Arquivo para Pink Floyd

Pink Floyd & Roger Waters

Posted in Programas with tags , on 03/02/2017 by Artrock

“Boa noite, hoje vamos atender a pedidos e começar trazendo um pouco do álbum “Animals”, do grande Pink Floyd…

1

Gravado no momento em que começavam as tensões dentro do grupo, “Animals” era um álbum conceitual que foi além da crítica existencialista para tomar uma atitude mais agressiva, tanto no social como no político, inspirando-se na clássica obra “Animal Farm” de George Orwell para construir uma metáfora social, onde vemos a humanidade reduzida à sua natureza primitiva, como cães, ovelhas e porcos…

Em resposta às críticas que o movimento punk estava fazendo às grandes bandas de rock, em especial às progressivas, o Floyd mostrava que estava longe da complacência, neste que seria o primeiro álbum do grupo em que Roger Waters impôs a sua visão, dominando o aspecto criativo com uma poética amarga, mas que não se rendia ao niilismo.

O grande impacto do álbum e a repercussão de incidentes durante a tour mundial foram em parte catalizadores para a próxima grande obra do grupo, o duplo “The Wall”… mas nós vamos conferir um pouco da atualidade da temática de “Animals”, que continuaria a ser pertinente nesta nossa decepcionante realidade…

Vocês ouviram o Pink Floyd com “Pigs on the wing, pt.1”, “Pigs (three different ones)” e “Sheep”… todas do álbum “Animals”, que está completando 40 anos em 2017…

A gente volta já.

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

E agora vamos trazer outro momento da carreira de Roger Waters, agora com o seu último trabalho solo dos anos 90, o álbum “Amused to Death”…

2

Na esteira do grande sucesso com transmissão mundial da sua apresentação da ópera rock “The Wall” em Berlin, em 1990, pouco tempo depois da queda do muro, Roger Waters sentiu que sua carreira estava voltando para o centro das atenções, depois de ter perdido sua luta na justiça pelos direitos do nome Pink Floyd para os seus antigos companheiros de grupo.

Animado, Roger começaria a trabalhar no seu próximo álbum solo, “Amused to Death”, com o nome inspirado na obra do genial teórico americano Neil Postman… e ele contou com inúmeros colaboradores, incluindo Rita Coolidge, Jeff Porcaro, P.P. Arnold, Don Henley e muitos outros… o álbum seria muito bem recebido, mas não chegaria a ser promovido com uma tour e nunca atingiu um status cult entre os fãs.

Em 2015, seria lançada uma versão remasterizada e remixada, incluindo até a participação de Jeff Beck na guitarra… essa versão chegaria a ganhar um Grammy de melhor álbum com Som Surrond… e, no final de 2016, enquanto anunciava um novo álbum de estúdio, Roger resgatava o som do álbum “Animals” para declarar o começo da Resistência ao novo presidente dos EUA… mas isso fica para outro programa, para fechar o Art Rock de hoje nós selecionamos um pouco de “Amused to Death”.

Vocês ouviram “What God want’s, Pt.1”, “The bravery of being out of range”, “Watchng TV” e “Amused to Death”, todas faixas da versão remasterizada de 2015 do álbum “Amused to Death” de Roger Waters…

O Art Rock fica por aqui… o programa teve a produção de Vidal Costa e de Beto Bittencourt, a apresentação de Vidal Costa e a edição de Abílio Henrique… obrigado pela audiência e continuem na É Paraná, 97.1… visite o nosso Blog em https://artrock.wordpress.com… que foi idealizado e é administrado pela nossa querida amiga Ana Barbara Vicentin… lá você poderá fazer downloads do conteúdo do programa e também deixar o seu recado… tenham uma boa noite e até a semana que vem.”

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

The resistance begins today

E fazendo a nossa parte nesse começo da Resistência, divulgamos o vídeo do Roger Waters na cidade do México com a música do Animals e o inominável presidente do Império de “Big Pig”. Ele acrescentou o vídeo no dia da posse com a mensagem: The resistance begins today…

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

PINK FLOYD

BG – DOGS

1. PIGS ON THE WING, PT.1 – 1:26

2. PIGS (THREE DIFFERENT ONES) – 11:26

3. SHEEP – 10:19

BG – PIGS ON THE WING, PT.2

TOTAL – 23:09

ROGER WATERS

BG – IT’S A MIRACLE

4. WHAT GOD WANTS, PT.1 – 6:00

5. THE BRAVERY OF BEING OUT OF RANGE – 4:45

6. WATCHING TV – 6:07

7. AMUSED TO DEATH – 9:07

BG – WHAT GOD WANTS, PT.2

TOTAL: 25:58

TOTAL GERAL – 49:07

Ouça o Art Rock com Pink Floyd & Roger Waters que foi ao ar no dia 28/01/2017, clicando aqui.

Jon Lord & Pink Floyd sinfônicos

Posted in Programas with tags , on 27/04/2016 by Artrock

“Boa noite, hoje vamos trazer dois lançamentos que mostram o reconhecimento e respeito existente entre o mundo da música erudita e o rock… começando com a justa homenagem prestada a um dos responsáveis por atravessar a ponte e acabar com os velhos antagonismos… o genial Jon Lord…

1

Desde os tempos em que o Deep Purple ainda era um grupo psicodélico que sonhava em ser o novo Vanilla Fudge, o seu grande tecladista já tinha outros sonhos… ele queria mesclar a sua formação erudita com as possibilidades abertas pela linguagem dinâmica da música pop… a força e a liberdade do rock colidindo com a complexidade da chamada música clássica, em um impacto sem vítimas que beneficiasse a ambos.

Ainda no Deep Purple o seu sonho levaria ao “Concerto for Group and Orchestra”… evento realizado em setembro de 69 com a Royal Philharmonic Orchestra sob a regência de Sir Malcolm Arnold… e que seria lançado no álbum que marcaria a transição da fase psicodélica de Rod Evans para a fase pesada de Ian Gillan… mas essa seria apenas a primeira de muitas investidas de Jon Lord nessa luta, que renderia outros trabalhos clássicos… até que ele cruzasse o limite da nossa realidade em 2012.

E dois anos mais tarde seria realizado um concerto tributo no Royal Albert Hall tendo o Deep Purple e a London Orion Orchesta, sob a regência de Paul Mann e a presença de Glenn Hughes, Bruce Dickinson, Rick Wakeman, Neil Murray, Micky Moody e Paul Weller… um encontro que seria lançado em muitas mídias e dividido em duas partes: “Celebration Jon Lord The Rock Legend” e “Celebrating Jon Lord The Composer”…

Vocês ouviram a Orion Orchesta e muitos convidados homenageando Jon Lord com “Soldier of Fortune”, “You Keep on Moving”, “Burn” e “Sarabande”.

A gente volta já…

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

E nós vamos trazer outro álbum lançado pela Orion Orchestra, agora re-imaginando clássicos de outro grande grupo o genial Pink Floyd…

2

O Pink Floyd já recebeu outrras homenagens sinfônicas, mas essa teve uma direção diferente, pois procurou se focar em um dos trabalhos do grupo, em vez de fazer simplesmente uma coletânea de sucessos com arranjos orquestrais… e o álbum escolhido foi “Wish You Were Here” de 75…

Lançado no aniversário dos 40 anos do álbum original, “Wish You Were Here Symphonic” mostra a London Orion Orchestra, sob a regência de Peter Scholes e tendo como convidados especiais Rick Wakeman nos teclados, Dave Fowler e Steve McElroy do Australian Pink Floyd nas guitarras e mais uma escolha improvável para os vocais…

Cantando tanto na faixa título como também em “Welcome to the Machine” está ninguém menos do que Alice Cooper, em uma participação que atravessa mais essa barreira estilística e demonstra como são frágeis as estoicas paredes que nos separam e isolam… uma mensagem bem floydiana…

Vocês ouviram a London Orion Orchestra com “Wish You Were Here”, “Welcome to the Machine”, “Shine on You Crazy Diamond, pt VI-IX” e “Eclipse”…

O Art Rock fica por aqui… o programa tem a produção de Vidal Costa e de Beto Bittencourt, a apresentação de Vidal Costa e a edição de Abílio Henrique… obrigado pela audiência e continuem na É Paraná, 97.1… visite o Blog do Art Rock em https://artrock.wordpress.com… ele foi idealizado e é administrado pela nossa querida amiga Ana Barbara Vicentin… lá você pode fazer downloads do conteúdo do programa e deixar o seu recado… tenham uma boa noite e até a semana que vem.

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

ORION ORCHESTRA JON LORD

BG – PERFECT STRANGERS

1. SOLDIER OF FORTUNE – 3:59

2. YOU KEEP ON MOOVING – 5:07

3. BURN – 6:32

4. SARABANDE – 7:53

BG – HUSH

TOTAL – 23:31

ORION ORCHESTRA PINK FLOYD

BG – HAVE A CIGAR

5. WISH YOU WERE HERE – 5:01

6. WELCOME TO THE MACHINE – 7:08

7. SHINE ON YOU CRAZY DIAMOND, PT. VI-1X – 13:03

8. ECLIPSE – 1:22

BG – SHINE ON YOU CRAZY DIAMOND, PT. I-V

TOTAL: 26:34

TOTAL GERAL – 50:05

Ouça o Art Rock com Jon Lord & Pink Floyd sinfônicos que foi ao ar no dia 23/04/2016, clicando aqui.

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

BÔNUS:

Confiram também uma versão alterada do material do álbum, compondo uma nova música que só tem no Youtube:

The London Orion Orchestra, Alice Cooper – Pink Floyd’s Wish You Were Here Symphonic

 

Pink Floyd

Posted in Programas with tags on 15/01/2015 by Artrock

“Boa noite… no Art Rock de hoje vamos trazer uma das surpresas do ano de 2014… o álbum “Endless River”… um novo registro de estúdio do Pink Floyd, depois de 20 anos de silêncio.

endless-river-pink-floyd

Depois do bem sucedido lançamento de “The Division Bell”, em 94, todos esperavam que o Floyd sob a liderança de David Gilmour continuasse a lançar novos trabalhos… o álbum tinha chegado ao topo das paradas e a tour mundial que se seguiu foi um dos eventos do ano no mundo do rock, com o show final ocorrendo na Earls Court, em Londres, em 29 de outubro de 1994.

Em junho de 95 saía o álbum ao vivo “Pulse”, acompanhado de um vídeo… ambos gravados com altíssimo nível de qualidade e recebendo grande repercussão, tanto de público como de crítica… o CD original vinha em uma box com o marcante “coração” pulsante, um led vermelho que piscava a intervalos regulares, indicando que o “paciente” ainda estava bem vivo.

Mas, o que ninguém sabia, é que a bateria do led iria durar mais do que o próprio Pink Floyd… depois do lançamento de “Pulse” o grupo mergulharia no silêncio, e “The Division Bell” prosseguiria como o seu último registro de estúdio até 2014, quando eles pegaram o mundo do rock de surpresa com o álbum “Endless River”… vamos conferir um pouco desse álbum do Pink Floyd do século XXI…

Vocês ouviram o Pink Floyd com “Things left unsaid’, “It’s what we do”, “Ebb and flow”, “Sum”, “Skins” e “Talkin’ Hawkin’”, que conta com a narração do físico Stephen Hawking.

A gente volta já…

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

E agora vamos trazer mais um pouco do grande Pink Floyd, que mostrou em 2014 que, quando quer, ainda é capaz de causar um grande impacto no mundo da música.

Quando o grupo fez o seu celebrado retorno para o Live 8 em 2005, incluindo a volta de Roger Waters, todos pensaram que um novo trabalho seria lançado… mas isso não ocorreu… e, depois que o tecladista Rick Wright atravessou a barreira do hiperespaço em 2008, parecia mesmo que o Floyd havia sido definitivamente deixado de lado.

Porém, a perda do velho companheiro levou David Gilmour a resgatar material gravado ainda nos anos 90… originalmente essas gravações haviam sido pensadas para um álbum de ambient music que seria chamado “The Big Spliff”, mas este acabou engavetado por 20 anos e, ao ser retomado em 2012, tornou-se a base para “The Endless River”… que seria dedicado a Rick Wright.

Gilmour e Nick Mason reuniram-se em 2013 para ouvir o material, explorar ideias em novas gravações e trabalhar outras partes com a ajuda de amigos como o guitarrista Phil Manzanera… e o resultado seria um álbum quase todo instrumental, mas que mais uma vez mostrou a força do mito floydiano… chegou ao topo das paradas em todos os seus formatos… incluindo o vinil, formato no qual “The Endless River” se tornaria o mais vendido desde os tempos em que o CD ainda era novidade…

Vocês ouviram “The lost art of conversation”, “On Noodle Street”, “Allons-y (1)”, “Autumn ‘68”, “Allons-y (2)”, “Louder than words”, “TBS 14” e “Nervana”… faixas do sereno álbum de despedida do grande Pink Floyd.

O Art Rock fica por aqui… o programa tem a produção de Vidal Costa e de Beto Bittencourt, a apresentação de Vidal Costa e a edição de Abílio Henrique… obrigado pela audiência e continuem na É Paraná, 97.1… visite o Blog do Art Rock em https://artrock.wordpress.com… ele foi idealizado e é administrado pela nossa querida amiga Ana Barbara Vicentin Volpão… lá você pode fazer downloads do conteúdo do programa e também deixar o seu recado… até a semana que vem.”

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

PINK FLOYD

BG – ANISINA

1. THINGS LEFT UNSAID – 4:26

2. IT’S WHAT WE DO – 6:17

3. EBB AND FLOW – 1:55

4. SUM – 4:47

5. SKINS – 2:36

6. TALKIN’ HAWKIN’ – 3:29

BG – CALLING

TOTAL – 23:32

PINK FLOYD

BG – CALLING

1. THE LOST ART OF CONVERSATION – 1:42

2. ON NOODLE STREET – 1:41

3. ALLONS-Y (1) – 1:57

4. AUTUMN ’68 – 1:35

5. ALLONS-Y (2) – 1:32

6. LOUDER THAN WORDS – 6:36

7. TBS 14 – 4:11

8. NERVANA – 5:30

BG – SURFACING

TOTAL: 24:47

TOTAL GERAL – 48:19

Ouça o Art Rock com a Pink Floyd que foi ao ar no dia 10/01/2015, clicando aqui.

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

Pink Floyd

Posted in Programas with tags on 07/08/2012 by Artrock

“Boa noite, no programa de hoje vamos trazer um grupo que é um dos nomes essenciais da história do rock, o grande Pink Floyd.

Formado em 66, o Floyd contava em sua formação com quatro figuras geniais – o baterista Nick Mason, o tecladista Rick Wright, o baixista Roger Waters e, é claro, o grande guitarrista Syd Barrett, responsável por tornar o grupo um verdadeiro sinônimo do rock psicodélico britânico… algo que ficou claro já a partir do primeiro álbum “The Piper at the Gates of Dawn” de 1967.

Mas naturalmente o Floyd é outro daqueles grupos que dispensa maiores apresentações, pois é presença obrigatória em discotecas tanto progressivas como psicodélicas… de rock pesado ou eletrônico… e também em muitas outras formas de rock… cruzando fronteiras musicais e nacionais e também atraindo públicos de várias gerações, desde os que são fiéis às surrealidades de Syd Barrett até os que preferem a sonoridade espacial da guitarra de David Gilmour.

E, para o programa de hoje, nós selecionamos material dessas duas fases do Floyd, começando com faixas extraídas do primeiro álbum e também de “A saucerful of secrets”, de 68, que ainda contava com a participação de Syd, nessa época já em vias de ser substituído por Gilmour… embora até hoje ele continue a ser reconhecido como a verdadeira força criativa responsável pelo surgimento do grupo.

Você ouviram “Julia Dream”, “Careful with that axe, Eugene”, “Astronomy domine” e “Set the controls for the heart of the Sun”.

A gente volta já…

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

E agora vamos trazer um pouco da fase mais conhecida do Pink Floyd, quando eles estavam entre os gigantes do rock progressivo, com álbums que estão entre os mais memoráveis dos anos 70.

Depois de trabalhos essenciais como “Atom Heart Mother” de 70, “Meddle” de 71 e, é claro, “The Dark Side of the Moon” de 73 e “Wish You Were Here” de 75, o Floyd havia se tornado praticamente uma unanimidade no mundo do rock, aclamado como um dos porta-vozes de uma nova sonoridade… que parecia estar em toda parte, influenciando músicos no mundo, muitos dos quais criariam seus próprios grupos.

E, em 77, eles lançariam o seu décimo álbum de estúdio… “Animals”, que mantinha a abordagem conceitual e apresentava um olhar crítico à sociedade britânica da década de 70… usando como metáfora a comparação dos seres humanos com animais… os cães com instinto predador, os porcos que representam os governantes e as ovelhas sem vontade própria que são vítimas de ambos.

Atualmente, Roger Waters e David Gilmour vêm mantendo vivo o legado do Floyd, com tours sempre muito bem recebidas… como a genial apresentação de Roger, trazendo aos fãs a versão integral de “The Wall”… mas para essa segunda parte nós selecionamos faixas extraídas do álbum “Animals”, que tinha a inesquecível capa com o porco voando entre as chaminés da Battersea Power Station de Londres…

Vocês ouviram o Pink Floyd com “Pigs on the wing (part one)”, “Pigs (three different ones)”, “Sheep” e “Pigs on the wing (part two)”… faixas extraídas do clássico álbum “Animals”, de 1977.

O Art Rock fica por aqui… o programa teve a produção de Vidal Costa e de Beto Bittencourt, a apresentação de Vidal Costa e a edição de Abílio Henrique… obrigado pela audiência e continuem na É Paraná, 97.1… visite o nosso Blog em https://artrock.wordpress.com… que foi idealizado e é administrado pela nossa querida amiga Ana Barbara Vicentin… lá você pode fazer downloads do conteúdo do programa e também deixar o seu recado… até a semana que vem.”

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

PINK FLOYD

BG – LUCIFER SAM

1. ASTRONOMY DOMINE – 4:12

2. INTERSTELLAR OVERDRIVE – 9:41

3. REMEMBER A DAY – 4:33

4. SET THE CONTROLS FOR THE HEART OF THE SUN – 5:28

BG ¬– LET THERE BE MORE LIGHT

TOTAL: 23:54

PINK FLOYD

BG – DOGS

5. PIGS ON THE WING (PART ONE) – 1:25

6. PIGS (THREE DIFFERENT ONES) – 11:28

7. SHEEP – 10:20

8. PIGS ON THE WING (PART TWO) – 1:26

BG – DOGS

TOTAL – 24:39

GRAND TOTAL – 48:33

Ouça o Art Rock com o Pink Floyd que foi ao ar no dia 04/08/2012, clicando aqui.

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

Pink Floyd & Genesis

Posted in Programas with tags , on 25/01/2011 by Artrock

“Boa noite, hoje teremos no programa dois momentos marcantes do prog. inglês, com grupos que são presença obrigatória na discoteca de qualquer um que goste de rock… não importando o estilo ou a época.

E vamos começar com um dos trabalhos mais celebrados do decano da psicodelia inglesa… o álbum “Atom Heart Mother”, do grande Pink Floyd… que foi lançado em 1970 e seria o responsável por marcar o início do que seria a ascensão definitiva do grupo ao megaestrelato que alcançariam depois daquele que seria um dos discos mais importantes da história do rock, e um dos mais vendidos da história da música… o genial “The Dark Side of the Moon” de 73…

Na época de “Atom Heart Mother”, o Floyd já era cultuado, e eles estavam investindo alto, gravando pela primeira vez em uma mesa de oito canais… coisa rara naqueles tempos… e também foi o primeiro a receber mais tarde o tratamento quadrafônico… o resultado foi um álbum clássico, com uma sonoridade rica e elaborada, principalmente na faixa título… e é claro com a sua inesquecível capa mostrando a vaca Lulubelle… ideia do genial designer Storm Thorgerson…

O nome do disco, e também da impressionante suíte que dominava o lado A do vinil, foi inspirado em uma matéria do Evening Standard que descrevia uma mulher que iria receber um marca-passo movido a bateria atômica… uma invenção que, como o álbum “Atom Heart Mother”, veio de uma época distante, em que, por estranho que pareça, o futuro parecia muito mais perto…

Vocês ouviram o Pink Floyd com a genial suíte “Atom Heart Mother”…

A gente volta já…

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

E agora teremos outro grupo essencial do prog. inglês dos anos 70… o grande Genesis, que chegou a ser uma quase unanimidade de crítica e público durante a fase em que Peter Gabriel era a sua força criativa.

Claro que o Genesis também dispensa maiores apresentações, ainda mais na época de Peter Gabriel, em que o grupo não apenas fez parte da fundação da própria linguagem progressiva, no final dos anos 60, mas também se firmaria como um dos grandes representantes do estilo… tanto pela força da sua música quanto pela sua poética singular e pela criação de apresentações inesquecíveis em seus shows…

Mais tarde o grupo teria que mudar muito para sobreviver em meio a uma realidade mercadológica que passou a ignorar tudo que não fosse comercial… mas isso seria durante a era do seu segundo líder, o baterista e futuro hit maker Phil Collins, que tomaria o controle definitivo quando a outra figura dominante, o guitarrista Steve Hackett, resolveu sair também no final dos anos 70.

E para o programa de hoje nós selecionamos faixas do genial álbum “Foxtrot” de 72… dando ênfase para a épica “Supper’s Ready”… uma suíte em sete partes cujo momento culminante era representado no palco pela figura de Gabriel erguendo um longo tubo de luz negra como se fosse uma espada… anos antes de George Lucas inventar os sabres de luz de “Guerra nas Estrelas”…

Vocês ouviram o Genesis com “Time table” e “Supper’s Ready”, ambas do genial album “Foxtrot”, de 72…

O Art Rock fica por aqui… obrigado pela audiência, tenham uma boa noite e continuem na Paraná Educativa, 97,1… visite o nosso Blog em https://artrock.wordpress.com… que foi idealizado e é administrado pela nossa querida amiga Ana Barbara Vicentin… lá você vai poder fazer downloads do conteúdo do programa e também deixar o seu recado…

Até a semana que vem.”

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

PINK FLOYD

BG – FAT OLD SUN

1. ATOM HEART MOTHER – 23:36

BG – SUMMER OF 68

TOTAL: 23:36

GENESIS

BG – WATCHER OF THE SKIES

1. TIME TABLE – 4:47

2. SUPPER’S READY – 22:58

BG – GET THEM OUT BY FRIDAY

TOTAL – 27:45

GRAND TOTAL – 51:21

Ouça o Art Rock com o Pink Floyd & Genesis que foi ao ar no dia 19/12/2010, clicando aqui.

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

Pink Floyd & Rick Wright

Posted in Programas with tags , on 30/09/2008 by Artrock

“Boa noite, o programa de hoje só poderia ser com o Pink Floyd, pois esse grupo seminal da psicodelia e do progressivo britânicos perdeu o seu tecladista, Rick Wright… que atravessou a barreira do hiper-espaço no dia 15 desse mês.

E para homenagear essa figura que partiu para o mar de estrelas nós vamos começar com o próprio Pink Floyd, que dispensa maiores apresentações e do qual Rick foi um dos membros fundadores… antes mesmo do grupo ter adotado esse nome, quando ainda se chamavam Tea Set… e não tinham em sua formação nem o genial Syd Barrett nem o seu substituto David Gilmour…

Juntamente com o baterista Nick Mason, Rick Wright manteve-se fora da briga pela liderança do Floyd, preferindo se concentrar no som e criando alguns dos momentos mais memoráveis do grupo… nos diálogos com a guitarra de Barrett e depois de Gilmour e ajudando a construção dos climas espaciais que se tornariam uma das marcas floydianas.

Para o programa de hoje nós selecionamos faixas extraídas do 1º. Disco do álbum duplo “Ummagumma”, de 69, que continha composições isoladas de cada um dos membros do Floyd… claro que nossa escolha será pela suíte em 4 partes que foi composta por Rick Wright… e vamos completar com a composição de David Gilmour para esse álbum…

Vocês ouviram com o Pink Floyd a suíte “Sysyphus”, partes 1 a 4… e depois foi “The Narrow Way” partes 1 a 3…

A gente volta já…

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

E agora, vamos trazer um pouco da carreira solo de Rick Wright… que lançou apenas dois álbuns com um intervalo de quase 20 anos entre um e outro…

O extraordinário sucesso do Floyd acabou prejudicando as perspectivas de carreira solo de seus integrantes… e Rick Wright não foi exceção… seu primeiro álbum, “Wet Dream”, saiu em 78 e tinha o apoio de alguns dos músicos que acompanhavam o Pink Floyd, como o guitarrista Snowy White… mas não chegou a ser muito bem recebido, justamente pelas comparações de críticos que se preocupavam demais com as semelhanças para reconhecer suas qualidades.

Algum tempo mais tarde Wright acabaria saindo do Floyd, depois de uma briga com o então líder Roger Waters… embora voltasse a tocar com eles como convidado e se tornasse novamente membro oficial do grupo sob a liderança de David Gilmour, ao final dos anos 80… permanecendo então até a última tour, em 94, e também participando da memorável reunião em 2 de julho de 2005, para o Festival Live Eight…

Mas para fechar essa nossa homenagem nós selecionamos material do seu 2º. álbum solo, “Broken China”, de 96… uma viagem pelo tema da depressão, resvalando pela música new age, mas sem nunca perder de vista a sonoridade floydiana, mesmo nas faixas que contaram com o vocal de Sinead O’Connor…

Vocês ouviram  Rick Wright com “Night Of A Thousand Furry Toys”, “Drowning”, “Reaching For The Rail”, “Sweet July”, “Along The Shoreline” e “Breakthrough”…

Art Rock fica por aqui… obrigado pela audiência, tenham uma boa noite e continuem com a Paraná Educativa… 97,1.

Visite o Blog do Art Rock em https://artrock.wordpress.com onde você pode fazer downloads do conteúdo do programa e deixar o seu recado.

Até a semana que vem.”

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

Set list:

PINK FLOYD

BG – ASTRONOMY DOMINE

1.    SYSYPHUS – 1 a 4 – 12:22

2.    THE NARROW WAY 1a 3 – 12:16

BG – CAREFUL WITH THAT AXE, EUGENE

TOTAL – 24:38

RICK WRIGHT

BG – SATELITE

1.    NIGHT OF A THOUSAND FURRY TOYS – 4:23

2.    DROWNING – 1:38

3.    REACHING FOR THE RAIL – 6:31

4.    SWEET JULY – 4:13

5.    ALONG THE SHORELINE – 4:36

6.    BREAKTHROUGH – 4:20

BG – FAR FROM THE HARBOUR WALL

TOTAL – 23:42

GRAND TOTAL – 50:19

Ouça o Art Rock com Pink Floyd & Rick Wright, que foi ao ar no dia 28/09/2008, clicando aqui.

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *