Arquivo para agosto, 2012

Caravan & Travelling

Posted in Programas with tags , on 29/08/2012 by Artrock

“Boa noite… no programa de hoje vamos trazer um pouco do Canterbury Sound, um dos estilos mais celebrados do prog. rock.

Começamos com o grande Caravan, figura habitual aqui no Art Rock e que dispensa maiores apresentações, pois é uma das lendas do som de Canterbury e também um dos seus grupos fundadores, contando em sua formação com Richard e Dave Sinclair, Pye Hastings e Richard Coughlan, todos ex-integrantes do antológico grupo The Wilde Flowers, a verdadeira matriz desse estilo progressivo, de onde sairiam também Kevin Ayers, Robert Wyatt, Hugh e Brian Hopper… que integrariam o Soft Machine.

A primeira fase do Caravan seria movimentada, com álbuns clássicos como “If I Could Do It All Over Again, I’d Do It All Over You” de 1970 e “In the Land of Grey and Pink” de 71, que teriam ótima repercussão no continente europeu, onde eles se tornariam um dos grupos progressivos mais respeitados do começo da década de 70… principalmente na França e na Alemanha.

Depois da reunião da formação original para o álbum “Back to Front” de 82, o Caravan acabaria se separando, com um último show em Canterbury, em 85… mas eles voltaram a ativa nos anos 90 e continuam firmes desde então… atualmente o grupo está com apresentações marcadas para a edição 2012 do Rock in Oposition Festival, onde serão a atração principal junto do grande Magma… e para essa primeira parte do programa de hoje nós selecionamos faixas do álbum “The Unauthorized Breakfast Item” de 2003.

Vocês ouviram com o Caravan com “Smoking gun (right for me)”, “Revenge”, “Wild West Street” e “Nowhere to Hide”…

A gente volta já…

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

E agora nós vamos trazer um pouco de um grupo francês que foi influenciado pelo som de Canterbury… o Travelling.

Surgido no começo dos anos 70, o Travelling era formado pelo tecladista Yves Hasselmann, pelo baixista Jacques Goure e pelo baterista Roger Gremillot… mas, apesar do formato e de ser dominado pelos teclados, o seu som não tinha nada a ver com o do grande trio progressivo da época, o Emerson, Lake and Palmer… em vez disso, eles tinham uma sonoridade mais próxima à de Canterbury.

Originalmente, eles se chamavam Le Point, mas já havia um grupo usando esse nome e acabaram adotando um nome inglês: Travelling… embora Yves Hasselmann, que era também o vocalista, cantasse em francês, o que é claro não contribuía para facilitar a penetração no concorrido mercado internacional.

Em 73 o Travelling lançaria o álbum “Voici La Nuit Tombée”, que saiu pelo selo Futura e hoje é uma raridade em seu formato original… ainda que tenha saído em CD em 2001 pela Mellow Records… esse seria o único registro do grupo; e os seus integrantes seguiriam para outros projetos, sendo que Yves Hasselmann continua em atividade até hoje, com trabalhos solo e também como tecladista de estúdio… vamos ouvir um pouco desse fragmento quase perdido do prog. rock francês…

Vocês ouviram “Voici la nuit tombée”, “Passo” e “Soleil”… com o Travelling… uma sugestão do nosso amigo, o colecionador e maluco-mor Roberson Caldeira Nunes…

O Art Rock fica por aqui… o programa teve a produção de Vidal Costa e de Beto Bittencourt, a apresentação de Vidal Costa e a edição de Abílio Henrique… obrigado pela audiência e continuem na É Paraná, 97.1… visite o nosso Blog em https://artrock.wordpress.com… que foi idealizado e é administrado pela nossa querida amiga Ana Barbara Vicentin… lá você pode fazer downloads do conteúdo do programa e também deixar o seu recado… até a semana que vem.”

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

CARAVAN

BG – THE UNAUTHORISED BREAKFAST ITEM

1. SMOKING GUN (RIGHT FOR ME) – 5:36

2. REVENGE – 5:16

3.WILD WEST STREET – 4:47

4. NOWHERE TO HIDE – 8:54

BG – LINDERS FIELD

TOTAL: 24:33

TRAVELLING

BG – FLAMENCO

1. VOICI LA NUIT TOMBÉE – 19:36

2. PASSO – 3:05

3. SOLEIL – 3:04

BG – TOUT COMPTE FAIT

TOTAL – 25:45

GRAND TOTAL – 50:18

Ouça o Art Rock com o Caravan & Travelling que foi ao ar no dia 25/08/2012, clicando aqui.

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

Anúncios

Quaterna Réquiem

Posted in Produto Nacional, Programas with tags on 29/08/2012 by Artrock

“Boa noite… no programa de hoje teremos o prazer de apresentar um lançamento de um dos grandes nomes do progressivo nacional, o álbum “O Arquiteto”, do genial grupo carioca Quaterna Réquiem.

O Quaterna surgiu ainda nos anos 80, em torno da tecladista Elisa Wiermann e do seu irmão, o baterista Cláudio Dantas… eles tinham pertencido ao grupo Vitral e desejavam seguir em frente com um novo projeto, em que pudessem explorar seu interesse pela música progressiva… e, depois de idas e vindas, a ideia tomaria forma e eles lançariam em 1990 o álbum “Velha Gravura”, que se tornaria um marco do progressivo nacional.

Completando o time neste trabalho estavam o violinista Kleber Vogel, o guitarrista Jones Júnior e o baixista Marco Lauria… um total de cinco integrantes, apesar do nome continuar Quaterna Réquiem, isto é: “o descanso dos quatro”… uma ideia de Cláudio Dantas… da época das primeiras tentativas de formar o grupo, em 1986.

O álbum de estreia foi muito bem recebido no cenário do rock nacional, que passava na época por uma fase de grande impacto na mídia… mas o diálogo de talentos que existe dentro dos grupos progressivos sempre gera um entra e sai de músicos, e isso também foi verdade para o Quaterna Réquiem… o grupo passaria por uma fase de reformulação que levaria ao seu segundo trabalho, “Quasímodo”, de 94… mas vamos deixar um pouco dessa história de lado e começar a ouvir o seu novo álbum… “O Arquiteto”.

Vocês ouviram com o Quaterna Réquiem as faixas “Preludium” e “Fantasia Urbana”.

A gente volta já…

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

E nós vamos continuar com o grande Quaterna Réquiem… que está com um novo trabalho, mostrando a força e a vitalidade da música progressiva em meio às efemérides do nosso mercado musical.

No final da década de 90 o Quaterna havia se consolidado como um dos grupos chave de uma “resistência” progressiva que teimava em não se deixar levar para as inconstantes marés mercadológicas… em 97 eles participaram do Rio Art Rock Festival, abrindo para a banda sueca Pär Lindh Project, depois disso lançariam o álbum “Livre”, gravado ao vivo no Teatro Scala do Rio de Janeiro…

Em 2002 o Quaterna anunciou a volta de Kleber Vogel… que havia deixado o grupo em 92 para formar o Kaizen… e o seu retorno acabaria resultando em um projeto paralelo, a dupla Wiermann & Vogel, uma parceria com a tecladista Elisa Wiermann que renderia no ano seguinte o álbum “A Mão Livre”… mas o Quaterna continuaria em atividade, com apresentações e lançamentos como o DVD ao vivo que saiu em 2006, registrando o show de 15 anos do grupo.

E agora, depois de um longo intervalo, o grupo retorna com um novo álbum de estúdio, um trabalho conceitual em que eles mergulham na arte que constrói o espaço estético deste palco em que todos vivemos… a arquitetura… dedicando uma suíte onde os temas oferecem paisagens sonoras às formas criadas por figuras que vão do gênio renascentista de Bramante… até o indestrutível Oscar Niemeyer, vamos ouvir um pouco de “O Arquiteto”, o novo trabalho do Quaterna Réquiem.

Vocês ouviram o Quaterna Réquiem, com trechos da suite “O Arquiteto”… as partes que celebram o americano Frank Lloyd Wright, o catalão Gaudi e o brasileiro Oscar Niemeyer…

O Art Rock fica por aqui… o programa teve a produção de Vidal Costa e de Beto Bittencourt, a apresentação de Vidal Costa e a edição de Abílio Henrique… nós agradecemos ao nosso amigo Rubens da RST Radio Rock pelo CD que divulgamos no programa… e ao Quaterna Réquiem por mais esse grande momento do prog. rock nacional… obrigado pela audiência e continuem na É Paraná, 97.1… visite o nosso Blog em https://artrock.wordpress.com… que foi idealizado e é administrado pela nossa querida amiga Ana Barbara Vicentin… lá você pode fazer downloads do conteúdo do programa e também deixar o seu recado… até a semana que vem.”

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

QUATERNA RÉQUIEM

BG – MOSAICOS

1. PRELUDIUM – 11:08

2. FANTASIA URBANA – 11:54

BG –BRAMANTE

TOTAL: 23:02

QUATERNA RÉQUIEM

BG – MANSART

1. FRANK LLOYD – 7:35

2. GAUDI – 13:25

3. NIEMEYER – 5:36

BG – POSTLUDIUM

TOTAL – 26:36

GRAND TOTAL – 49:38

Ouça o Art Rock com o Quaterna Réquiem que foi ao ar no dia 18/08/2012, clicando aqui.

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

Mostly Autumn

Posted in Programas with tags on 20/08/2012 by Artrock

“Boa noite, no programa de hoje teremos um dos grandes grupos ingleses da geração dos anos 90… o Mostly Autumn.

Já trouxemos este grupo algumas vezes no Art Rock… mas vale lembrar que ele surgiu em 96, em torno do guitarrista Bryan Josh… mas só dois anos depois eles tomariam forma, contando então com a genial vocalista Heather Findlay, que também tocava guitarra e dialogava com Bryan em meio aos climas que iam do folk rock ao progressivo, com inspirações floydianas.

Depois do álbum “For All We Shared”, de 98, eles começaram a se impor pela força de suas performances ao vivo, ganhando o público e a crítica e consolidando sua posição sem fazer concessões em seus trabalhos, que continuariam a manter o direcionamento entre a riqueza harmônica e melódica do folk, dominada pela bela voz de Heather, e uma sonoridade mais contemporânea, onde Bryan até chegava a assumir os vocais… em um contraste que mostrava bem o cruzamento das duas linguagens musicais.

Em 2000 eles foram a banda de apoio do Blackmore’s Nnight, o grupo folk do grande Ritchie Blackmore, ex-guitarrista do Deep Purple… e com isso conseguiram ainda mais projeção, aproveitando o contrato com o selo Classic Rock Productions para investir em trabalhos mais ambiciosos, como o excelente “Passengers” de 2003… mas nós selecionamos para essa primeira parte do programa de hoje faixas dos álbuns “Spirit of Autumn Past” de 99 e “Last bright light” de 2001.

Vocês ouviram com o Mostly Autumn as faixas “Evergreen”, “Through the window”, “Never the rainbow” e “Shrinking Violet”.

A gente volta já…

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

E nós vamos continuar trazendo o som do Mostly Autumn, agora com um pouco do seu mais recente trabalho, o genial álbum duplo “The Ghost Moon Orchestra”…

Em meados da década passada o grupo perdeu a coesão com a saída primeiro do tecladista Iain Jennings e depois do guitarrista Lian Davison e da flautista Angela Gordon… mas eles mantiveram o Mostly Autumn na ativa, lançando em 2008 o álbum “Glass Shadows”… mas esse seria também o último trabalho a contar com a voz de Heather Findlay, pois ela sairia em 2010, sendo substituída por Olivia Sparnenn.

Olivia era conhecida dos fãs, pois havia sido uma das vocalistas de apoio para Heather, fazendo os backing vocals nos álbuns e shows do Mostly Autumn… e ela não desapontou no álbum “Go well Diamond Heart” de 2010, que representou um recomeço para o grupo, pois contava com o retorno de Iain Jennings e de Lian Davison…

E eles seguiram em frente, lançando agora em 2012 “The Ghost Moon Orchestra”… um álbum que mostra que Olivia Sparnenn pode não ser tão carismática quanto Heather Findlay, mas está conseguindo manter vivo o diálogo de forças com Bryan Josh… enquanto isso, Heather também continua firme, tendo formado o grupo Odin Dragonfly e seguindo depois em carreira solo… mas seus novos trabalhos são para outro programa… ouçam agora faixas do novo álbum do Mostly Autumn.

Vocês ouviram o Mostly Autumn com “Drops of the Sun”, “The Ghost Moon Orchestra”, “King of the Valley”, “Wild Eye Skies” e “Changing Fast”.

O Art Rock fica por aqui… o programa teve a produção de Vidal Costa e de Beto Bittencourt, a apresentação de Vidal Costa e a edição de Abílio Henrique… obrigado pela audiência e continuem na É Paraná, 97.1… visite o nosso Blog em https://artrock.wordpress.com… que foi idealizado e é administrado pela nossa querida amiga Ana Barbara Vicentin… lá você pode fazer downloads do conteúdo do programa e também deixar o seu recado… até a semana que vem.”

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

MOSTLY AUTUMN

BG – SHINDIG

1. EVERGREEN – 8:00

2. THROUGH THE WINDOW – 4:41

3. NEVER THE RAINBOW – 3:49

4. SHRINKING VIOLET – 8:34

BG – PRINTS IN THE STONE

TOTAL: 25:04

MOSTLY AUTUMN

BG – TENNYSON MANSION

1. DROPS OF THE SUN – 3:37

2. THE GHOST MOON ORCHESTRA – 7:01

3. KING OF THE VALLEY – 4:35

4. WILD EYE SKIES – 5:49

5. CHANGING FAST – 3:52

BG – THE SECOND HAND

TOTAL – 24:54

GRAND TOTAL – 49:58

Ouça o Art Rock com o Mostly Autumn que foi ao ar no dia 11/08/2012, clicando aqui.

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

Pink Floyd

Posted in Programas with tags on 07/08/2012 by Artrock

“Boa noite, no programa de hoje vamos trazer um grupo que é um dos nomes essenciais da história do rock, o grande Pink Floyd.

Formado em 66, o Floyd contava em sua formação com quatro figuras geniais – o baterista Nick Mason, o tecladista Rick Wright, o baixista Roger Waters e, é claro, o grande guitarrista Syd Barrett, responsável por tornar o grupo um verdadeiro sinônimo do rock psicodélico britânico… algo que ficou claro já a partir do primeiro álbum “The Piper at the Gates of Dawn” de 1967.

Mas naturalmente o Floyd é outro daqueles grupos que dispensa maiores apresentações, pois é presença obrigatória em discotecas tanto progressivas como psicodélicas… de rock pesado ou eletrônico… e também em muitas outras formas de rock… cruzando fronteiras musicais e nacionais e também atraindo públicos de várias gerações, desde os que são fiéis às surrealidades de Syd Barrett até os que preferem a sonoridade espacial da guitarra de David Gilmour.

E, para o programa de hoje, nós selecionamos material dessas duas fases do Floyd, começando com faixas extraídas do primeiro álbum e também de “A saucerful of secrets”, de 68, que ainda contava com a participação de Syd, nessa época já em vias de ser substituído por Gilmour… embora até hoje ele continue a ser reconhecido como a verdadeira força criativa responsável pelo surgimento do grupo.

Você ouviram “Julia Dream”, “Careful with that axe, Eugene”, “Astronomy domine” e “Set the controls for the heart of the Sun”.

A gente volta já…

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

E agora vamos trazer um pouco da fase mais conhecida do Pink Floyd, quando eles estavam entre os gigantes do rock progressivo, com álbums que estão entre os mais memoráveis dos anos 70.

Depois de trabalhos essenciais como “Atom Heart Mother” de 70, “Meddle” de 71 e, é claro, “The Dark Side of the Moon” de 73 e “Wish You Were Here” de 75, o Floyd havia se tornado praticamente uma unanimidade no mundo do rock, aclamado como um dos porta-vozes de uma nova sonoridade… que parecia estar em toda parte, influenciando músicos no mundo, muitos dos quais criariam seus próprios grupos.

E, em 77, eles lançariam o seu décimo álbum de estúdio… “Animals”, que mantinha a abordagem conceitual e apresentava um olhar crítico à sociedade britânica da década de 70… usando como metáfora a comparação dos seres humanos com animais… os cães com instinto predador, os porcos que representam os governantes e as ovelhas sem vontade própria que são vítimas de ambos.

Atualmente, Roger Waters e David Gilmour vêm mantendo vivo o legado do Floyd, com tours sempre muito bem recebidas… como a genial apresentação de Roger, trazendo aos fãs a versão integral de “The Wall”… mas para essa segunda parte nós selecionamos faixas extraídas do álbum “Animals”, que tinha a inesquecível capa com o porco voando entre as chaminés da Battersea Power Station de Londres…

Vocês ouviram o Pink Floyd com “Pigs on the wing (part one)”, “Pigs (three different ones)”, “Sheep” e “Pigs on the wing (part two)”… faixas extraídas do clássico álbum “Animals”, de 1977.

O Art Rock fica por aqui… o programa teve a produção de Vidal Costa e de Beto Bittencourt, a apresentação de Vidal Costa e a edição de Abílio Henrique… obrigado pela audiência e continuem na É Paraná, 97.1… visite o nosso Blog em https://artrock.wordpress.com… que foi idealizado e é administrado pela nossa querida amiga Ana Barbara Vicentin… lá você pode fazer downloads do conteúdo do programa e também deixar o seu recado… até a semana que vem.”

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

PINK FLOYD

BG – LUCIFER SAM

1. ASTRONOMY DOMINE – 4:12

2. INTERSTELLAR OVERDRIVE – 9:41

3. REMEMBER A DAY – 4:33

4. SET THE CONTROLS FOR THE HEART OF THE SUN – 5:28

BG ¬– LET THERE BE MORE LIGHT

TOTAL: 23:54

PINK FLOYD

BG – DOGS

5. PIGS ON THE WING (PART ONE) – 1:25

6. PIGS (THREE DIFFERENT ONES) – 11:28

7. SHEEP – 10:20

8. PIGS ON THE WING (PART TWO) – 1:26

BG – DOGS

TOTAL – 24:39

GRAND TOTAL – 48:33

Ouça o Art Rock com o Pink Floyd que foi ao ar no dia 04/08/2012, clicando aqui.

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *