Arquivo de julho, 2015

Anekdoten

Posted in Programas with tags on 23/07/2015 by Artrock

“Boa noite, hoje teremos no programa um grupo sueco nascido nos anos 90, e que se firmaria como um dos mais importantes representantes do prog. rock escandinavo… o Anekdoten.

 Anekdoten-From-Within

Formado em 1991 pelo guitarrista e vocalista Nicklas Barker, pela tecladista Anna Dahlberg, pelo baixista e vocalista Jan Liljeström e pelo baterista Peter Nordins… o Anekdoten lançaria em 93 o seu primeiro álbum… “Vemod”… e a boa repercussão acabou garantindo uma tour pela Europa e também pelos Estados Unidos, coisa rara para grupos iniciantes.

O som do grupo resgatava elementos do prog. dos anos 70 com uma clara inspiração crimsoniana… na verdade, antes da criação do Anekdoten, eles haviam começado como um trio, tocando covers do King Crimson… mas eles também exploram outras influências e acabariam se firmando no cenário progressivo apesar da sua opção por permanecerem independentes.

Sem se vincular a grandes gravadoras, o grupo criou o selo Virta para lançar os seus trabalhos, e apenas o álbum “From Within” seria distribuído pela gravadora Musea… e nós selecionamos um pouco desse excelente álbum de 99 para essa primeira parte do Art Rock de hoje…

Com o Anekdoten vocês ouviram “From within”, “Groundbound”, “Slowfire” e “Firefly”…

A gente volta já.

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

E nós vamos continuar com o grupo sueco Anekdoten, agora trazendo o seu álbum de 2015… “Until all the Ghosts are Gone”, um dos seus melhores trabalhos.

Anekdoten-Until-All-The-Ghosts-Are-Gone

Com uma posição consolidada, o Anekdoten exploraria sonoridades mais melódicas em seus álbuns da primeira década do novo século, o que acabaria dividindo um pouco o seu público… mas eles conservariam sua proposta, sem fazer concessões… ainda que diminuíssem o ritmo de lançamentos, em parte por investirem mais nas excursões, que chegaram até à América Latina, inclusive o Brasil.

Desde 2013 começaram a surgir comentários e updates sobre um novo álbum, postados na página do grupo e em revistas online de rock progressivo… mas eles não tiveram pressa de terminar o trabalho e ele só seria lançado em abril de 2015… e o resultado compensaria, mostrando que eles ainda continuavam sendo capazes de elaborar a sua visão musical.

Contando com convidados de peso como Per Wiberg (do Opeth), Theo Travis (do Gong e The Tangent) e Marty Wilson-Piper (do All About Eve), o álbum “Until all the Ghosts are Gone” é uma excelente prova de vitalidade do Anekdoten, depois de quase vinte e cinco anos de carreira, e é o que nós selecionamos para essa segunda parte do programa de hoje.

Vocês ouviram “Shooting Star”, “Writing on the wall” e “Until all the Ghosts are Gone”, com o Anekdoten.

O Art Rock fica por aqui… o programa tem a produção de Vidal Costa e de Beto Bittencourt, a apresentação de Vidal Costa e a edição de Abílio Henrique… obrigado pela audiência e continuem na É Paraná, 97.1… visite o Blog do Art Rock em https://artrock.wordpress.com… ele foi idealizado e é administrado pela nossa querida amiga Ana Barbara Vicentin Volpão… lá você pode fazer downloads do conteúdo do programa e também deixar o seu recado… até a semana que vem.

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

ANEKDOTEN

BG – KISS OF LIFE

1. FROM WITHIN – 7:25

2. GROUNDBOUND – 5:25

3. SLOW FIRE – 7:26

4. FIREFLY – 4:50

BG – FOR SOMEONE

TOTAL – 25:06

ANEKDOTEN

BG – GET OUT ALIVE

5. SHOOTING STAR – 10:11

6. WRITING ON THE WALL – 9:03

7. UNTIL ALL THE GHOSTS ARE GONE – 5:07

BG – IF IT ALL COMES DOWN TO YOU

TOTAL: 24:21

TOTAL GERAL – 49:27

Ouça o Art Rock com Anekdoten que foi ao ar no dia 18/07/2015, clicando aqui.

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

Jean Michel Jarre

Posted in Programas with tags on 17/07/2015 by Artrock

“Boa noite, no programa de hoje vamos atender ao nosso ouvinte Ricardo Melo, que sugeriu um programa com dos grandes magos da música eletrônica… Jean Michel Jarre.

Jean-Michel-Jarre-Oxygene

Nascido em Lyon, na França, em 1948, Jean Michel herdou o talento para a música de seu pai, o grande compositor Maurice Jarre, um dos mais importantes autores de música para cinema… responsável por clássicos como Lawrence da Arábia, Dr. Zhivago, A Sociedade dos Poetas Mortos e muitos outros… mas a influência foi mais genética, pois seus pais haviam se separado quando ele tinha apenas cinco anos… e ele só voltaria a ver o pai quando já era adulto.

Jean-Michel-Jarre-Equinoxe

Jean Michel chegou a tocar guitarra no grupo The Dustbins, nos anos 60, mas na época ele já fazia experiências com efeitos gravados e tentava seus primeiros passos na direção da música eletrônica… e seus estudos de piano clássico seriam expandidos quando ele entrou, em 69, para o Groupe de Recherches Musicales de Pierre Schaeffer… onde tomou contato com o seu primeiro sintetizador…

Jean-Michel-Jarre-magnetic fields

Ele lançou um compacto em 69, mas o primeiro álbum, “Deserted Palace”, só sairia em 72 e era uma seleção de composições pensadas como música incidental para trilhas de programas e comerciais… o sucesso só chegaria mesmo depois do seu segundo trabalho, “Oxygène” de 76, que seria o primeiro de uma série de álbuns clássicos… vamos conferir um pouco dessa fase da carreira de Jean Michel Jarre…

jean michel jarre - rendezvous

Você ouviram Jean Michel Jarre com “Oxigène Part 1” e “Part 4”, “Équinoxe Part 1” e “Part 4”, “Magnetic Fields Part 2” e “Second Rendez-voux Part 1” e “Part 2”

A gente volta já.

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

E nós vamos continuar trazendo um pouquinho da carreira de Jean Michel Jarre, que continua bem ativo, lançando trabalhos e realizando longas excursões mundiais, mostrando que não perdeu nada da energia de seu começo de carreira.

jean michel jarre - geometry_of_love

Durante os anos 80, o nome de Jean Michel Jarre se tornou um verdadeiro sinônimo para música eletrônica, ao mesmo tempo em que ele se sobressaía na área de espetáculos, com apresentações ao vivo que se tornariam lendárias e se estenderiam pela década seguinte, atingindo marcas insuperáveis de audiência, tanto nos locais dos eventos como nas transmissões ao vivo dos mesmos pela televisão.

As apresentações em espaços abertos envolviam projeções de imagens em prédios, fogos de artifício, holofotes e efeitos da sua famosa harpa laser… Jean Michel continuaria a superar seus próprios recordes em shows complexos para milhões de expectadores, ao mesmo tempo em que continuava a explorar as paisagens sonoras em trabalhos que passariam a reunir uma grande quantidade de colaboradores.

Jean-Michel-Jarre-teo&tea

Desde a virada do século ele mudou o foco, mas se manteve sempre em movimento, vivendo em sua carreira o mesmo ritmo incessante dos sequenciadores em sua música… para 2015 ele lançou trabalhos em colaboração com Gesaffelstein e também com o Tangerine Dream… mas esse, que foi um dos últimos registros de Edgar Froese antes de deixar o nosso plano da realidade, fica para outro programa… vamos fechar com faixas dos álbuns “Geometry of Love” de 2003 e “Téo & Téa” de 2007…

Com Jean Michel Jarre vocês ouviram “Soul intrusion”, “Skin Paradox”, “Touch to Remember”, “Ok, do it fast” e “Melancholic Rodeo”.

O Art Rock fica por aqui… o programa tem a produção de Vidal Costa e de Beto Bittencourt, a apresentação de Vidal Costa e a edição de Abílio Henrique… obrigado pela audiência e continuem na É Paraná, 97.1… visite o Blog do Art Rock em https://artrock.wordpress.com… ele foi idealizado e é administrado pela nossa querida amiga Ana Barbara Vicentin Volpão… lá você pode fazer downloads do conteúdo do programa e também deixar o seu recado… até a semana que vem.

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

JEAN MICHEL JARRE

BG – MAGNETIC FIELDS PART 1

1. OXIGÈNE PART I – 3:20

2. OXYGÈNE PART IV – 4:04

3. EQUINOXE PART 1 – 2:21

4. EQUINOXE PART 4 – 6:51

5. MAGNETIC FIELDS PART 2 – 3:58

6. SECOND RENDEZ-VOUS PART 1 – 2:36

7. SECOND RENDEZ-VOUS PART 2 – 3:16

BG – EQUINOXE PART 5

TOTAL – 26:26

JEAN MICHEL JARRE

BG – GEOMETRY OF LOVE PART 2

8. SOUL INTRUSION – 4:45

9. SKIN PARADOX – 6:17

10. TOUCH TO REMEMBER – 6:07

11. OK, DO IT FAST – 3:23

12. MELANCHOLIC RODEO – 3:46

BG – VELVET ROAD

TOTAL: 24:27

TOTAL GERAL – 50:10

Ouça o Art Rock com Jean Michel Jarre que foi ao ar no dia 11/07/2015, clicando aqui.

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

Chris Squire

Posted in Programas with tags on 10/07/2015 by Artrock

“Boa noite, no programa de hoje vamos prestar nossa homenagem a um verdadeiro bass hero… o grande Chris Squire, que deixou para trás a nossa sombria realidade e já deve estar muito além de Alpha Centauri, a caminho do seu verdadeiro lar…

1

Christopher Russell Edward Squire nasceu em Londres, em 1948 e em 64 já estava tocando baixo no grupo The Selfs, que seria incorporado ao The Syn em 65… eles tocavam rythm and blues, mas mudariam para um som mais psicodélico com a entrada do guitarrista Peter Banks e lançariam dois compactos em 67, antes de se separar…

Ainda naquele ano, Banks e Squire ingressariam para o Mabel Greer’s Toyshop… um grupo promissor que acabaria adotando um nome bem mais fácil depois de algumas mudanças de formação, com a entrada do vocalista Jon Anderson, do baterista Bill Brufford e do tecladista Tony Kaye… juntos, eles iniciaram uma longa jornada… alguns sairiam, voltariam e sairiam de novo… mas para todos o Yes continuaria como uma referência… e o único que sempre continuou lá foi Chris Squire…

2

A força do baixo de Chris era uma das marcas do Yes, e para muitos, apesar da sua postura distraída, ele era o verdadeiro band leader do grupo… mas, para o programa de hoje, nós vamos começar com um pouco do seu genial álbum solo “Fish out of water”, de 75… que contou com a participação de seus companheiros do Yes e de Andrew Jackson, do Syn…

Você ouviram Chris Squire com “Silent Falling” e “Safe (canon song)”.

A gente volta já.

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

E agora nós vamos continuar com um pouco do grupo Conspiracy, que Chris Squire montou no ano 2000 junto do tecladista Billy Sherwood.

3

Nascido em Las Vegas, Billy Sherwood participara do Yes no final dos anos 80, a convite de Chris Squire, antes do retorno da formação clássica do grupo… depois, quando Rick Wakeman deixou novamente o Yes, Sherwood assumiria como tecladista e chegaria a gravar os álbuns “Open your eyes” e “The Ladder”… novamente a convite de Squire… e a parceria dos dois acabaria por render um grupo paralelo, o Conspiracy.

Na verdade o grupo havia começado nos anos 90 com o nome The Chris Squire Experiment, e eles chegaram a planejar o lançamento de um álbum que seria intitulado “Chemistry”, mas em meio às idas e vindas do Yes o projeto acabou sendo adiado e emergiu somente no ano 2000… no fim, o novo nome do álbum, “”Conspiracy” se tornaria também o nome do novo grupo… e em 2003 eles lançariam outro trabalho: “The Unknown”.

4

Porém os projetos paralelos sempre sofrem para conviver à sombra do Yes, e o Conspiracy só conseguiria lançar mais um trabalho, o DVD “Conpiracy Live”, de 2006… desde então, muitos outros projetos viriam… e Sherwood ainda voltaria para o grupo para ajudar a preencher a falta de Chris Squire… uma falta que vai ser sentida em todo o mundo do rock… vamos lembrá-lo ouvindo um pouco desse projeto conjunto Squire/Sherwood… o Conspiracy.

Com o Conspiracy vocês ouviram “Lonesome trail”, “Watching the world” e “The Unknown”…

O Art Rock fica por aqui… o programa tem a produção de Vidal Costa e de Beto Bittencourt, a apresentação de Vidal Costa e a edição de Abílio Henrique… obrigado pela audiência e continuem na É Paraná, 97.1… visite o Blog do Art Rock em https://artrock.wordpress.com… ele foi idealizado e é administrado pela nossa querida amiga Ana Barbara Vicentin Volpão… lá você pode fazer downloads do conteúdo do programa e também deixar o seu recado… até a semana que vem.

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

CHRIS SQUIRE

BG – HOLD OUT YOUR HAND

1. SILENT FALLING – 11:27

2. SAFE (CANON SONG) – 15:14

BG – LUCKY SEVEN (SINGLE EDIT)

TOTAL – 26:41

CONSPIRACY

BG – THE MORE WE LIVE

3. LONESOME TRAIL – 6:37

4. WATCHING THE WORLD – 5:21

5. THE UNKNOWN – 11:31

BG – THERE IS NO END

TOTAL: 23:29

TOTAL GERAL – 50:10

Ouça o Art Rock com Chris Squire que foi ao ar no dia 04/07/2015, clicando aqui.

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *