Arquivo para março, 2014

Polyphonic Spree

Posted in Programas with tags on 28/03/2014 by Artrock

“Boa noite, no programa de hoje vamos trazer um grupo texano que está entre os mais originais da geração do ano 2000… o Polyphonic Spree!

ThePolyphonicSpree-TheBeginningStagesof

A história desse grupo singular começa em Dallas no final dos anos 90, com o fim do Tripping Daisy, que estava entre os muitos a recuperar a sonoridade da psicodelia da década de 60 e tinha em sua formação o guitarrista e vocalista Tim DeLaughter… eles tinham lançado alguns álbuns e pareciam promissores, mas encerraram atividades depois que o seu guitarrista principal Wes Berggren deixou a nossa realidade, em 99.

Depois de terminar a gravação de um último álbum, Tim DeLaughter, Mark Pirro, Brian Wakeland e Jeff Bouck resolveram partir para um novo projeto… um grupo que explorasse uma das formas mais ambiciosas da psicodelia… uma complexa estrutura sonora, onde o instrumental funciona como veículo para um coral de muitas vozes, compondo uma verdadeira polifonia…

Com um som reminiscente dos Beatles ou do Eletric Light Orchestra, e já com mais de 12 integrantes, o novo grupo gravaria no ano 2000 uma composição de 30 minutos, dividida em várias partes, que seria a base do álbum “The Beginning Stages of… The Polyphonic Spree”… e nós vamos começar ouvindo um pouco desse… primeiro estágio.

Com The Polyphonic Spree vocês ouviram “Have a day / Celebration”, “It’s the Sun”, “La La”, “Hanging around the day (parts 1 & 2)”, “Soldier Girl” e “Light & Day / Reach for the Sun”.

A gente volta já…

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

E nós vamos continuar trazendo o som otimista do Polyphonic Spree… que, pelas últimas contagens, já tinha mais de 20 integrantes, e pelo jeito vai continuar crescendo.

Thepolyphonicspree_yes_its_true

Até 2007, época do lançamento do álbum “Fragile Army”, o grupo só se apresentava vestindo batas brancas, como se tivessem saído de uma comunidade alternativa dos anos 70… e isso acrescentava um impacto visual para o seus shows, associado a uma movimentação de palco ensaiada para combinar com os arranjos musicais e as partes de coral.

E a popularidade do grupo sempre foi beneficiada pelo uso de suas composições tanto no cinema como na televisão e até em campanhas publicitárias… uma possibilidade aberta pela clara ligação da sua proposta musical com a estética da pop music… uma característica que pode ser sentida em “Yes, it’s true”, o seu quarto álbum de estúdio, lançado no final de 2013.

Como sempre, as faixas do álbum são listadas como se fossem a continuação do trabalho anterior… uma prática que se mantém desde os seus primeiros registros… The Polly, como é conhecido pelos fãs, continua pertencendo a uma categoria à parte dentre os grupos de indie rock… e, para essa segunda parte do Art Rock de hoje, nós selecionamos um pouco de “Yes, it’s true”.

Vocês ouviram “Carefully try”, “You’re Golden”, “Blurry up the line”, “Raise your head” e “Battlefield”, com o Polyphonic Spree.

O Art Rock fica por aqui… o programa teve a produção de Vidal Costa e de Beto Bittencourt, a apresentação de Vidal Costa e a edição de Abílio Henrique… obrigado pela audiência e continuem na É Paraná, 97.1… visite o nosso Blog em https://artrock.wordpress.com… que foi idealizado e é administrado pela nossa querida amiga Ana Barbara Vicentin Volpão… lá você pode fazer downloads do conteúdo do programa e também deixar o seu recado… até a semana que vem.”

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

THE POLYPHONIC SPREE

BG – SOLDIER GIRL (UK SINGLE)

1. HAVE A DAY / CELEBRATORY – 4:38

2. IT’S THE SUN – 5:33

3. LA LA – 2:10

4. HANGING AROUND THE DAY (PARTS 1 & 2) – 5:16

5. SOLDIER GIRL – 3:59

6. LIGHT & DAY / REACH FOR THE SUN – 3:23

BG – DAYS LIKE THIS KEEP ME WARM

TOTAL – 25:02

THE POLYPHONIC SPREE

BG – HOLD YOURSELF UP

7. CAREFULLY TRY – 3:55

8. YOU’RE GOLDEN – 4:08

9. BLURRY UP THE LINE – 4:25

10. RAISE YOUR HEAD – 5:18

11. BATTLEFIELD – 7:27

BG – LET THEM BE

TOTAL: 25:13

TOTAL GERAL – 50:15

Ouça o Art Rock com a Polyphonic Spree que foi ao ar no dia 22/03/2014, clicando aqui.

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

 

 

Anúncios

Jane

Posted in Programas with tags on 21/03/2014 by Artrock

“Boa noite, hoje vamos atender ao nosso ouvinte Luiz Bahia, que enviou uma sugestão pelo blog do programa, pedindo o grupo alemão Jane… um dos mais duradouros representantes do heavy-prog. germânico.

jane - together

Surgido em Hanover, o Jane tem suas origens no grupo psicodélico Justice of Peace, que chegou a lançar um compacto nos anos 60… eles mudariam de nome mas manteriam Peter Panka, na batera e vocais, Klaus Hess que assumiria a guitarra e Werner Nadolny no sax… e eles conseguiram um contrato com o famoso selo progressivo Brain Records, completando o time com o baixista Charly Maucher e o vocalista Bernd Pulst e lançando o álbum “Together” em 1972.

O som era fortemente dominado pelos teclados, com ritmos hipnóticos e solos viscerais, e o Jane ganhou grande repercussão na Alemanha, apesar das constantes mudanças de formação nos anos seguintes… ao mesmo tempo, seu som passaria a mesclar outros elementos, ganhando em alguns momentos guitarras mais pesadas… e, em outros, timbres de space rock que não tardariam a ser comparados aos do Pink Floyd.

Jane - Here We Are

Essas constantes variações sonoras eram, em parte, devidas ao fato de que o Jane não conseguia manter a coesão, com o entra e sai de músicos comprometendo qualquer pretensão de continuidade… mas, essa talvez tenha sido uma vantagem, pois lhes permitiu cobrir como poucos a rica gama de possibilidades do rock progressivo… e nós vamos começar trazendo faixas do seu trabalho de estreia e também do álbum “Here we are”, de 73.

Com o Jane vocês ouviram “Wind”, “Hangman”, “Out in the rain” e “Waterfall”…

A gente volta já…

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

E nós vamos continuar trazendo um pouco do grupo alemão Jane, um dos grandes representantes do chamado Kraut Rock.

Jane - Fire, Water, Earth & Air

Ao final dos anos 70 o grupo foi se direcionando mais para o hard rock… enquanto velhos integrantes retornavam para tocar com as caras novas… mas até mesmo Peter Panka e Klaus Hess, que eram membros mais constantes, acabariam se desentendendo… Klaus deixaria o Jane em 82 para tentar a carreira solo, e o grupo seria levado adiante sob o nome Lady Jane.

No fim, as tentativas de reunião acabaram com a divisão do grupo em dois nos anos 90, com a criação do Peter Panka’s Jane de um lado e do Mother Jane de outro, liderado por Klaus Hess… e quando Peter Panka deixou o nosso plano da realidade em 2007 o baixista da primeira formação, Charly Maucher assumiu a liderança, levando adiante o grupo, com a ajuda do tecladista original Werner Nadolny, que depois acabaria saindo para formar a sua própria dissidência… o WN Jane.

Jane - Between Heaven And Hell

Com isso, o que era um só grupo se subdividiu em três… e essa múltipla identidade é a cara do Jane… mas o som destas novas versões do grupo fica para outro Art Rock, para fechar o programa de hoje nós selecionamos mais um pouco da sua fase clássica, com faixas extraídas dos álbuns “Fire, Water, “Earth and Air” de 76 e “Between Heaven and Hell”, de 77…

Vocês ouviram “Fire Water Earth” e “Twilight”, com o grupo germânico Jane.

O Art Rock fica por aqui… o programa teve a produção de Vidal Costa e de Beto Bittencourt, a apresentação de Vidal Costa e a edição de Abílio Henrique… obrigado pela audiência e continuem na É Paraná, 97.1… visite o nosso Blog em https://artrock.wordpress.com… que foi idealizado e é administrado pela nossa querida amiga Ana Barbara Vicentin Volpão… lá você pode fazer downloads do conteúdo do programa e também deixar o seu recado… até a semana que vem.

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

JANE

BG – DAYTIME

1. WIND – 4:57

2. HANGMAN – 9:30

3. OUT IN THE RAIN – 5:43

4. WATERFALL – 4:26

BG – EVENING

TOTAL – 24:36

JANE

BG – EARTH

5. FIRE WATER EARTH – 16:59

6. TWILIGHT – 8:13

BG – AIR THE END

TOTAL: 25:12

TOTAL GERAL – 49:48

Ouça o Art Rock com a Jane que foi ao ar no dia 15/03/2014, clicando aqui.

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

The Moody Blues

Posted in Programas with tags on 12/03/2014 by Artrock

“Boa noite, hoje teremos um programa dedicado a um dos pais fundadores do prog. rock, um grupo que está comemorando 5 décadas de carreira e continua em plena atividade… The Moody Blues.

TheMoodyBlues-daysoffuturepassed

Foi no longínquo ano de 1964, que os Moodies se reuniram, em Birmingham, na Inglaterra… e foi também quando eles lançaram o seu primeiro compacto, pelo selo Decca… na época, sua sonoridade estava mais para a pop music, e eles atingiram logo o topo das paradas nos dois lados do Atlântico com a faixa “Go Now”… e eles manteriam essa direção em seu primeiro álbum, “The Magnificent Moodies”, que sairia em 65.

A formação inicial já contava com Graeme Edge na bateria, Mike Pinder nos teclados e Ray Thomas nos vocais e flauta… John Lodge assumiria o baixo depois do primeiro álbum, e com ele viria também um novo vocalista, Justin Hayward, que substituiria Denny Laine… com isso, estava formado o núcleo básico do grupo, que logo passaria por uma transformação sonora.

Em 67 a Decca havia formado uma subsidiária, a Deram Records, para produzir trabalhos com o recém criado formado de áudio DSS… e eles pediram aos Moodie Blues para fazer uma versão rock da 9ª. Sinfonia de Dvořák… mas o que eles acabaram fazendo foi muito mais importante: o extraordinário álbum conceitual “Days of future Passed”, que nós selecionamos para essa primeira parte do programa de hoje.

Com The Moody Blues vocês ouviram “Dawn: dawn is a feeling”, “The Morning: Another morning”, “The Afternoon” e “The Night: Nights in white satin”.

A gente volta já…

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

E nós vamos continuar trazendo um pouco da fase áurea dos Moodie Blues… um dos mais antigos grupos de rock ainda em plena atividade, 5 décadas depois de seu nascimento.

themoodyblues-aquestionofbalance

A fase clássica do grupo duraria até 1972, com uma sucessão de álbuns ambiciosos, continuando a explorar as possibilidades da fusão de elementos da música erudita ao rock, assim como uma poética própria, combinando imagens líricas com um tom melancólico, dominado pela voz sempre presente de Justin Hayward.

A partir de 74 os cinco integrantes resolveram abraçar outros projetos, e só em 78 eles estariam de volta com “Octave”… mas eles só voltariam a recuperar algum destaque com o álbum seguinte, “Long Distance Voyager” de 81, que já tinha Patrick Moraz nos teclados e alcançou grande sucesso internacional, puxado pelos hits “The Voice” e “Talking out of Turn”.

Depois disso os Moodies lançariam outros trabalhos, o último dos quais foi “December” de 2003… mas, apesar da falta de novos registros de estúdio, eles continuaram em atividade constante, não apenas em shows e tours mundiais, mas também em apresentações como convidados… e nós vamos fechar com o clássico álbum “A Question of Balance”, de 1970.

Vocês ouviram “Question”, “Don’t you feel small”, “Tortoise and the hare”, “Dawning is the day”, “Melancholy man” e “The Balance” com The Moody Blues.

O Art Rock fica por aqui… o programa teve a produção de Vidal Costa e de Beto Bittencourt, a apresentação de Vidal Costa e a edição de Abílio Henrique… obrigado pela audiência e continuem na É Paraná, 97.1… visite o nosso Blog em https://artrock.wordpress.com… que foi idealizado e é administrado pela nossa querida amiga Ana Barbara Vicentin Volpão… lá você pode fazer downloads do conteúdo do programa e também deixar o seu recado… até a semana que vem.

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

THE MOODY BLUES

BG – LUNCH BREAK

1.DAWN: DAWN IS A FEELING – 3:49

2. THE MORNING: ANOTHER MORNING – 3:56

3. THE AFTERNOON – 8:24

4. THE NIGHT: NIGHTS IN WHITE SATIN – 7:25

BG – EVENING

TOTAL – 23:34

THE MOODY BLUES

BG – IT’S UP TO YOU

5. QUESTION – 5:48

6. DON’T YOU FEEL SMALL – 2:38

7. TORTOISE AND THE HARE – 3:17

8. DAWNING IS THE DAY – 4:21

9. MELANCHOLY MAN – 5:45

10. THE BALANCE – 3:33

BG – MINSTREL’S SONG

TOTAL: 25:33

TOTAL GERAL – 49:17

Ouça o Art Rock com a The Moody Blues que foi ao ar no dia 08/03/2014, clicando aqui.

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

REPRISE: Alex Harvey

Posted in Programas with tags on 08/03/2014 by Artrock

Olá ouvintes do Art Rock! O programa da semana passada (dia 02-03-2014), foi um reprise com Alex Harvey. Confiram este programa clicando aqui!

Ou se preferirem, podem baixar o programa diretamente neste link.

alexharveyband-impossibledream

alexharveyband-rockdrill