em que o grupo começaria seu prolongado interesse pelo jazz rock… o álbum “Dance of the Flames” de 74… em que Mani contou com o baixista Hans Hartmann e com o recém chegado guitarrista Houschang Nejadepour, que era muito influenciado por John McLaughlin e a Mahavishnu Orchestra…

Com o Guru Guru vocês ouviram “The Day of Timestop”, “The Girl from Hirschhorn”, “Dance of the Flames” e “God’s Endless Love for Man”.

Art Rock fica por aqui, obrigado pela audiência, tenham uma boa noite e continuem na Paraná Educativa, 97,1…
Visite o Blog do Art Rock em https://artrock.wordpress.com… ele é administrado pela nossa querida amiga Ana Barbara Vicentin… lá você pode fazer downloads do conteúdo do programa e deixar o seu recado… e, ao fundo, vocês ouvem o grupo curitibano Syd Bach… um veterano progressivo que está de volta e procurando um baterista… o contato é com o  pelo e-mail valvulado@hotmail.comou pelo telefone 9988-1828… até a semana que vem.”

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

MAHAVISHNU ORCHESTRA

BG – SYD BACH / MAHAVISHNU – OPEN COUNTRY JOY

1.    BIRDS OF FIRE – 5:48

2.    CELESTIAL TERRESTRIAL COMMUTERS – 2:54

3.    THOUSAND ISLAND PARK – 3:22

4.    HOPE – 1:59

5.    ONE WORD – 9:57

BG – RESOLUTION

TOTAL – 24:00

GURU GURU

BG – DAGOBERT DUCK’S 100 BIRTHDAY

1.    THE DAY OF TIMESTOP – 5:27

2.    THE GIRL FROM HIRSCHHORN – 8:36

3.    DANCE OF THE FLAMES – 3:30

4.    GOD’S ENDLESS LOVE FOR MAN – 7:27

BG – SYD BACH

TOTAL – 25:00

Total geral: 49:00

Ouça o Art Rock com Mahavishnu Orchestra & Guru Guru, que foi ao ar no dia 08/11/2009, clicando aqui.

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

Steamhammer

Posted in Programas with tags on 04/11/2009 by Artrock

“Boa noite… vamos começar novamente com um aviso do grupo Syd Bach… um dos veteranos do prog. curitibano dos anos 80 que está de volta à atividade e precisa de um baterista para completar o time… se você é um batera progressivo entre em contato com o Nico pelo e-mail valvulado@hotmail.comou pelo telefone 9988-1828.

No programa de hoje teremos um grupo inglês que estava entre os mais respeitados do blues-rock do final dos anos 60, mas hoje anda quase completamente esquecido… o Steamhammer, que surgiu em Worthing em 1968, e começou como banda de apoio do blueseiro americano Freddie King, para a sua tour inglesa daquele ano…

mk2

Originalmente, o Steamhammer era centrado no guitarrista Martin Pugh e no vocalista Kieran White… e em 69 sairia o seu primeiro álbum, que foi lançado a princípio com o nome “Steamhammer” pelo selo Bellaphon, mas que seria depois relançado com outros nomes… o mais conhecido dos quais sendo “Reflection”, título escolhido para a edição em CD da Repertoire.

O nome do grupo é o termo técnico para o choque de pressão caudado quando se aciona um motor a vapor e também é gíria para britadeira… e os primeiros trabalhos do Steamhammer realmente causam impacto pela sua mistura de elementos de blues, jazz e pitadas progressivas… e, para essa primeira parte do programa nós selecionamos faixas do seu álbum “Mk II” de 1969…

Vocês ouviram o Steamhammer com “Johnny Carl Morton”, “Down Along the Groove”, “Another Travelling Tune” e “Fran and Dee Take a Ride”.

A gente volta já!

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

E agora vamos trazer mais um pouco desse grande grupo do blues-rock inglês que nunca recebeu a atenção que merecia… o Steamhammer.

Como muitos dos seus contemporâneos, o Steamhammer enfrentou inúmeras mudanças de formação… e só o guitarrista Martin Pugh manteve-se presente em todas as encarnações do grupo… e isso na prática significava uma constante luta para firmar o seu som em meio a um mercado já dominado por grandes nomes… um problema que ficou ainda mais difícil para o grupo devido à sua sonoridade.

mountains

Sem se comprometer com o rock pesado ou com o sinfônico, o Steamhammer tinha dificuldades em se impor… e em 71 Kieran White decidiu deixar o grupo, sendo substituído por Garth Watt-Roy, com quem eles tentariam seguir em frente, gravando o álbum “Speech”… mas, pouco tempo depois, o baterista Mick Bradley atravessaria o último portal devido à leucemia, com apenas 25 anos de idade.

A essa altura, a vontade se seguir em frente já estava acabando e eles se separariam em em 73… Martin Pugh e Louis Cennano seguiram para o Armageddon e depois para o Illusion… Martin Quittenton colaboraria com Rod Stewart… e o saxofonista Steve Jolliffe  tocaria com o Tangerine Dream, seguindo depois em uma prolífica carreira solo… vamos fechar com faixas do álbum “Mountains”, de 71.

Vocês ouviram o Steamhammer com “Riding on the L & N”, “Hold that Train”, “Levinia” e “Mountains”.

Art Rock fica por aqui, obrigado pela audiência, tenham uma boa noite e continuem na Paraná Educativa, 97,1…

Visite o Blog do Art Rock em https://artrock.wordpress.com, que é administrado pela nossa querida amiga Ana Barbara Vicentin… lá você vai poder fazer downloads do conteúdo do programa e deixar o seu recado…
E vamos lembrar mais uma vez que o grupo Syd Bach, um veterano do prog. curitibano dos anos 80, está de volta e a procura de um baterista… o contato é com o Nico pelo e-mail valvulado@hotmail.comou pelo telefone 9988-1828… até a semana que vem.”

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

STEAMHAMMER

1.    JOHNNY CARL MORTON – 4:38

2.    DOWN ALONG THE GROOVE – 0:41

3.    ANOTHER TRAVELLING TUNE – 16:08

4.    FRAN AND DEE TAKE A RIDE – 3:10

TOTAL: 24:37

STEAMHAMMER

5.    RIDINGT ON THE L & N – 10:11

6.    HOLD THAT TRAIN – 5:42

7.    LEVINIA – 3:25

8.    MOUNTAINS – 5:30

TOTAL – 23:45

Total geral: 50:29

Ouça o Art Rock com Steamhammer, que foi ao ar no dia 01/11/2009, clicando aqui.

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *