Arquivo de Genesis

REPRISE: Genesis

Posted in Programas with tags on 10/06/2016 by Artrock

Olá ouvintes do Art Rock! O programa de 21-05-2016, foi um reprise com o Genesis! Confiram este programa clicando aqui!

Vocês também podem acessar o link do programa diretamente aqui.

a-trick-of-the-tail

 wind-wuthering

the-way-we-walk-vol2

 

Genesis

Posted in Programas with tags on 02/02/2016 by Artrock

“Boa noite, hoje vamos trazer no programa momentos das duas tours que marcaram a fase final de um dos grandes grupos progressivos da história do rock… o Genesis.

1

Claro que o grupo de Peter Gabriel, e depois de Phil Collins, já esteve muitas vezes no nosso programa e dispensa maiores apresentações, pois é um dos grandes nomes do rock e também uma presença obrigatória na discoteca de qualquer um que se interesse pelo progressivo…

Mas dessa vez vamos trazer dois momentos distintos da carreira do grupo, que registram primeiro uma tentativa de continuidade, e depois um anúncio, que esperamos prematuro, de despedida… e, em ambos os casos, vamos conferir o Genesis ao vivo, a começar com a malograda tour de 97, depois da saída de Phil Collins, quando Ray Wilson (ex Stillskin) assumiu os vocais…

Essa fase do Genesis começou com grande entusiasmo, com o álbum “Calling all Stations” chegando ao topo das paradas do Reino Unido… mas afundou em pouco tempo com o fraco desempenho nos Estados Unidos… se dependesse do grupo eles até poderiam ir adiante, mas o lucro era pouco para as gravadoras, a tour americana foi cancelada… e registros ao vivo ficaram só por conta dos bootlegs… como “Nothing Left Now”, que nós selecionamos para essa primeira parte do programa de hoje…

Vocês ouviram “No son of mine”, “Calling all stations”, “Turn it on Again” e “Shipwrecked” gravadas ao vivo no primeiro show da tour do Genesis com Ray Wilson.

A gente volta já…

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

Vamos trazer mais um momento ao vivo do grande Genesis, agora com o seu retorno em 2007, para aquela que é, até o momento, a sua derradeira tour…

2

Depois do fracasso da experiência com Ray Wilson, o Genesis chegou a anunciar a separação em 2000… mas, depois de encontros e desencontros, os três membros remanescentes da formação clássica (Tony Banks, Michael Rutherford e Phil Collins) acabaram anunciando uma nova excursão mundial… “The Turn it on Again Tour”…

Os shows em 2007 teriam um palco colossal, desenhado pelo arquiteto Mark Fisher e decorado por uma complexa estrutura de luzes com mais de 50 metros e 9 milhões de leds, criada pelo genial Patrick Woodroffe… um dos mais celebrados designers do rock, autor de capas clássicas do progressivo…

A tour foi um grande sucesso, mas o Genesis não seguiu em frente… reencontros ocorreram, inclusive com Peter Gabriel e Steve Hackett para o documentário “Together and Apart” de 2014, mas nada seria decidido sobre uma reunião… felizmente houve um registro da última tour, o álbum “2007 Live Over Europe”, que nós selecionamos para essa segunda parte do programa de hoje.

Vocês ouviram o Genesis com “Follow you, Follow me”, “Mama”, “Ripples” e “Carpet Crawlers”.

O Art Rock fica por aqui… o programa tem a produção de Vidal Costa e de Beto Bittencourt, a apresentação de Vidal Costa e a edição de Abílio Henrique… obrigado pela audiência e continuem na É Paraná, 97.1… visite o Blog do Art Rock em https://artrock.wordpress.com… ele foi idealizado e é administrado pela nossa querida amiga Ana Barbara Vicentin Volpão… lá você pode fazer downloads do conteúdo do programa e deixar o seu recado… tenham uma boa noite e até a semana que vem.

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

GENESIS

BG – LAND OF CONFUSION

1. SON OF MINE – 7:07

2. CALLING ALL STATIONS – 7:07

3. TURN IT ON AGAIN – 4:26

4. SHIPWRECKED – 5:35

BG – ALIEN AFTERNOON

TOTAL – 24:15

GENESIS

BG – FIRTH OF FIFTH

5. FOLLOW YOU, FOLLOW ME – 4:19

6. MAMA – 6:56

7. RIPPLES – 7:58

8. CARPET CRAWLERS – 5:58

BG – LOS ENDOS

TOTAL: 25:11

TOTAL GERAL – 50:45

Ouça o Art Rock com Genesis que foi ao ar no dia 30/01/2016, clicando aqui.

Genesis

Posted in Programas with tags on 14/07/2014 by Artrock

“Boa noite, no programa de hoje vamos trazer uma das fases menos conhecidas entre os bons prog heads de um dos grupos seminais do rock progressivo… o grande Genesis.

a trick of the tail

Estamos nos referindo ao período da hegemonia de Phil Collins, o baterista e vocalista que se transformaria no líder incontestável do grupo depois da saída de Peter Gabriel em 75… e mais ainda depois que o guitarrista Steve Hackett também deixou o grupo, no final dos anos 70…

Conhecida como a Era Collins, essa fase do Genesis costuma ser ignorada diante da genialidade dos primeiros trabalhos do grupo… mas, a verdade é uma fase com bons trabalhos, que merecem fazer parte de qualquer discoteca progressiva… e não apenas das coleções dos completistas do Genesis…

E nós vamos começar o programa de hoje com faixas dos “A Trick of the Tail” e “Wind and Wuthering”, ambos lançados em 76, quando o Genesis havia se estabilizado como um quarteto, com o tecladista Tony Banks, os guitarristas Mike Rutherford e Steve Hackett… e Phil Collins nos vocais e na bateria, posição que, nos shows, chegou a ser ocupada por Bill Brufford (do Yes e King Crimson), antes da entrada de Chester Thompson do Weather Report…

Wind & wuthering

Vocês ouviram “Dance on a Volcano”, “A Trick of the Tail”, “Los Endos”, “Eleventh Earl of Mar” e “Wot Gorilla?” com o Genesis.

A gente volta já…

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

E agora nós vamos ao outro extremo da era do baixinho Phil Collins… os anos 90, quando a sua fórmula de sucesso começou a falhar e o Genesis parecia um porto seguro para onde podia retornar de quando em quando…

The Way We Walk Vol2

Depois de chegar ao auge da popularidade no final dos anos 80, Phil se empolgou e resolveu gravar todos os instrumentos, todos os vocais, produzir e editar o álbum “Both Sides” de 93… ele gravou tudo em seu estúdio e em segredo e entregou pronto para a gravadora… e o disco foi o primeiro de vários fracassos…

Phil deixaria o Genesis de vez em 96… mas ele só voltaria a vender bem na sua carreira solo com uma coletânea de sucessos de 98… e no ano seguinte com a faixa “You’ll be in my heart”, tema da animação “Tarzan” da Disney…depois disso, ele lançaria outro álbum mal sucedido: “Testify”, em 2002… e finalmente resolveria voltar com o Genesis ao final de 2006, para a tour “Turn it on again”…

O velho hitmaker voltaria a fazer sucesso com “Going Back” de 2006, um álbum de covers da Motown… em 2011 ele anunciou que estava se aposentando, mas parece que já está querendo voltar à atividade… e, para essa segunda parte do programa, nós selecionamos faixas do álbum “Genesis Live – The Way We Walk” de 93… mas é claro que serão do vol. 2, com as faixas longas, mais progressivas…

Vocês ouviram “Domino, parts 1 & 2” e “Home by the Sea/Second Home by the Sea” com o Genesis.

O Art Rock fica por aqui… o programa tem a produção de Vidal Costa e de Beto Bittencourt, a apresentação de Vidal Costa e a edição de Abílio Henrique… obrigado pela audiência e continuem na É Paraná, 97.1… visite o Blog do Art Rock em https://artrock.wordpress.com… ele foi idealizado e é administrado pela nossa querida amiga Ana Barbara Vicentin Volpão… lá você pode fazer downloads do conteúdo do programa e também deixar o seu recado… até a semana que vem.”

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

GENESIS

BG – SQUONK

1. DANCE ON A VOLCANO – 5:55

2. A TRICK OF THE TAIL – 4:35

3. LOS ENDOS – 5:46

4. ELEVENTH EARL OF MAR – 7:45

5. WOT GORILLA? – 3:19

BG – ONE FOR THE WINE

TOTAL – 27:19

GENESIS

BG – OLD MEDLEY

6. DOMINO, PARTS 1 & 2 – 11:20

7. HOME BY THE SEA/SECOND HOME BY THE SEA – 12:14

BG – FADING LIGHTS

TOTAL: 23:33

TOTAL GERAL – 50:52

Ouça o Art Rock com a Genesis que foi ao ar no dia 05/07/2014, clicando aqui.

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

 

 

Pink Floyd & Genesis

Posted in Programas with tags , on 25/01/2011 by Artrock

“Boa noite, hoje teremos no programa dois momentos marcantes do prog. inglês, com grupos que são presença obrigatória na discoteca de qualquer um que goste de rock… não importando o estilo ou a época.

E vamos começar com um dos trabalhos mais celebrados do decano da psicodelia inglesa… o álbum “Atom Heart Mother”, do grande Pink Floyd… que foi lançado em 1970 e seria o responsável por marcar o início do que seria a ascensão definitiva do grupo ao megaestrelato que alcançariam depois daquele que seria um dos discos mais importantes da história do rock, e um dos mais vendidos da história da música… o genial “The Dark Side of the Moon” de 73…

Na época de “Atom Heart Mother”, o Floyd já era cultuado, e eles estavam investindo alto, gravando pela primeira vez em uma mesa de oito canais… coisa rara naqueles tempos… e também foi o primeiro a receber mais tarde o tratamento quadrafônico… o resultado foi um álbum clássico, com uma sonoridade rica e elaborada, principalmente na faixa título… e é claro com a sua inesquecível capa mostrando a vaca Lulubelle… ideia do genial designer Storm Thorgerson…

O nome do disco, e também da impressionante suíte que dominava o lado A do vinil, foi inspirado em uma matéria do Evening Standard que descrevia uma mulher que iria receber um marca-passo movido a bateria atômica… uma invenção que, como o álbum “Atom Heart Mother”, veio de uma época distante, em que, por estranho que pareça, o futuro parecia muito mais perto…

Vocês ouviram o Pink Floyd com a genial suíte “Atom Heart Mother”…

A gente volta já…

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

E agora teremos outro grupo essencial do prog. inglês dos anos 70… o grande Genesis, que chegou a ser uma quase unanimidade de crítica e público durante a fase em que Peter Gabriel era a sua força criativa.

Claro que o Genesis também dispensa maiores apresentações, ainda mais na época de Peter Gabriel, em que o grupo não apenas fez parte da fundação da própria linguagem progressiva, no final dos anos 60, mas também se firmaria como um dos grandes representantes do estilo… tanto pela força da sua música quanto pela sua poética singular e pela criação de apresentações inesquecíveis em seus shows…

Mais tarde o grupo teria que mudar muito para sobreviver em meio a uma realidade mercadológica que passou a ignorar tudo que não fosse comercial… mas isso seria durante a era do seu segundo líder, o baterista e futuro hit maker Phil Collins, que tomaria o controle definitivo quando a outra figura dominante, o guitarrista Steve Hackett, resolveu sair também no final dos anos 70.

E para o programa de hoje nós selecionamos faixas do genial álbum “Foxtrot” de 72… dando ênfase para a épica “Supper’s Ready”… uma suíte em sete partes cujo momento culminante era representado no palco pela figura de Gabriel erguendo um longo tubo de luz negra como se fosse uma espada… anos antes de George Lucas inventar os sabres de luz de “Guerra nas Estrelas”…

Vocês ouviram o Genesis com “Time table” e “Supper’s Ready”, ambas do genial album “Foxtrot”, de 72…

O Art Rock fica por aqui… obrigado pela audiência, tenham uma boa noite e continuem na Paraná Educativa, 97,1… visite o nosso Blog em https://artrock.wordpress.com… que foi idealizado e é administrado pela nossa querida amiga Ana Barbara Vicentin… lá você vai poder fazer downloads do conteúdo do programa e também deixar o seu recado…

Até a semana que vem.”

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

PINK FLOYD

BG – FAT OLD SUN

1. ATOM HEART MOTHER – 23:36

BG – SUMMER OF 68

TOTAL: 23:36

GENESIS

BG – WATCHER OF THE SKIES

1. TIME TABLE – 4:47

2. SUPPER’S READY – 22:58

BG – GET THEM OUT BY FRIDAY

TOTAL – 27:45

GRAND TOTAL – 51:21

Ouça o Art Rock com o Pink Floyd & Genesis que foi ao ar no dia 19/12/2010, clicando aqui.

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

Genesis

Posted in Programas with tags on 27/09/2010 by Artrock

“Boa noite, hoje teremos um programa registrando uma das fases menos conhecidas do grande Genesis… o breve período do vocalista Ray Wilson, no final dos anos 90.

Naturalmente a história do Genesis não precisa ser contada, pois é conhecida de todo fã de rock progressivo… e, além disso, o grupo também é presença frequente aqui no nosso programa… mas o período do final da década de 90 foi muito divulgado, em parte pela recepção fria que o vocalista Ray Wilson recebeu ao substituir Phil Collins em 1997.

Nascido na Escócia, em 68, Ray havia sido vocalista e frontman do grupo Stiltskin, que tinha feito muito sucesso na Inglaterra no começo dos anos 90… e ele foi convidado por Mike Rutherford para integrar o Genesis depois que Phil Collins decidiu deixar de vez o grupo para se dedicar à sua carreira solo e também aos seus outros interesses, como a televisão.

A nova formação, com Ray Wilson nos vocais, lançaria ainda em 97 o álbum “Calling all stations”, que mostrava um Genesis renovado e vendeu muito bem na Europa, mas não foi muito bem recebido nos Estados Unidos… e as críticas também se estenderam para a tour mundial de 98, que, apesar disso, teve casas lotadas por todo o mundo, rendendo o álbum duplo “Live in Poland”… que nós selecionamos para o programa de hoje.

Vocês ouviram o Genesis de Ray Wilson com as faixas “The Lamb Lies Down on Brodway’, “Calling all stations”, “Carpet Crawlers” e “Firth of Fifth”…

A gente volta já…

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

Vamos continuar com a última tentativa de sobrevivência do Genesis, como banda ativa e criativa… a malograda experiência com o vocalista Ray Wilson.

Na verdade, a tour foi bem sucedida, como sempre aconteceu com as excursões do Genesis… mas a recepção do público foi pouco entusiasmada, e as baixas vendas do álbum nos Estados Unidos desagradaram a gravadora, que esperava muito mais de um grupo famoso por seu grande sucesso tanto na sua fase progressiva como na mais comercial…

Por tudo isso o Genesis acabou encerrando atividades em 99… e só voltaria a se reunir em 2007, a princípio chegando a ser anunciada a volta de Peter Gabriel… mas ele só participaria de uma regravação da clássica “Carpet Crawlers” para ser usada em uma Box-set… no fim o grupo voltaria novamente com Phil Collins, realizando a tour “Turn it On Again”, que seria documentada em CD e DVD…

Não haveriam novas gravações de estúdio desse retorno, por isso a última fase criativa do Genesis continua sendo o breve momento de Ray Wilson… que recebeu somente um registro ao vivo, nesse álbum duplo, “Live in Poland”, que nós selecionamos para o programa de hoje e que foi gravado em um show em Varsóvia, em 31 de janeiro de 98, mas só seria lançado em CD em 2009…

Com o Genesis vocês ouviram “Dancing with moonlit knight”, “Follow you follow me”, “Super’s ready: lovers leap”, “Mama” e “The dividing line”…

Art Rock fica por aqui, obrigado pela audiência, tenham uma boa noite e continuem na Paraná Educativa, 97,1… visite o Blog do Art Rock em https://artrock.wordpress.com… que é administrado pela nossa querida amiga Ana Barbara Vicentin… lá você pode fazer downloads do conteúdo do programa e deixar o seu recado…

Até a semana que vem.”

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

GENESIS

BG – THE LAND OF CONFUSION

1. THE LAMB LIES DOWN ON BRODWAY – 5:44

2. CALLING ALL STATIONS – 6:48

3. CARPET CRAWLERS – 5:05

4. FIRTH OF FIFTH – 5:47

BG – I CAN’T DANCE

TOTAL – 23:24

GENESIS

BG – TURN IT ON AGAIN

1. DANCING WITH THE MOONLIT KNIGHT – 2:13

2. FOLLOW YOU FOLLOW ME – 2:55

3. SUPER’S READY: LOVERS LEAP – 2:22

4. MAMA – 6:43

5. THE DIVIDING LINE – 11:26

BG – HOME BY THE SEA

TOTAL – 25:39

Total geral: 49:13


Ouça o Art Rock com o Genesis que foi ao ar no dia 22/08/2010, clicando aqui.

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

Genesis

Posted in Programas with tags on 12/05/2009 by Artrock
“Boa noite, no programa de hoje vamos trazer um dos grandes nomes do progressivo, o grande Genesis na época de seu líder original, o genial Peter Gabriel.
Esse grupo dispensa, é claro, maiores apresentações, pois é um dos nomes essenciais do prog. inglês, presente na própria fundação da linguagem progressiva no final dos anos 60 e acabando por se tornar um dos exemplos do seu auge como proposta… e também depois das muitas mudanças que o estilo sofreria nas décadas seguintes, procurando sobreviver em meio a uma realidade mercadológica que passou a ignorar tudo que não fosse comercial.
Mas isso seria bem mais tarde, depois da saída de Peter Gabriel, quando o grupo foi gradualmente passando a ser dominado pelo baterista e futuro hit maker Phil Collins, que tomaria o controle definitivo quando outra figura dominante, o guitarrista Steve Hackett, resolveu sair também no final dos anos 70.
Tudo isso estava distante na gênese deste grande grupo… e nós selecionamos para essa primeira parte do programa este período formador representado pelos seus dois primeiros álbuns… “From Genesis to Revelation”, lançado em 1969, e “Trespass”, que sairia em 1970…
Com o Genesis vocês ouviram “The Serpent”, “Am I Very Wrong”, “In The Wilderness”, “The Conqueror”, “White Mountain” e “Dusk”.
A gente volta já…
* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *
E agora vamos trazer mais um pouco do grande Genesis, na época de sua formação clássica, quando Phil Collins era apenas um grande baterista… e só cantava quando Peter Gabriel deixava.
Foi graças às alugações e ao lirismo de Peter Gabriel que o Genesis atingiu o seu ponto mais alto, tanto no aspecto criativo como enquanto fenômeno de mídia, causando um grande impacto com sua poética única, combinada com a riqueza teatral de suas apresentações ao vivo que marcariam época e influenciariam muitos outros grupos desde então.
Tanto a tradição progressiva italiana como o neo-prog dos anos 80 seriam tributários do legado do Genesis… e não seriam os únicos… isso seguiria até mesmo para outras famílias do rock, embora em muitos casos tenha se mesclado também com outras abordagens teatrais, algumas das quais haviam sido influências para os delírios do próprio Peter Gabriel.
E para fechar o programa essa vamos trazer uma daquelas coisas que só chegaram a nós recentemente, e através das vantagens abertas pela internet… um registro ao vivo no estádio de Wembley, em Londres, durante a lendária tour de 75… época do lançamento do álbum duplo “The Lamb Lies Down on Brodway”… o derradeiro trabalho com Peter Gabriel e um dos discos indispensáveis de qualquer coleção progressiva.
Vocês ouviram com o Geneis “The Grand Parade Of Lifeless Packaging”, “Back In N.Y.C.”, “Hairless Heart”, “Counting A Time”, “Carpet Crawlers” e “The Light Dies Down On Brodway”.
Art Rock fica por aqui… obrigado pela audiência, tenham uma boa noite e continuem na Paraná Educativa… 97,1.
Visite o Blog do Art Rock em https://artrock.wordpress.com, que é administrado pela nossa querida amiga Ana Barbara Vicentin… lá você vai poder fazer downloads do conteúdo do programa e deixar o seu recado… até a semana que vem.”
* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *
SET LIST:
GENESIS FROM GENESIS TO REVELATION / TRESPASS
1. THE SERPENT – 4:38
2. AM I VERY WRONG – 3:31
3. IN THE WILDERNESS – 3:28
4. THE CONQUEROR – 3:40
5. WHITE MOUNTAIN – 6:43
6. DUSK – 4:14
TOTAL – 25:58
GENESIS WEMBLEY 75
7. THE GRAND PARADE OF LIFELESS PACKAGING – 3:04
8. BACK IN N.Y.C. – 6:08
9. HAIRLESS HEART – 2:35
10. COUNTING A TIME – 3:55
11. CARPET CRAWLERS – 5:43
12. THE LIGHT DIES DOWN ON BRODWAY – 3:32
TOTAL – 24:49
Total geral: 50:47
Ouça o Art Rock com Genesis, que foi ao ar no dia 10/05/2009, clicando aqui.
* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

“Boa noite, no programa de hoje vamos trazer um dos grandes nomes do progressivo, o grande Genesis na época de seu líder original, o genial Peter Gabriel.

Esse grupo dispensa, é claro, maiores apresentações, pois é um dos nomes essenciais do prog. inglês, presente na própria fundação da linguagem progressiva no final dos anos 60 e acabando por se tornar um dos exemplos do seu auge como proposta… e também depois das muitas mudanças que o estilo sofreria nas décadas seguintes, procurando sobreviver em meio a uma realidade mercadológica que passou a ignorar tudo que não fosse comercial.

from_genesis_to_revelation

Mas isso seria bem mais tarde, depois da saída de Peter Gabriel, quando o grupo foi gradualmente passando a ser dominado pelo baterista e futuro hit maker Phil Collins, que tomaria o controle definitivo quando outra figura dominante, o guitarrista Steve Hackett, resolveu sair também no final dos anos 70.

Genesis-Trespass-Front

Tudo isso estava distante na gênese deste grande grupo… e nós selecionamos para essa primeira parte do programa este período formador representado pelos seus dois primeiros álbuns… “From Genesis to Revelation”, lançado em 1969, e “Trespass”, que sairia em 1970…

Com o Genesis vocês ouviram “The Serpent”, “Am I Very Wrong”, “In The Wilderness”, “The Conqueror”, “White Mountain” e “Dusk”.

A gente volta já…

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

E agora vamos trazer mais um pouco do grande Genesis, na época de sua formação clássica, quando Phil Collins era apenas um grande baterista… e só cantava quando Peter Gabriel deixava.

Foi graças às alugações e ao lirismo de Peter Gabriel que o Genesis atingiu o seu ponto mais alto, tanto no aspecto criativo como enquanto fenômeno de mídia, causando um grande impacto com sua poética única, combinada com a riqueza teatral de suas apresentações ao vivo que marcariam época e influenciariam muitos outros grupos desde então.

gabriel-lamb lies down live

Tanto a tradição progressiva italiana como o neo-prog dos anos 80 seriam tributários do legado do Genesis… e não seriam os únicos… isso seguiria até mesmo para outras famílias do rock, embora em muitos casos tenha se mesclado também com outras abordagens teatrais, algumas das quais haviam sido influências para os delírios do próprio Peter Gabriel.

E para fechar o programa essa vamos trazer uma daquelas coisas que só chegaram a nós recentemente, e através das vantagens abertas pela internet… um registro ao vivo no estádio de Wembley, em Londres, durante a lendária tour de 75… época do lançamento do álbum duplo “The Lamb Lies Down on Brodway”… o derradeiro trabalho com Peter Gabriel e um dos discos indispensáveis de qualquer coleção progressiva.

Vocês ouviram com o Geneis “The Grand Parade Of Lifeless Packaging”, “Back In N.Y.C.”, “Hairless Heart”, “Counting A Time”, “Carpet Crawlers” e “The Light Dies Down On Brodway”.

Art Rock fica por aqui… obrigado pela audiência, tenham uma boa noite e continuem na Paraná Educativa… 97,1.

Visite o Blog do Art Rock em https://artrock.wordpress.com, que é administrado pela nossa querida amiga Ana Barbara Vicentin… lá você vai poder fazer downloads do conteúdo do programa e deixar o seu recado… até a semana que vem.”

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

GENESIS FROM GENESIS TO REVELATION / TRESPASS

1. THE SERPENT – 4:38

2. AM I VERY WRONG – 3:31

3. IN THE WILDERNESS – 3:28

4. THE CONQUEROR – 3:40

5. WHITE MOUNTAIN – 6:43

6. DUSK – 4:14

TOTAL – 25:58

GENESIS WEMBLEY 75

7. THE GRAND PARADE OF LIFELESS PACKAGING – 3:04

8. BACK IN N.Y.C. – 6:08

9. HAIRLESS HEART – 2:35

10. COUNTING A TIME – 3:55

11. CARPET CRAWLERS – 5:43

12. THE LIGHT DIES DOWN ON BRODWAY – 3:32

TOTAL – 24:49

Total GERAL: 50:47

Ouça o Art Rock com Genesis, que foi ao ar no dia 10/05/2009, clicando aqui.

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *