Sylvan

“Boa noite, hoje vamos trazer no programa o grupo alemão Sylvan… um tipo diferente de kraut rock…

1

Normalmente esse termo se refere ao rock germânico que surgiu do fértil período do final dos anos 60 e começo dos 70, quando inúmeros grupos sofreram influências da psicodelia e dos seus descendentes: o progressivo e rock pesado… mas, para o programa de hoje, nós selecionamos um grupo que mostra o outro lado do kraut rock com um grupo surgido ao final da década de 90.

A história do Sylvan começa com o Temporal Temptation, um grupo de hard rock fundado em Hamburgo por Kay e Volker Söhl em 1990… já existia uma pitada de progressivo no som e eles mudaram o nome ainda naquele ano para Chameleon, tentando vocalistas diferentes e também estilos de sonoridade enquanto preparavam material para o que eventualmente se cristalizaria no álbum “Deliverance”, de 99…

A essa altura o nome já havia mudado para Sylvan, uma expressão inglesa para tudo que se refere às florestas, derivada do latim Sylvanus, nome do Deus Romano das matas e dos campos… vamos conferir um pouco do começo de carreira desse grupo germânico que está mais para o neoprog do que para o kraut rock.

Vocês ouviram o Sylvan com “Unconsciously”, “Safe” e “Deliverance”…

A gente volta já.

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

E nós vamos continuar trazendo o som do grupo alemão Sylvan, que se mantém em atividade, excursionando e lançando trabalhos frequentes.

2

A formação havia se estabilizado desde a entrada do vocalista Marco Glühmann em 95, quando eles ainda usavam o nome Chameleon… e tomou forma definitiva na época do segundo álbum, “Encounters” do ano 2000, quando Sebastian Harnack assumiu o baixo… a partir de então o Sylvan começou a ganhar popularidade, com álbuns bem recebidos como “X-Rayed” de 2004 e “Posthmous Silence” de 2006.

Deixando de lado os álbuns conceituais, o trabalho seguinte, “Presets” seria o último com o guitarrista Kay Söhl, que sairia em 2007, substituído por Jan Petersen… mas, como ele já participava como músico convidado a algum tempo, a mudança de formação não causou uma ruptura no som do grupo.

Em 2013 seria a vez de Petersen deixar o Sylvan, que continuou como um quarteto para o álbum “Home” de 2015, outro trabalho conceitual, agora sobre o tema do reencontro com a memória como matriz da identidade… e é um pouco desse excelente álbum que nós selecionamos para essa segunda parte do programa de hoje…
Com o Sylvan vocês ouviram “Shaped out of clouds”, “In Between”, “With the eyes of a child” e “Off her hands”.

O Art Rock fica por aqui… o programa teve a produção de Vidal Costa e de Beto Bittencourt, a apresentação de Vidal Costa e a edição de Abílio Henrique… obrigado pela audiência e continuem na É Paraná, 97.1… visite o nosso Blog em https://artrock.wordpress.com… que foi idealizado e é administrado pela nossa querida amiga Ana Barbara Vicentin… lá você poderá fazer downloads do conteúdo do programa e também deixar o seu recado… tenham uma boa noite e até a semana que vem.”

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

SYLVAN

BG – THOSE DEFIANT WAYS

1. UNCONSCIOUSLY – 10:04

2. SAFE – 4:13

3. DELIVERANCE – 10:25

BG – CHILDHOOD DREAMS

TOTAL – 24:42

SYLVAN

BG – BLACK AND WHITE

4. SHAPED OUT OF CLOUDS – 6:03

5. IN BETWEEN – 10:50

6. WITH THE EYES OF A CHILD – 4:19

7. OFF HER HANDS – 3:42

BG – ALL THESE YEARS

TOTAL: 24:54

TOTAL GERAL – 49:36

Ouça o Art Rock com David Sylvan que foi ao ar no dia 18/02/2017, clicando aqui.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: