Yes

“Boa noite, naturalmente que o programa de hoje só poderia ser com o grande Yes, o decano do prog. rock inglês, que vai estar aqui em Curitiba, no Guairão, no próximo dia 21, em um show simplesmente imperdível!

yesalbum

Apresentações são desnecessárias para o Yes, afinal ele é presença obrigatória na discoteca de todo bom roqueiro… mesmo para quem não se alistou nas fileiras dos progheads… e, além disso, o grupo é uma presença constante em nosso programa, desde o primeiro Art Rock… em que tocamos faixas do então recém lançado álbum “Keys to Ascension”, um dos seus melhores trabalhos daquele período.

Mas, muita coisa aconteceu nesses últimos 15 anos, aliás como é costumeiro com o Yes… nos últimos tempos o grupo foi marcado pela saída de seu fundador, o vocalista Jon Anderson, que foi substituído para a tour de 2008 e não voltaria mais para o grupo… tanto nas tours que se seguiriam como no álbum “Fly from here” de 2011, o vocalista seria o canadense Benoît David.

close-to-the-edge

Essa nova fase, porém, também não duraria muito, pois em 2012 a posição de vocalista mudaria mais uma vez, com a entrada de Jon Davidson, do Glass Hammer, grupo que nós trouxemos aqui no Art Rock há algum tempo… e é essa nova formação do Yes que está no Brasil apresentando a “3 album tour”… em que tocam na íntegra 3 de seus trabalhos clássicos… e nós selecionamos para o programa de hoje um pouco desse material genial que o Yes estará trazendo no show do próximo dia 21…

Vocês ouviram o Yes, com “Perpetual Change” e “Close to the Edge”, faixas extraídas do “Yes Album” de 71 e, é claro, do genial “Close to the Edge” de 72.

A gente volta já…

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

Vamos continuar com uma seleção extraída dos álbuns que o Yes está trazendo na íntegra nos shows da sua tour de 2013, com o novo vocalista, Jon Davidson.

goingfortheone

Depois da saída nada amigável de Jon Anderson, o Yes manteve por um tempo o filho de Rick Wakeman, Oliver, nos teclados… mas ele seria substituído por Geoff Downes, que já havia tocado com o grupo na época do álbum “Drama”, nos anos 80, e que continuara a trabalhar com Steve Howe no grupo Asia…

Com a entrada do novo vocalista, o grupo vem mantendo o ritmo de tours e gravações, com um novo álbum já anunciado para 2013… e, ao mesmo, participam de iniciativas como o “Cruise to the Edge”, um cruzeiro pela Jamaica junto de Steve Hackett, UK, Tangerine Dream, Saga e Nektar entre outros… mas o grande evento do ano é a “3 album tour”, em que eles tocam na íntegra os clássicos “The Yes Album”, “Close to the Edge” e “Going for the One”…

O Yes abre a sua tour brasileira dia 19, em Brasília, depois passará por Curitiba, São Paulo, Rio e Porto Alegre… e aqui em Curitiba haverá uma única apresentação na terça feira, dia 21, às 21:15, no Teatro Guaíra… um show simplesmente obrigatório, que nós estamos antecipando aqui no Art Rock, agora com um pouco do álbum “Going for the One”, de 77.

Com o Yes vocês ouviram “Parallels” e “Awaken”, faixas do clássico album “Going for the One”.

O Art Rock fica por aqui… o programa teve a produção de Vidal Costa e de Beto Bittencourt, a apresentação de Vidal Costa e a edição de Abílio Henrique… obrigado pela audiência e continuem na É Paraná, 97.1… visite o nosso Blog em https://artrock.wordpress.com… que foi idealizado e é administrado pela nossa querida amiga Ana Barbara Vicentin Volpão… lá você pode fazer downloads do conteúdo do programa e também deixar o seu recado… até a semana que vem.”

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

YES

BG – YOURS IS NO DISGRACE

PERPETUAL CHANGE – 8:52

CLOSE TO THE EDGE – 18:42

BG – SIBERIAN KHATRU

TOTAL – 27:34

YES

BG – GOING FOR THE ONE

PARALLELS – 5:54

AWAKEN – 15:31

BG – TURN OF THE CENTURY

TOTAL: 21:25

TOTAL GERAL – 48:59

Ouça o Art Rock com a Yes que foi ao ar no dia 18/05/2013, clicando aqui.

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

 

 

Anúncios

Uma resposta to “Yes”

  1. André Tramujas Says:

    Adoro o Yes. Com certeza é minha banda favorita (depois dos Beatles, que é a banda favorita de todo mundo). Mas… lamentável o Yes sem o Jon Anderson. O cara é simplesmente a alma e o coração da banda. Sem o Anderson os outros caras provavelmente nem se tornariam conhecidos, ou seriam mais uma dessas bandas em que os caras tocam pra caralho e nada mais, tipo ELP. Não gostei. Parecia uma banda cover.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: