Arquivo para Happy the Man

Happy the Man & Oblivon Sun

Posted in Programas with tags , on 31/07/2013 by Artrock

“Boa noite, hoje vamos trazer dois grupos pertencentes a uma mesma família do prog rock americano, começando com um veterano dos anos 70 que só voltou à atividade graças à renascença progressiva do final do século… o Happy the Man.

happytheman-craftyhands

O grupo surgiu em Harrisonburg, na Virgínia, em 1973… e era centrado em torno do guitarrista Stan Whitaker e do baixista Rick Kennell, que se conheceram quando ainda estavam servindo o exército… mas no começo eles só tinham uma vaga ideia, que tomaria forma com a entrada do baterista Mike Beck, do flautista e vocalista Cliff Fortney e dos tecladistas Kit Watkins e Frank Wyatt…

O nome do grupo é uma citação do célebre poema de John Dryden, traduzido das “Odes” do poeta romano Horácio… mas essa erudição e a sonoridade complexa dos seus primeiros trabalhos acabaram não ajudando o grupo, que passou despercebido em meio ao cenário musical americano do final dos anos 70… os álbuns “Happy the Man” de 77 e “Crafty Hands” de 78 foram totalmente ignorados e eles perderiam o seu contrato com a Arista Records.

Eles se separariam em 79, e o seu terceiro disco só seria lançado anos depois… felizmente, com o relançamento em CD dos seus álbuns e o renovado interesse no progressivo, eles acabariam voltando em 99… apresentaram-se no Nearfest de 2000, lançaram discos com faixas engavetadas e até um novo trabalho de estúdio, “The Muse Awakens”, de 2004… mas nós já trouxemos esse som no nosso programa, por isso vamos mais longe e selecionamos um pouco do começo da carreira do Happy the Man.

Vocês ouviram o Happy the Man com “Ibby it is”, “Steaming pipes”, “Wind up doll day wind” e “I forgot to push it”.

A gente volta já…

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

E nós vamos trazer um pouco de um dos descendentes do Happy the Man… o grupo Oblivon Sun.

oblivionsun

Depois do retorno bem sucedido em 99, e do sucesso do álbum “The Muse Awakens” entre os fãs progressivos, o Happy the Man não chegou a encerrar atividades, mas Stanley Whitaker e Frank Wyatt perceberam que seria difícil manter o grupo unido para apresentações e excursões anuais, por isso iniciaram um projeto paralelo que acabaria se transformando no Oblivion Sun…

Além de Stan Whitaker na guitarra e Frank Wyatt nos teclados, o novo grupo teria Dave Demarco no baixo, Chris Mack na bateria e mais um tecladista, Bill Plummer… e o primeiro álbum, “Oblivion Sun” de 2007, foi muito bem recebido… garantindo a sobrevivência do projeto, ainda que as formações variassem, mantendo apenas o núcleo central dos seus dois fundadores.

oblivionsun-highplaces

Stan ainda mantém uma dupla acústica junto de sua mulher, LeeAnne, e eles também lançariam em 2007 o álbum “Under the covers”… mas o Oblivion Sun continuaria em atividade, e, em 2012, sairia outro registro de estúdio: “The High Places”, com dois novos integrantes, o baterista Bill Brasso e o baixista e vocalista David Hughes… vamos ouvir um pouco desse grupo que mantém vivo o legado do Happy the Man.

Vocês ouviram com o Oblivion Sun, as faixas “The Ride”, “Noodlepoint”, “No surprises”, “Deckard” e “Dead Sea squirrels”…

O Art Rock fica por aqui… o programa teve a produção de Vidal Costa e de Beto Bittencourt, a apresentação de Vidal Costa e a edição de Abílio Henrique… obrigado pela audiência e continuem na É Paraná, 97.1… visite o nosso Blog em https://artrock.wordpress.com… que foi idealizado e é administrado pela nossa querida amiga Ana Barbara Vicentin Volpão… lá você pode fazer downloads do conteúdo do programa e também deixar o seu recado… até a semana que vem.”

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

HAPPY THE MAN

BG – THE MOON, I SING

1. IBBY IT IS – 7:50

2. STEAMING PIPES – 5:30

3. WIND UP DOLL DAY WIND – 7:06

4. I FORGOT TO PUSH IT – 3:06

BG – MORNING SUN

TOTAL – 23:35

OBLIVION SUN

BG – FANFARRE

5. THE RIDE – 5:07

6. NOODLEPOINT – 3:51

7. NO SURPRISES – 3:36

8. DECKARD – 6:35

9. DEAD SEA SQUIRRELS – 6:36

BG – RE:BOOTSY

TOTAL: 25:45

TOTAL GERAL – 49:20

Ouça o Art Rock com a Happy the Man & Oblivon Sun que foi ao ar no dia 27/07/2013, clicando aqui.

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

 

 

Anúncios

Goya & Happy the Man

Posted in Produto Nacional, Programas with tags , on 27/09/2009 by Artrock

“Boa noite, hoje temos mais uma vez a companhia da nossa amiga Ana Paula Vicentin… que vem apresentar uma banda que a gente fica muito feliz em poder divulgar…

Nessa primeira parte do programa de hoje, ouviremos o som de uma banda de terras bem próximas… o grupo paranaense Goya, que surgiu em São José dos Pinhais em 2002… e a sua história começa com a  separação da banda de rock clássico e psicodélico Labirinto… três dos seus integrantes formaram o Trio Manda Chuva, enquanto Rodrigo Nickel, ex-flautista e saxofonista do grupo, formava a banda progressiva Glóbulos Verdes… mas, ele continuou a acompanhar os ensaios do Trio Manda Chuva… e, no fim, acabaram se reunindo e mudando o nome para Goya.

goya-psychodalia

O primeiro show foi no Festival Psicodália em Antonina, que reúne grupos atuais, principalmente da região sul, e também alguma atração mais veterana… depois o Goya tocou nos festivais Rock de Inverno e Garage Rock em Curitiba… e, em 2008, o grupo também abriu o show comemorativo dos trinta anos da Patrulha do Espaço… sempre mantendo sua proposta… um rock instrumental, cheio de improvisações, que foi do hard ao fusion, conforme iam mudando as formações… influenciado por King Crimson, Caravan, Collosseum e pelas fases jazzísticas do Soft Machine e do space rock do Gong, além de um pouco de Krautrock e também do prog. italiano…

Hoje o Goya é uma das bandas oficiais do Festival Psicodália e sua formação atual tem Rodrigo Nickel no sax alto e flauta, Márcio Inglat e New nos teclados, Alexandre Pagliosa na guitarra, Kniggia no baixo e Giovani Farina Nilsen, o Giva, na bateria, que voltou recentemente para o grupo… e eles já lançaram dois CDS… primeiro foi o álbum “Goya”, seguido agora por “Ao vivo no Festival Psicodália 2008” onde tocaram ao lado do Casa das Máquinas, da banda Catarinense Casa de Orates e das Curitibanas Sopro Difuso e Gato Preto… e hoje, aqui no programa, ouviremos faixas desse segundo CD.

Ouvimos com o Goya, a faixas “Lá vamos nós outra vez”, “Altos e baixos”, “Agora ou nunca”, “Zamba”, “Gamal” e o “Cubo”, todas do segundo CD do Goya, “Ao vivo no Festival Psicodália 2008.

O Art Rock volta já!

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

E agora vamos trazer um grupo americano dos anos 70, que foi um dos beneficiados pela renascença progressiva da década passada… o Happy the Man.

Fundado pelo guitarrista Stan Whitaker e pelo baixista Rick Kennell, o grupo se consolidou com a entrada dos tecladistas Kit Watkins e Frank Wyatt… e eles lançariam em 77 o álbum “Happy the Man”, onde mostravam uma complexa tapeçaria sonora, que se desenvolveria ainda mais no seu segundo trabalho, “Crafty Hands” de 78… mas que, infelizmente, não os levaria muito longe, pois, naquele momento, a indústria musical estava envolvida com o fenômeno da disco music.

themuseawakens

Em em meio às gravações de seu terceiro disco, a Arista Records informou os músicos que não tinha mais interesse em música progressiva… e, sem poder conseguir outro contrato, o grupo acabou se separando em 79… mas eles voltariam a se reunir em 99 e chegaram a ser a atração principal do Nearfest de 2000, enquanto a Cuneiform Records lançava o seu lendário terceiro disco, engavetado há décadas, e eles começavam a trabalhar em um novo álbum, o primeiro em 25 anos.

Depois disso Frank Wyatt and Stanley Whitaker iniciaram um projeto paralelo que acabaria se transformando em um novo grupo, o Oblivion Sun… que continua em atividade… mas nós selecionamos faixas do álbum de retorno do Happy the Man… o excelente “The Muse Awakens”, de 2004… que contou com o veterano tecladista David Rosenthal (ex-Rainbow, Billy Joel & Steve Vai), no lugar de Kit Watkins…

Vocês ouviram o Happy the Man com “Contemporary Insanity”, “The Muse Awakens”, “Stepping through time”, “Luch at the Psychedelicatessen” e “Il Quinto Mare”…

Art Rock fica por aqui, obrigado pela audiência, tenham uma boa noite e continuem na Paraná Educativa, 97,1… a primeira parte do programa de hoje teve a apresentação da nossa querida amiga Ana Paula Vicentin, e a gente agradece a sua presença.

Visite o Blog do Art Rock em https://artrock.wordpress.com, que é administrado pela nossa outra querida amiga Ana Barbara Vicentin… lá você vai poder fazer downloads do conteúdo do programa e deixar o seu recado… até a semana que vem.

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

GOYA

BG – CABRA-MA-CABRA

1. LÁ VAMOS NÓS OUTRA VEZ/ALTOS E BAIXOS – 7:45

2. AGORA OU NUNCA – 2:35

3. ZAMBA/GAMAL – 7:37

4. O CUBO – 4:23

BG – CABRA-MA-CABRA

TOTAL: 22:20

HAPPY THE MAN

BG – BARKING SPIDERS – 4:16

1. CONTEMPORARY INSANITY – 3:28

2. THE MUSE AWAKENS – 5:36

3. STEPPING THROUGH TIME – 6:33

4. LUNCH AT THE PSYCHEDELICATESSEN – 5:00

5. IL QUINTO MARE – 7:22

BG – SLIPSTREAM

TOTAL – 27:59

Total geral: 50:19

Ouça o Art Rock com Goya & Happy the Man, que foi ao ar no dia 20/09/2009, clicando aqui.

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *