Arquivo para Som Nosso de Cada Dia

Som Nosso de Cada Dia & Arnaldo Baptista

Posted in Produto Nacional, Programas with tags , on 19/03/2018 by Artrock

“Boa noite, no programa de hoje vamos trazer dois momentos clássicos do rock nacional dos anos 70, começando com o genial Som Nosso de Cada Dia.

Já trouxemos o Som Nosso de Cada Dia no programa, mas é claro que sempre é bom relembrar que o grupo surgiu em 72 da união dos talentos do multi-instrumentista Manito, que era dos Incríveis, de Pedrão Baldanza no baixo, guitarra e vocais e de Pedrinho na bateria e vocais… e eles lançaram em 74 um dos trabalhos seminais do progressivo nacional, o álbum “Snegs”, um verdadeiro marco.

Infelizmente, Manito deixaria o grupo no ano seguinte para ir substituir Arnaldo Baptista nos Mutantes… e, embora eles tenham continuado em frente, o álbum “Som Nosso” de 76, também conhecido como “Sabado/Domingo”, sofreria com as pressões da gravadora e acabou saindo com um lado mais funk, numa tentativa infeliz de capitalizar com a nascente disco music…

Claro que não ia dar certo… pouco depois eles se separaram, e só reapareceriam nos anos 90 para celebrar os 20 anos do lançamento do primeiro trabalho… em 95 Pedrinho Batera deixou o nosso plano da realidade, e em 2011 foi a vez de Manito atravessar a barreira do hiperespaço… mas Pedrão Baldanza conseguiu resgatar muito da mágica do Som Nosso de Cada Dia e está aí, se apresentanndo com muita energia e uma nova formação… vamos celebrar esse retorno com um pouco do clássico “Snegs” de 74.

Vocês ouviram o Som Nosso de Cada Dia com “Sinal de Paranoia”, “O Som Nosso de Cada Dia”, “Massavilha” e “A Outra Face”.

A gente volta já…

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

E agora vamos trazer um dos mais emblemáticos nomes do rock nacional… o grande mutante Arnaldo Baptista…

Obviamente não precisamos apresentar Arnaldo Baptista, pois os Mutantes são presença garantida na coleção da maioria dos roqueiros brasileiros de um modo geral, para não falar dos prog heads em particular… mas para hoje selecionamos um momento marcante: o seu primeiro trabalho solo…

Na época, Arnaldo estava em plena crise emocional, depois do fim do seu relacionamento com Rita Lee e de sua saída dos Mutantes… em um momento de catarse criativa, ele lançaria em 74 o álbum “Lóki”, com produção de Roberto Menescal e arranjos do maestro Rogério Duprat.

Esse trabalho brilhante mostrava todo o potencial de Arnaldo, um álbum essencial que infelizmente não teve continuidade, pois ele seguiria para outros projetos, como a Patrulha do Espaço, e também, é claro, para outras situações limite… mas o seu DNA mutante o ajudou a sobreviver… fiquem então com faixas do álbum “Lóki” de 74, o belo começo da sua carreira solo.

Vocês ouviram “Será que eu vou virar bolor”, “Uma pessoa só”, “Não estou nem aí”, “Desculpe”, “Navegar de novo”, “Te amo podes crer”, e “É fácil” com o genial Arnaldo Baptista.

O Art Rock fica por aqui… o programa teve a produção de Vidal Costa e de Beto Bittencourt, a apresentação de Vidal Costa e a edição de Abílio Henrique… obrigado pela audiência e continuem na É Paraná, 97.1… visite o nosso Blog em https://artrock.wordpress.com que foi idealizado e é administrado pela nossa querida amiga Ana Barbara Vicentin, lá você poderá fazer downloads do conteúdo do programa e também deixar o seu recado… tenham uma boa noite e até a semana que vem.”

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

SOM NOSSO DE CADA DIA

BG – BICHO DO MATO

1. SINAL DE PARANOIA – 6:00

2. O SOM NOSSO DE CADA DIA – 5:15

3. MASSAVILHA – 6:13

4. A OUTRA FACE – 7:58

BG – SNEGS DE BIUFRAIS

TOTAL – 25:26

ARNALDO BAPTISTA

BG – HOKY TONKY (PATRULHA DO ESPAÇO)

5. SERÁ QUE EU VOU VILAR BOLOR – 3:53

6. UMA PESSOA SÓ – 4:01

7. NÃO ESTOU NEM AÍ – 3:22

8. DESCULPE – 3:11

9. NAVEGAR DE NOVO – 5:33

10. TE AMO PODES CRER – 2:54

11. É FÁCIL – 1:59

BG – CÊ TÁ PENSANDO QUE EU SOU LÓKI?

TOTAL: 24:54

TOTAL GERAL – 50:20

Ouça o Art Rock com Som Nosso de Cada Dia & Arnaldo Baptista que foi ao ar no dia 10/03/2018, clicando aqui.

Som Nosso de Cada Dia, Nocet & Mr. Green

Posted in Produto Nacional, Programas with tags , , on 23/06/2008 by Artrock

Nesta semana o Art Rock foi especial, com bandas nacionais. Confira!

” Boa noite, hoje teremos um programa dedicado ao rock nacional, começando com uma das maiores lendas do progressivo tupiniquim… o grande Som Nosso de Cada Dia…

Formado em 1970 com o nome de Cabala, o Som Nosso contava inicialmente com Pedrinho na batera e vocal, com Manito (ex-integrante dos Incríveis) nos teclados e outros instrumentos e com Pedrão no baixo e vocal… e eles já chamaram a atenção durante o famoso “Kohoutek Festival” em 1973… gravando pouco tempo depois o álbum “Snegs”, que seria lançado em 74 e se tornaria um dos maiores clássicos do prog. rock nacional.

Foi também naquele ano que eles fizeram história abrindo os shows da antológica tour brasileira de Alice Cooper… mas isso não impediria a saída de Manito no ano seguinte para integrar os Mutantes, sendo substituído por Tuca nos teclados e pelo ex-Moto Perpétuo Egídio Conde na guitarra… o álbum seguinte, “Sábado/Domingo” de 76, que tinha um lado funk por exigência da gravadora, seria o último trabalho do grupo, que se separaria no ano seguinte.

Mas eles voltariam a se reunir durante a renascença progressiva dos anos 90, relançando em 93 o álbum “Snegs” pela Progressive Rock Worldwide… e, mais recentemente, foram uma das atrações mais esperadas na “Virada Cultural” deste ano… apresentando-se no Municipal de São Paulo… com Pedrão Baldanza e Manito da formação original e mais Marcelo Schevano na guitarra e flauta, Edson Guilardi do Terreno Baldio na bateria e Fernando Cardoso do Violeta de Outono como segundo tecladista… mas isso fica para outro programa… para hoje, selecionamos faixas do álbum “Live 94”…

Vocês ouviram “Som Nosso de Cada Dia”, “Bicho do Mato”, “Nada pra Lembrar” e “Sinal da Paranóia”, com o Som Nosso de Cada Dia…

A gente volta já…

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

E agora vamos trazer dois grupos nacionais dos anos 90… ambos trilhando os caminhos do hard’n’heavy prog…

O primeiro é o grupo gaúcho Nocet, que foi fundado em 89 e apareceu pela primeira vez junto das bandas Doce Veneno, Feeling e Fuga na coletânea “Elo”, lançada por um selo independente em 93… depois disso sairia em 95 o seu primeiro álbum, intitulado “N”, que foi lançado pela gravadora Progressive Rock e chegou a chamar bastante atenção na época, com reviews sendo publicados em revistas tanto brasileiras como do exterior…

Nós selecionamos duas faixas desse primeiro álbum do Nocet, que continua em plena atividade, agora como um power trio, com o baterista Fabricio Soriano, o baixista Marcus Molina e o guitarrista Ben Borges… formação que já está presente no CD “Bullets”, comercializado pela website do grupo …

E, na seqüência, vocês ouvem o rock instrumental do grupo santista Mr. Green, centrado em torno dos guitarristas Fernando Basseto e Edison Gutierrez Jr, que também foi formado nos anos 80 e lançaria em 1990 o seu primeiro álbum, seguido em 96 por “Faces”… que nós selecionamos para o programa de hoje e contava com o baixista Luiz Champignon (que mais tarde seria da banda de Charlie Brown Jr.) e com a participação do guitarrista Eduardo Ardanuy (que depois seria do Dr. Sin)…

Vocês ouviram o Nocet com “In” e “Nau”… depois foi o Mr. Green com “Bambueiro”, “Peixes #21” e “Paraguaçu”…

Art Rock fica por aqui… obrigado pela audiência, tenham uma boa noite e continuem com a Paraná Educativa… 97,1.

Até a semana que vem.”

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

Set list:

SOM NOSSO DE CADA DIA

1.    SOM NOSSO DE CADA DIA – 6:01

2.    BICHO DO MATO – 4:20

3.    NADA PRA LEMBRAR – 8:22

4.    SINAL DA PARANÓIA – 6:50

TOTAL – 22:44

NOCET

5.    IN – 4:46

6.    NAU – 7:26

MR. GREEN

7.    BAMBUEIRO – 5:20

8.    PEIXES #21 – 3:42

9.    PARAGUAÇU – 3:26

TOTAL – 24:30

GRAND TOTAL – 50:03

Ouça o Art Rock do dia 22/06/2008 com as bandas brasileiras, Som Nosso de Cada Dia, Nocet & Mr. Green, clicando aqui.

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *