Arquivo para Jon Lord

Jon Lord & Pink Floyd sinfônicos

Posted in Programas with tags , on 27/04/2016 by Artrock

“Boa noite, hoje vamos trazer dois lançamentos que mostram o reconhecimento e respeito existente entre o mundo da música erudita e o rock… começando com a justa homenagem prestada a um dos responsáveis por atravessar a ponte e acabar com os velhos antagonismos… o genial Jon Lord…

1

Desde os tempos em que o Deep Purple ainda era um grupo psicodélico que sonhava em ser o novo Vanilla Fudge, o seu grande tecladista já tinha outros sonhos… ele queria mesclar a sua formação erudita com as possibilidades abertas pela linguagem dinâmica da música pop… a força e a liberdade do rock colidindo com a complexidade da chamada música clássica, em um impacto sem vítimas que beneficiasse a ambos.

Ainda no Deep Purple o seu sonho levaria ao “Concerto for Group and Orchestra”… evento realizado em setembro de 69 com a Royal Philharmonic Orchestra sob a regência de Sir Malcolm Arnold… e que seria lançado no álbum que marcaria a transição da fase psicodélica de Rod Evans para a fase pesada de Ian Gillan… mas essa seria apenas a primeira de muitas investidas de Jon Lord nessa luta, que renderia outros trabalhos clássicos… até que ele cruzasse o limite da nossa realidade em 2012.

E dois anos mais tarde seria realizado um concerto tributo no Royal Albert Hall tendo o Deep Purple e a London Orion Orchesta, sob a regência de Paul Mann e a presença de Glenn Hughes, Bruce Dickinson, Rick Wakeman, Neil Murray, Micky Moody e Paul Weller… um encontro que seria lançado em muitas mídias e dividido em duas partes: “Celebration Jon Lord The Rock Legend” e “Celebrating Jon Lord The Composer”…

Vocês ouviram a Orion Orchesta e muitos convidados homenageando Jon Lord com “Soldier of Fortune”, “You Keep on Moving”, “Burn” e “Sarabande”.

A gente volta já…

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

E nós vamos trazer outro álbum lançado pela Orion Orchestra, agora re-imaginando clássicos de outro grande grupo o genial Pink Floyd…

2

O Pink Floyd já recebeu outrras homenagens sinfônicas, mas essa teve uma direção diferente, pois procurou se focar em um dos trabalhos do grupo, em vez de fazer simplesmente uma coletânea de sucessos com arranjos orquestrais… e o álbum escolhido foi “Wish You Were Here” de 75…

Lançado no aniversário dos 40 anos do álbum original, “Wish You Were Here Symphonic” mostra a London Orion Orchestra, sob a regência de Peter Scholes e tendo como convidados especiais Rick Wakeman nos teclados, Dave Fowler e Steve McElroy do Australian Pink Floyd nas guitarras e mais uma escolha improvável para os vocais…

Cantando tanto na faixa título como também em “Welcome to the Machine” está ninguém menos do que Alice Cooper, em uma participação que atravessa mais essa barreira estilística e demonstra como são frágeis as estoicas paredes que nos separam e isolam… uma mensagem bem floydiana…

Vocês ouviram a London Orion Orchestra com “Wish You Were Here”, “Welcome to the Machine”, “Shine on You Crazy Diamond, pt VI-IX” e “Eclipse”…

O Art Rock fica por aqui… o programa tem a produção de Vidal Costa e de Beto Bittencourt, a apresentação de Vidal Costa e a edição de Abílio Henrique… obrigado pela audiência e continuem na É Paraná, 97.1… visite o Blog do Art Rock em https://artrock.wordpress.com… ele foi idealizado e é administrado pela nossa querida amiga Ana Barbara Vicentin… lá você pode fazer downloads do conteúdo do programa e deixar o seu recado… tenham uma boa noite e até a semana que vem.

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

ORION ORCHESTRA JON LORD

BG – PERFECT STRANGERS

1. SOLDIER OF FORTUNE – 3:59

2. YOU KEEP ON MOOVING – 5:07

3. BURN – 6:32

4. SARABANDE – 7:53

BG – HUSH

TOTAL – 23:31

ORION ORCHESTRA PINK FLOYD

BG – HAVE A CIGAR

5. WISH YOU WERE HERE – 5:01

6. WELCOME TO THE MACHINE – 7:08

7. SHINE ON YOU CRAZY DIAMOND, PT. VI-1X – 13:03

8. ECLIPSE – 1:22

BG – SHINE ON YOU CRAZY DIAMOND, PT. I-V

TOTAL: 26:34

TOTAL GERAL – 50:05

Ouça o Art Rock com Jon Lord & Pink Floyd sinfônicos que foi ao ar no dia 23/04/2016, clicando aqui.

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

BÔNUS:

Confiram também uma versão alterada do material do álbum, compondo uma nova música que só tem no Youtube:

The London Orion Orchestra, Alice Cooper – Pink Floyd’s Wish You Were Here Symphonic

 

Anúncios

REPRISE: Deep Purple & Jon Lord

Posted in Programas with tags , on 23/10/2013 by Artrock

Olá ouvintes do Art Rock! O programa da semana passada (dia 19-10-2013), foi um reprise com os geniais Deep Purple & Jon Lord. Confiram este programa clicando aqui!

O áudio do programa vocês encontram aqui.

Boas audições!

deep_purple_album

jon_lord_sarabande

Jon Lord

Posted in Programas with tags on 23/07/2012 by Artrock

“Boa noite, como não podia deixar de ser, teremos hoje um programa dedicado a um dos mais importantes tecladistas da história do rock, o grande Jon Lord, que cruzou o limiar interdimensional no último dia 16 de julho…

Nascido em Leicester, em 41, Jonathan Douglas Lord começou no rock durante a famosa British Invasion, no início dos anos 60, tocando em grupos como The Artwoods e The Flowerpot Men… mas foi no incomparável Deep Purple que ele se consagraria, formando o lado erudito do grupo, em constante duelo com o lado rock… uma batalha gloriosa que rendeu alguns dos melhores álbuns dos anos 70.

Em um dos raros momentos em que dominou o Purple, Lord conseguiu lançar o antológico álbum “Concerto for Group and Orchestra”, onde cruzava as linguagens do rock com a da música sinfônica em uma amálgama genial… mas é claro que o resultado comercial não impressionou a gravadora… e foi assim que começou a sua carreira solo, lançando trabalhos sinfônicos intercalados com os discos do Deep Purple…

E, para começar, nós selecionamos faixas do seu primeiro álbum solo, “Gemini Suite”, lançado em 1974 e contando com a participação dos amigos Roger Glover, Ian Paice e Tony Ashton, além da guitarra de Albert Lee, dos vocais de Yvonne Elliman e da London Symphony Orchestra…

Vocês ouviram o segundo, o quarto e o sexto movimentos da “Gemini Suite”, com Jon Lord e a Sinfônica de Londres, sob a regência de Malcon Arnold…

A gente volta já…

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

E vamos continuar lembrando o genial Jon Lord, que inspirou toda uma escola de tecladistas de rock com o som poderoso do seu órgão Hammond…

Depois da separação do Deep Purple nos anos 70, Jon Lord seguiu com seus outros projetos, como o grupo Paice, Ashton & Lord… e acabaria entrando para o Whitesnake de David Coverdale em 78… mas o retorno triunfal do Purple nos anos 80 acabaria dominando a sua carreira nos anos seguintes, em meio às brigas entre o vocalista Ian Gillan e o guitarrista Ritchie Blackmore… que, no fim, foi substituído por Steve Morse.

No final da década de 90, Jon Lord já mostrava que queria poder se dedicar mais aos seus projetos individuais, com lançamentos como o álbum solo “Pictures Within” de 98… e ele gravaria seu último álbum com o Deep Purple em 2000, uma versão ao vivo, no Royal Albert Hall do “Concerto for Group and Orchestra”, junto de vários convidados e com a Sinfônica de Londres sob a regência de Paul Mann.

Em 2002 ele anunciaria sua saída do Purple, sendo substituído por Don Airey… e, desde então, ele vinha se dedicando em tempo integral à sua carreira solo… e não apenas com composições sinfônicas… ele também investiu em projetos como o grupo The Hoochie Coochie Men, onde podia mostrar o seu lado mais rock’n’roll… e nós selecionamos para essa segunda parte do programa um pouco desse grupo, com faixas do álbum “Danger, white men dancing”…

Vocês ouviram “The blues just got sadder”, “Gotta find me some fire”, “Over and over”, “If this ain’t the blues” e “Dead presidents”… com The Hoochie Coochie Men, grupo de Jon Lord com Bob Daisley, Tim Gaze, Rob Grosser… e os convidados Ian Gillan, Jeff Duff e Jimmy Barnes…

O Art Rock fica por aqui… o programa teve a produção de Vidal Costa e de Beto Bittencourt, a apresentação de Vidal Costa e a edição de Abílio Henrique… obrigado pela audiência e continuem na É Paraná, 97.1… visite o nosso Blog em https://artrock.wordpress.com… que foi idealizado e é administrado pela nossa querida amiga Ana Barbara Vicentin… lá você pode fazer downloads do conteúdo do programa e também deixar o seu recado… até a semana que vem.”

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

JON LORD

BG – 1ST MOVEMENT

1. 2ND MOVEMENT (PIANO) – 8:08

2. 4TH MOVEMENT (VOCALS) – 5:51

3. 6TH MOVEMENT (ORGAN) – 12:16

BG – 5TH MOVEMENT

TOTAL – 26:18

JON LORD

BG – LET IT GO

4. THE BLUES JUST GOT SADDER – 3:34

5. GOTTA FIND ME SOME FIRE – 3:57

6. OVER AND OVER – 8:07

7. IF THIS AIN’T THE BLUES – 4:34

8. DEAD PRESIDENTS – 2:45

BG – DANGER WHITE MEN DANCING

TOTAL – 24:32

GRAND TOTAL – 50:50

Ouça o Art Rock com o Jon Lord que foi ao ar no dia 21/07/2012, clicando aqui.

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

Deep Purple & Jon Lord

Posted in Programas with tags , on 16/05/2011 by Artrock

“Boa noite, hoje vamos trazer no programa um pouco da genialidade de um dos grandes tecladistas da história do rock, o genial Jon Lord, do Deep Purple…

E vamos começar com o próprio Deep Purple, na sua fase mais psicodélica… na época da sua primeira formação, normalmente conhecida como Mk 1… que contava com o vocalista Rod Evans e com o baixista Nick Simper… um período breve na história desse grande grupo, mas que foi muito produtivo, rendendo 3 álbuns excelentes, onde misturavam composições próprias com versões antológicas para faixas clássicas…
Nesta época, o Purple ainda era liderado por Jon Lord, e o tecladista introduzia suas influências eruditas em meio aos solos e improvisações ao vivo, já anunciando um pouco do que ele iria tentar realizar depois da entrada de Ian Gillan e Roger Glover, quando lançou sua última tentativa de fazer um crossover entre o rock e a música clássica dentro do grupo… o genial “Concerto for Group and Orchestra”, de 69.

Mas este trabalho indispensável só marcou o fim de uma exploração que já havia começando antes, em álbuns como “The Book of Taliesyn” de 68 e “Deep Purple” de 69… nos quais a voz de Rod Evans mantinha um diálogo mais amistoso com os teclados de Lord e a guitarra de Blackmore, do que aquele que se tornaria célebre com o vocal poderoso de Ian Gillan… uma época em que o Purple ainda se encontrava indeciso entre o heavy metal e o progressivo…

Vocês ouviram o Deep Purple com as faixas “Blind”, “Painter”, “April” e “Lalena”… essa última uma cover do grande Donovan… todas faixas extraídas do álbum “Deep Purple”, de 69.

A gente volta já!

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

E agora vocês ficam com um pouco da carreira solo de Jon Lord… que ele procurou manter em paralelo aos seus trabalhos com o Purple e com seus outros projetos.

Desde o início da sua carreira, Jon Douglas Lord participou de muitos grupos… ele começou na época da famosa British Invasion, no início dos anos 60, tocando em grupos como The Artwoods e The Flowerpot Men… e depois é claro se tornaria uma das forças criativas dentro do Deep Purple… mas ele não parou quando houve a primeira separação do grupo em 76, seguindo em frente com o Ashton, Pace & Lord e depois com o Whitesnake, além de continuar sua carreira solo.

Ele sempre procurou dar continuidade à sua proposta de fusão entre a música erudita e o rock… e lançaria trabalhos como “Gemini Suite” de 70 e “Sarabande” de 76… mas parecia ter se fixado em definitivo no rock pesado depois do retorno do Deep Purple nos anos 80, participando de álbuns e excursões de grande sucesso, em meio às brigas que levaram ao entra e sai do vocalista Ian Gillan e depois à saída definitiva do guitarrista Ritchie Blackmore.

Jon Lord surpreenderia o mundo do rock ao anunciar que deixaria o Purple em 2001… mas ele continuaria na ativa, voltando a se dedicar à sua carreira solo, com álbuns como “Beyond the notes”. “Durham Concerto” e “Boom of the tingling strings”… mas nós selecionamos faixas do clássico álbum “Sarabande”, em que ele contou com a Philarmônica da Hungria sob a regência de Eberhard Shöener e tendo na guitarra Mr. Andy Summers… que logo estaria fundando o grupo The Police junto de Sting…

Vocês ouviram “Saraband”, “Aria”, “Gigue” e “Finale”… com o tecladista Jon Lord, do Deep Purple…

O Art Rock fica por aqui… o programa como sempre teve a produção foi minha, Vidal Costa, e também de Beto Bittencourt, a apresentação foi também de Vidal Costa e a edição de Abílio Henrique… tenham uma boa noite e continuem na É Paraná, 97.1… visite o nosso Blog em https://artrock.wordpress.com… que foi idealizado e é administrado pela nossa amiga Ana Barbara Vicentin… lá você pode fazer downloads do conteúdo do programa e também deixar o seu recado… até a semana que vem.”

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

DEEP PURPLE

BG – BIRD HAS FLOWN

1.    BLIND – 5:26

2.    PAINTER – 3:51

3.    APRIL – 12:09

4.    LALENA – 3:33

BG – CHASING SHADOWS

TOTAL – 24:59

JON LORD

BG –     BOURÉE

1.    SARABANDE – 7:25

2.    ARIA – 3:46

3.    GIGUE – 11:12

4.    FINALE – 2:24

BG – CAPRICE

TOTAL – 24:46

TOTAL GERAL: 49:45

Ouça o Art Rock com o Deep Purple & Jon Lord que foi ao ar no dia 09/04/2011, clicando aqui.

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *