Arquivo de Transatlantic

Haken & Transatlantic

Posted in Programas with tags , on 19/06/2014 by Artrock

“Boa noite, e mais uma vez, nós vamos atender ao pedido de um ouvinte do programa… e dessa vez vamos trazer o grupo inglês Haken, que foi uma sugestão de Bruno Silva, que entrou em contato conosco pelo blog do programa.

haken-themountain

O Haken foi formado em 2007 em torno do guitarrista e tecladista Richard Henshall, ex integrante do grupo To-Mera, onde também tocava o baixista Tom MacLean… e eles chegariam a lançar um demo em 2008, onde já davam uma boa amostra da sua sonoridade… mas levariam mais dois anos para conseguir um contrato com a Sensory Records e seu primeiro álbum oficial, “Aquarius”, só sairia em 2010. Um trabalho conceitual, “Aquarius” seria muito bem recebido no cenário do chamado progressive metal, e o mesmo aconteceria com o álbum seguinte… “Visions” de 2011… em que as influências do grupo ficavam ainda mais claras, indo de momentos jazzísticos a passagens pesadas, mas já procurando uma identidade pessoal. E o seu álbum de 2013, “The Mountain”, foi o ponto de definição, em que o som do Haken ganhou contornos definitivos… e o resultado seria considerado um dos melhores lançamentos do ano, com os vocais de Ross Jennings se integrando às variações constantes de ritmo e melodia… um belo trabalho, que vocês vão poder conferir nessa primeira parte do programa de hoje… Vocês ouviram “Cockroach king”, “Because it’s there”, “As Death embraces” e “Somebody”, com o Haken… A gente volta já…

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

E agora vamos trazer outro trabalho recente, o álbum de 2014 de um dos mais bem sucedidos supergrupos progressivos da atualidade… o Transatlantic. transatlantic-kaleidoscope Já trouxemos no Art Rock esse grupo multinacional, que surgiu em 99, a partir de um projeto do batera Mike Portnoy do Dream Theatre e do tecladista Neal Morse do Spock’s Beard… e que tomaria forma definitiva com a entrada do guitarrista e vocalista sueco Roine Stolt dos Flower Kings e do baixista Pete Trewavas do Marillion… Desde o começo, a sonoridade do Transatlantic foi um vibrante diálogo entre os talentos dos seus integrantes, expresso em dois álbuns que tiveram grande repercussão no cenário progressivo… seguidos de tours mundiais muito bem sucedidas… mas tudo foi deixado de lado em 2002, quando Neal Morse surpreendeu o mundo do rock, anunciando que iria se tornar um músico cristão… Felizmente, ele mudaria de ideia em 2009 e o Transatlantic voltou a se reunir, lançando naquele ano o excelente “The Whirlwind”… desde então o grupo não parou mais, intercalando discos e tours com os trabalhos dos outros grupos e projetos solo de seus integrantes… e, para o programa de hoje, nós selecionamos uma das suítes do álbum “Kaleidoscope”, de 2014. Com o Transatlantic, vocês ouviram a suíte “Into the Blue”, do álbum “Kaleidoscope” de 2014. O Art Rock fica por aqui… o programa tem a produção de Vidal Costa e de Beto Bittencourt, a apresentação de Vidal Costa e a edição de Abílio Henrique… obrigado pela audiência e continuem na É Paraná, 97.1… visite o nosso Blog em https://artrock.wordpress.com… que foi idealizado e é administrado pela nossa querida amiga Ana Barbara Vicentin Volpão… lá você pode fazer downloads do conteúdo do programa e também deixar o seu recado… até a semana que vem.”

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

HAKEN

BG – PAREIDOLIA

1. COCKROACH KING – 8:15

2. BECAUSE IT’S THERE – 4:24

3. AS DEATH EMBRACES – 3:14

4. SOMEBODY – 9:01

BG – NOBODY TOTAL – 24:53

TRANSATLANTIC

BG – BLACK AS THE SKY

5. INTO THE BLUE – 25:13

BG – SHINE TOTAL: 25:34

TOTAL GERAL – 50:27

Ouça o Art Rock com a Haken & Transatlantic que foi ao ar no dia 14/06/2014, clicando aqui.

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

   

Hawkwind & Transatlantic

Posted in Programas with tags , on 04/04/2011 by Artrock

“Boa noite, hoje vamos começar o programa com um grande grupo do progressivo inglês dos anos 70… que é considerado um dos decanos do space rock, o genial Hawkwind!

Já trouxemos muitas vezes o Hawkwind aqui no Art Rock, mas sempre é bom lembrar um pouco da sua história… ele surgiu no final dos anos 60, e se chamava originalmente Group X, já contando em sua formação com o guitarrista Dave Brock e o saxofonista Nik Turner, ambos fortemente influenciados pelo lado mais espacial do rock psicodélico… uma obsessão que se tornaria a marca do grupo em sua longa carreira.

Em sua fase clássica, eles contariam com os vocais de Bob Calvert e também com um baixista e vocalista que se tornaria muito mais conhecido alguns anos mais tarde… o visceral Lemmy Kilmister, futuro fundador do Motörhead, que participou da fase mais celebrada do Hawkwind, quando eles misturavam suas letras dominadas pela ficção científica e fantasia com uma sonoridade que ia do pesado ao viajante…

O Hawkwind continua em atividade e lançou em 2010 o álbum “Blood of the Earth”, seguido por uma tour mundial, com apresentações em 2011 por toda Europa, EUA e Japão… mas, para o programa de hoje, nós selecionamos faixas extraídas dos geniais álbuns “Hall of the mountain grill” de 74 e “Warrior on the edge of time” de 75, incluindo a clássica “Motörhead”, que Lemmy compôs para o Hawkwind e acabaria mais tarde se tornando o nome da sua própria banda, outra lenda viva do rock inglês…

Vocês ouviram o Hawkwind com “The Psychedelic warlords”, “Lost Johnny”, “Paradox”, “Assault and battery”, “Golden void” e “Motörhead”…

A gente volta já!

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

E agora teremos no programa o mais bem sucedido super-grupo progressivo da atualidade… o multi-nacional Transatlantic…

Desde a sua formação, em 99, o Transatlantic se firmou como uma constante no cenário progressivo contemporâneo, com trabalhos impecáveis e excursões empolgantes… e tudo isso é resultado da soma dos muitos talentos que formam esse super-grupo, que começou como um projeto do batera Mike Portnoy do Dream Theatre, do tecladista Neal Morse do Spock’s Beard e do guitarrista Jim Matheos do Fates Warning…

O projeto original acabou mudando de direção quando Jim Matheos foi substituído pelo guitarrista sueco Roine Stolt… membro fundador do lendário grupo Kaipa dos anos 70 e também vocalista e guitarrista do grupo neo-prog. The Flower Kings… e, no fim, nascia uma nova empreitada, o Transatlantic, a partir da entrada do baixista Pete Trewavas do Marilion, que completou o time…

Os membros do Transatlantic nunca abandonaram suas outras bandas e projetos solo, mas mesmo assim o grupo passou uns tempos em silêncio depois do álbum “Bridge Across Forever” de 2001… ele só voltaria em 2009 com o excelente “The Whirlwind”, embarcando em uma tour mundial de grande sucesso… e é um pouco desse grande álbum que nós selecionamos para essa segunda parte do programa de hoje.

Vocês ouviram o Transatlantic com “The wind blew them all away”, “A man can feel”, “Out of the night”, “Pieces of  Heaven” e “Set us free”… faixas do album “The Whirlwind”, de 2010.

O Art Rock fica por aqui… obrigado pela audiência, tenham uma boa noite e continuem na Rádio Educativa, 97.1… visite o nosso Blog em https://artrock.wordpress.com… que foi idealizado e é administrado pela nossa querida amiga Ana Barbara Vicentin… lá você pode fazer downloads do conteúdo do programa e também deixar o seu recado…

Até a semana que vem.”

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

HAWKWIND

BG – MAGNU

1. THE PSYCHEDELIC WARLORDS – 3:57

2. LOST JOHNNY – 3:30

3. PARADOX – 4:04

4. ASSAULT AND BATTERY – 5:37

5. GOLDEN VOID – 4:38

6. MOTORHEAD – 3:03

BG – KINGS OF SPEED

TOTAL: 25:12

TRANSATLANTIC

BG –SPINNING

7. THE WIND BLEW THEM ALL AWAY – 6:10

8. A MAN CAN FEEL – 6:35

9. OUT OF THE NIGHT – 4:22

10. PIECES OF HEAVEN – 2:17

11. SET US FREE – 5:03

BG – LAY DOWN YOUR LIFE

TOTAL – 24:27

Total geral: 49:39

Ouça o Art Rock com o Hawkwind & Transatlantic que foi ao ar no dia 26/02/2011, clicando aqui.

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

Transatlantic & Porcupine Tree

Posted in Programas with tags , on 28/10/2009 by Artrock

“Boa noite, antes de começar o programa nós gostaríamos de deixar um aviso da parte do grupo Syd Bach… um veterano do progressivo curitibano dos anos 80 que voltou à atividade e está precisando de um baterista… e se você é um batera com inspiração progressiva e está interessado é só entrar em contato com o Nico pelo e-mail valvulado@hotmail.comou pelo telefone 9988-1828.

E agora vamos seguir com o programa de hoje, que será com um dos mais importantes super-grupos progressivos da atualidade… o genial Transatlantic… que foi formado em 99, como um projeto do baterista Mike Portnoy do Dream Theatre e do vocalista e tecladista Neal Morse do Spock’s Beard… e, inicialmente, deveria ter o guitarrista Jim Matheos do Fates Warning… mas ele não pôde participar e quem acabou entrando para o projeto foi o veterano Roine Stolt, do Flower Kings e do grupo prog. sueco Kaipa.

bridgeacrossforever

 

Para completar o time eles chamaram o baixista Pete Trewavas do Marillion… e o resultado desse encontro foi uma mistura das mais diversas tendências progressivas que se cristalizaram em dois álbuns “SMPT” de 2000 e “Bridge Across Forever” de 2001… mas, infelizmente, apesar da boa repercussão, o Transatlantic não foi muito além disso.

Em 2003, Neal Morse anunciou que iria se dedicar a um prog. rock cristão, deixando tanto o Spock’s Beard como o Transatlantic… e grupo acabaria se separando… mas eles voltaram a se reunir no começo de 2009, e o resultado foi o álbum conceitual “The Whirlwind”… que a gente vai trazer aqui em outro programa… por hoje fiquem com uma suíte genial, extraída de “Bridge Across Forever”, de 2001.

Vocês ouviram o Transatlantic com a suíte “Duel with the Devil”, do álbum “Bridge Across Forever”, de 2001

A gente volta já!

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

E agora vamos trazer um dos melhores grupos da geração progressiva inglesa dos 90… o Porcupine Tree.

Formado em 1987, o Porcupine Tree era para ser uma brincadeira do guitarrista e vocalista Steven Wilson, do No-Man… no estilo do Spinal Tap… uma gozação sobre um super-grupo fictício dos anos 70… e ele inventou a biografia e discografia completas, além compor e gravar algumas músicas… que acabaram sendo descobertas, o que forçou Steven a encarar a coisa toda a sério, lançando em 92 o álbum “On the Sunday of Life”.

deadwing

No fim, o Porcupine Tree se tornaria um grupo de verdade, contando com o baixista Collin Edwin, o baterista Chris Maitland e o tecladista Richard Barbieri, ex-Japan… e eles estão em atividade até hoje, com mais de uma dúzia de álbuns de estúdio e uma posição de prestígio entre as grandes bandas progressivas atuais… algo que Steven Wilson nem poderia imaginar quando começou essa história, há mais de 20 anos.

O Porcupine Tree está com um novo álbum… “The Incident”, que acabou de sair… e eles estão em plena tour mundial, com casas lotadas, mostrando que, às vezes, as brincadeiras podem virar algo muito sério… e para o programa de hoje nós selecionamos faixas do álbum de 2005, o excelente “Deadwing”…

Vocês ouviram o Porcupine Tree com “Deadwing”, “The Start of Something Beautiful” e “Glass arm shattering”.

Art Rock fica por aqui, obrigado pela audiência, tenham uma boa noite e continuem na Paraná Educativa, 97,1…
Visite o Blog do Art Rock em https://artrock.wordpress.com, que é administrado pela nossa querida amiga Ana Barbara Vicentin… lá você vai poder fazer downloads do conteúdo do programa e deixar o seu recado…

E vamos lembrar mais uma vez que o grupo Syd Bach, um veterano do prog. curitibano dos anos 80, está voltando à atividade e a procura de um baterista… o contato é com o Nico pelo e-mail valvulado@hotmail.comou pelo telefone 9988-1828… até a semana que vem.”

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

TRANSATLANTIC

BG – SUITE CHARLOTTE PIKE

1.    DUEL WITH THE DEVIL – 26:44

BG – STRANGER IN YOUR SOUL

TOTAL: 26:44

PORCUPINE TREE

BG – SHALOW

1.    DEADWING – 9:46

2.    THE START OF SOMETHING BEAUTIFUL – 7:40

3.    GLASS ARM SHATERING – 6:19

BG – SHE’S MOVED ON

TOTAL – 23:45

Total geral: 50:29

Ouça o Art Rock com Transatlantic & Porcupine Tree, que foi ao ar no dia 18/10/2009, clicando aqui.

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *