Arquivo para outubro, 2008

Maxofone & E. A. Poe

Posted in Programas with tags , on 28/10/2008 by Artrock

“Boa noite, no programa de hoje faremos uma das nossas costumeiras passagens pela grande tradição progressiva do rock italiano.

E vamos começar com o sexteto milanês Maxofone, fundado em 1973 e que lançou um único álbum em 75, com uma sonoridade cheia de atmosfera e arranjos complexos, mas que acabou causando pouca repercussão diante de um cenário progressivo que havia começado a perder terreno em meados da década de 70… apesar do grande talento dos músicos e do seu esforço por encontrar um espaço, que incluiu a tentativa de um compacto em inglês para a faixa “C’è um paese al mondo”, que acabou ignorado.

Ainda em 75 o grupo participaria do álbum “Gente Così” do cantor e compositor italiano Corrado Castellari… e eles continuariam a tentar se firmar ainda por algum tempo, antes de desistir de vez em 1977, com apenas o flautista Leronardo Schiavone seguindo na mesma linha com o grupo Stormy Six, que integrou brevemente no final dos anos 70.

Considerado uma raridade, o único álbum do Maxofone foi resgatado em CD pelo selo Akarma em 2001, e a repercussão foi tanta que os integrantes do grupo foram chamados para colaborar em uma edição especial que sairia em 2005, intitulada “From Cocoon to Butterfly”, incluindo um CD com faixas inéditas e também um DVD com entrevistas, vídeos de época da televisão italiana e até um novo vídeo, gravado pelo grupo especialmente para esse lançamento… ouçam um pouco dessa pérola perdida do prog. italiano.

Vocês ouviram com o Maxofone as faixas “C’è um paese AL mondo”, “Fase”, “Al mancato compleanno di uma farfalla” e “Elzeviro”.

A gente volta  já…

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

E agora vamos trazer outro grupo da região de Milão, mas dessa vez da cidade de Ornago… o E. A. Poe…

Esse misterioso grupo italiano tirou o seu nome do grande escritor americano Edgar Alan Poe, e surgiu em 67 como um grupo de adolescentes com o nome de Angelo e gli Spacemen… nome que eles usaram até a saída do seu líder, o tal Angelo, em 69… a partir de então eles começaram a levar a música mais a sério, deixando aos poucos de tocar só covers de grandes grupos de rock e passando a compor material próprio.

Em 74, eles lançariam seu único álbum, “Generazioni (storia di sempre)”, centrado nos teclados de Giorgio Foti e na guitarra de Beppe Ronco… mas, apesar de ser um belo trabalho, o grupo não conseguiu muita repercussão na época, prejudicado pelo limitado número de unidades da edição original… e, logo em seguida, por mudanças de formação, com a saída do baixista Marco Maggi, que imigrou para os Estados Unidos.

Mas eles seguiriam em frente, lançando em 76 um bizarro single pelo selo Shark, que quer dizer tubarão em inglês, trazendo nada menos do que o tema do filme “Tubarão” de Stephen Spielberg… além de participar de outro compacto, como banda de apoio de Luca Simonelli… depois disso, eles desapareceriam, para só serem redescobertos na era do CD, pelo selo Vinyl Magic… nos anos 90.

Vocês ouviram com o Edgar Alan Poe, “Considerazione”, “Per Un’anima”, “Alla Ricerca Di Uma Dimensione”, “Ad Un Vecchio” e “La Ballata Del Cane Infelice”…

Art Rock fica por aqui… obrigado pela audiência, tenham uma boa noite e continuem com a Paraná Educativa… 97,1.

Visite o Blog do Art Rock em https://artrock.wordpress.com onde você pode fazer downloads do conteúdo do programa e deixar o seu recado.

Até a semana que vem.”

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

Set list:

MAXOFONE

1.  C’È UM PAESE AL MONDO – 6:38

2. FASE – 7:02

3. AL MANCATO COMPLEANNO DI UMA FARFALLA – 5:50

4. ELZEVIRO – 6:45

5. EL ERRANTE – 9:03

TOTAL – 26:15

E.A. POE

6. CONSIDERAZIONE – 5:19

7. PER UN’ANIMA – 2:37

8. ALLA RICERCA DI UMA DIMENSIONE – 4:23

9. AD UN VECCHIO – 6:53

10. LA BALLATA DEL CANE INFELICE – 4:54

TOTAL: 24:16

GRAND TOTAL – 50:31

Ouça o Art Rock com Maxofone & E. A. Poe, que foi ao ar no dia 26/10/2008, clicando aqui.

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

Anúncios

Flor de Loto & Malo

Posted in Programas with tags , on 21/10/2008 by Artrock

“Boa noite, hoje teremos no programa a participação das nossas queridas amigas… a Ana Barbara e a Ana Paula Vicentin… fiquem com elas…

Para a primeira parte do programa de hoje trouxemos um pouco da sonoridade progressiva instrumental latino americana da atualidade, com o grupo peruano Flor de Loto, que foi formado em 1998 pelo guitarrista Alonso Herrera e o baterista Efraín Rosas, ao qual se juntaram o baixista Alejandro Jarrín e o tecladista Daniel Quiñónez, dentro da Universidad Católica Del Perú, onde começaram as suas apresentações.

Em 2002, Daniel deixou o grupo, sendo substituído por um estudante de psicologia da mesma Universidade, Rafael Valenzuela, porém para tocar flauta transversal. No mesmo ano, Efraín também deixa a banda, para a entrada de Jorge Puccini na bateria. Nessa época eles já eram bastante conhecidos no Peru, tocando em festivais e megaconcertos… foram inclusive jurados do concurso Rock N´Dunas na cidade de Ica… e o seu primeiro CD, entitulado “Flor de Loto”, sairia em janeiro de 2005. Mas Rafael Valenzuela deixaria o grupo durante as gravações, substituído por Johnny Pérez, músico de experiência folclórica peruana, que incorpora novas idéias e sonoridades ao Flor de Loto…

Nesse mesmo ano, eles participaram da coletânea peruana “Alternative Rock Perú”. O seu primeiro álbum também conseguiria repercussão internacional, não só na América Latina mas também no Japão… e eles viriam ao Rio de Janeiro para participar da edição de 2006 do Rio Art Rock Festival… ainda em 2006 o Flor de Loto iniciou os trabalhos para o seu segundo CD, “Madre Tierra”, que foi lançado em 2007, ano em que Johnny Pérez deixou a banda, entrando em seu lugar Junior Pacora, um jovem talento do jazz peruano… fiquem agora com um pouco do Flor de Loto…

Vocês ouviram com o Flor de Loto as faixas “Libélula”, “El Errante” e “El Niño y El Puerco” todas retiradas do CD de 2005, “Flor de Loto”.

O Art Rock volta já!

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

E agora vamos continuar no clima latino, trazendo um dos decanos da fusão do rock com os ritmos da América Latina… o genial Malo, que era radicado nos Estados Unidos, mas formado quase inteiramente por imigrantes ou descendentes…

A história desse grupo lendário começa em San Francisco, nos anos 60, quando eles ainda se chamavam The Malibus e trouxeram para os vocais o porto-riquenho Arcelio Garcia… na época eles estavam apenas começando a misturar elementos latinos ao seu rock… mas a sua sonoridade só começou a tomar forma depois da entrada da guitarra de Jorge Santana, irmão do grande Carlos Santana, que na época já era considerado um dos maiores guitarristas do mundo.

Eles mudaram o nome para Malo em 1970 e conseguiram um contrato com a Warner… lançando em 72 o seu primeiro álbum, que combinava o diálogo das guitarras dobradas de Jorge Santana e Abel Zarate com uma poderosa percussão e com as contagiantes linhas melódicas do quarteto de trompetes dominado pelo grande Tom Harrell e por Forrest Buchtell, que mais tarde iria integrar o Blood Sweat and Tears…

Depois de lançar 4 álbuns clássicos entre 72 e 74, com formações diferentes, o Malo passou a gravar só ocasionalmente… atualmente, só Arcelio Garcia e Jorge Santana continuam se apresentando com o grupo, sendo que Jorge só aparece em ocasiões especiais… o seu último registro foi com o álbum “Em Vivo/Live”, de 2005, mas nós selecionamos faixas do seu trabalho de estréia, “Malo”, lançado em 1972.

Vocês ouviram o Malo com “Just Say Goodbye”, “Cafe” e “Peace”…

Art Rock fica por aqui… eu e o Beto agradecemos a presença das nossas queridas amigas, as gêmeas progressivas, a Ana Bárbara e a Ana Paula Vicentin, que produziram a primeira parte do programa de hoje… obrigado pela audiência, tenham uma boa noite e continuem com a Paraná Educativa… 97,1.

Visite o Blog do Art Rock em https://artrock.wordpress.com onde você pode fazer downloads do conteúdo do programa e deixar o seu recado.

Até a semana que vem.”

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

Set list:

FLOR DE LOTO

BG – AYHUASKA

1. LIBÉLULA – 7: 22

2. EL ERRANTE – 9:03

3. EL NIÑO Y EL PUERCO – 7:37

BG – FLOR DE LOTO

TOTAL – 24:02

MALO

BG – PANA

4. JUST SAY GOODBYE – 7:49

5. CAFE – 7:15

6. PEACE – 9:17

BG – SUAVECITO

TOTAL: 24:21

GRAND TOTAL – 48:23

Ouça o Art Rock com Flor de Loto & Malo, que foi ao ar no dia 19/10/2008, clicando aqui.

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

Flash & Steve Hillage

Posted in Programas with tags , on 13/10/2008 by Artrock

“Boa noite, hoje vamos começar o programa trazendo um dos filhotes do grande Yes… o Flash, grupo que reuniu o tecladista Tony Kaye e o seu colega, o guitarrista Peter Banks…

Logo que saíram do Yes, essas duas figuras já respeitadas no prog. inglês resolveram formar um novo grupo… e o resultado foi o Flash, fundado em 71 juntamente com o baixista Ray Bennet, ex-Gun, com o vocalista Colin Carter e com o baterista Mike Hough… uma formação respeitável que lançaria dois álbuns excelentes: “Flash” e “In the Can”… ambos em 72 e com um estilo que combinava a tapeçaria sonora dos primeiros discos do Yes com uma abordagem mais livre.

Os dois trabalhos mostravam que continuava firme a química entre Tony Kaye e Peter Banks… que era um dos pontos altos da primeira formação do Yes… mas eles não chegaram a causar muita repercussão em um momento em que o seu velho grupo estava se tornando uma das grandes forças do progressivo… e no fim o Flash acabaria não indo muito longe.

Em 73, Tony Kaye deixaria o grupo… mas eles lançariam ainda mais um álbum, “Out of our Hands”… antes de se separarem de vez… seus integrantes continuariam na ativa, mas o Flash não tornaria a se reunir… para o programa de hoje nós selecionamos faixas dos dois primeiros trabalhos desse descendente do Yes… que foi outro daqueles grandes grupos de carreira curta…

Vocês ouviram “Monday Morning Eyes”, “There No More” e “Small Beginnings”, com o Flash de Peter Banks e Tony Kaye…

A gente volta já…

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

E agora vamos trazer um pouco de Steve Hillage… um guitarrista que começou como integrante de grandes grupos progressivos… mas que se tornaria ainda mais celebrado no cenário da ambient music e da música eletrônica e techno da atualidade…

Hillage começou nos anos 60, com o grupo Uriel, junto do tecladista Dave Stewart… mas logo ele seguiria para outros projetos, montando primeiro o Khan, que lançaria apenas um álbum em 72… participando da banda de apoio de Kevin Ayers do Soft Machine… e pouco depois ele passaria a integrar o grande Gong, tornando-se um dos responsáveis pela sonoridade da celebrada trilogia “Radio Gnome Invisible”…

Esses foram anos formadores para Steve Hillage, que deixaria a banda do genial Daevid Allen em 75 para seguir em carreira solo… passando aos poucos para a produção quando a música progressiva perdeu terreno nos anos 80… e ele teria continuado como produtor de grupos como o Simple Minds, se não tivesse ouvido Alex Paterson, do grupo ambient house The Orb, rolando uma música de sua autoria em uma ambient room de um clube de Londres em 1989.

Logo ele estava gravando com o grupo The Orb e Alex Paterson participaria do primeiro trabalho do projeto System 7, que Steve criaria com a sua parceira desde os tempos do Gong, Miquette Giraudy… e se tornaria um grande sucesso durante a década de 90… e está aí até hoje… mas, para o nosso programa, vamos selecionar algo da fase mais progressiva da carreira de Steve Hillage… fiquem com faixas extraídas do seu primeiro álbum solo…

Vocês ouviram com Steve Hillage “Solar Musick Suite” e “The Salmon Song”… extraídas do album “Fish Rising” de 1975.

Art Rock fica por aqui… obrigado pela audiência, tenham uma boa noite e continuem com a Paraná Educativa… 97,1.

Visite o Blog do Art Rock em https://artrock.wordpress.com onde você pode fazer downloads do conteúdo do programa e deixar o seu recado.

Até a semana que vem.”

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

Set list:

FLASH

BG – LIFETIME

1. MONDAY MORNING EYES – 5:14

2. THERE NO MORE – 10:31

3. SMALL BEGINNINGS – 9:22

BG – CHILDREN OF THE UNIVERSE

TOTAL – 25:07

STEVE HILLAGE

BG – GLIDDING (8:55)

4. SOLAR MUSICK SUITE – 16:55

5. THE SALMON SONG – 8:32

BG – THE GREAT WAVE AND THE BOAT OF HERMES (1:35)

TOTAL: 25:27

GRAND TOTAL – 50:34

Ouça o Art Rock com Flash & Steve Hillage, que foi ao ar no dia 12/10/2008, clicando aqui.

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

Iron Butterfly & The Argent

Posted in Programas with tags , on 07/10/2008 by Artrock

“Boa noite, hoje teremos no programa duas lendas nascidas na grande amálgama psicodélica dos anos 60, representando o rock dos dois lados do Atlântico…

Vamos começar com o extraordinário Iron Butterfly… um dos fundadores da linguagem do rock pesado, nascido em 1966 e responsável pelo genial “In-a-gadda-da-vida”… que na verdade significa “In the Garden of Eden”… isto é: “No Jardim do Edem”… um dos álbuns essenciais da década de 60, com sua faixa título de 17 minutos que foi um marco do rock psicodélico.

A formação mais famosa do grupo tinha é claro a figura central do vocalista e tecladista Doug Ingle, juntamente com o baterista Ron Bushy, o baixista Lee Dorman e o guitarrista Erik Braunn… e juntos eles desenvolveram um som poderoso, onde os fraseados de órgão e riffs de guitarra se mesclavam com letras delirantes… mas foram um dos muitos exemplos de genialidade que acabaram encerrando atividades em meados dos anos 70.

A velha Borboleta de Ferro voltou nos anos 90 do século passado, e tem se mantido em atividade com uma nova formação centrada em Ron Bushy e Lee Dorman… mas atualmente o grupo só tem apresentado material novo durante suas excursões, sem nenhum registro em estúdio… para o programa de hoje, nós selecionamos faixas de dois de seus melhores álbuns… “In-a-Gadda-da-Vida” e “Metamorphosis”…

Vocês ouviram o Iron Butterfly com “My mirage”, “Termination”, “Are you happy”, “New Day”, “Slower than guns” e “Stone believer”.

A gente volta já…

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

E agora vamos atravessar o Atlântico para trazer o grupo criado pelo tecladista Rod Argent depois do fim do genial The Zombies.

Estamos nos referindo ao grupo The Argent, que foi fundado em 69 com a ajuda do seu primo, o baixista Jim Rodford e mais o guitarrista Russ Ballard e o baterista Bob Henrit, dos Roulletes… juntos, eles misturaram estilos e sonoridades, com elementos do que os Zombies haviam desenvolvido nos anos 60 e adicionando um pouco de peso e progressividade para criar um estilo próprio que chegou a ter grande repercussão no início dos anos 70…

A sensibilidade pop de Russ Ballard ajudou álbuns como “All Togheter Now” e “In Deep” a atingir o topo das paradas, mas mantendo a elaboração e a complexidade mesmo quando acrescentavam pitadas de funk e soul… no entando, foi justamente isso que acabou prejudicando a unidade do grupo, pois o sucesso subiu à cabeça de Ballard, que deixou o grupo para tentar a carreira solo.

Sem o seu hit-maker, eles continuaram com um trabalho de qualidade em seus discos seguintes, mas a gravadora se decepcionou com as vendas e acabou encerrando o contrato do grupo, que encerraria atividades em 76… e Rod Argent não tem dado sinais que esteja interessado em uma reunião, ainda mais depois do seu retorno com os Zombies… vamos fechar o programa com faixas de um dos melhores álbuns do velho Argent…

Vocês ouviram com The Argent: “Hold your head up”, “Tragedy”, “Pure love” e “Kingdom”… extraídas do album “All together Now” de 1972.

Art Rock fica por aqui… obrigado pela audiência, tenham uma boa noite e continuem com a Paraná Educativa… 97,1.

Visite o Blog do Art Rock em https://artrock.wordpress.com onde você pode fazer downloads do conteúdo do programa e deixar o seu recado.

Até a semana que vem.”

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

Set list:

IRON BUTTERFLY

BG – MOST ANYTHING YOU WANT

1. MY MIRAGE – 4:55

2. TERMINATION – 2:53

3. ARE YOU HAPPY – 4:32

4. NEW DAY – 3:15

5. SLOWER THAN GUNS – 3:48

6. STONE BELIEVER – 4:22

BG – EASY RIDER

TOTAL – 23:15

ARGENT

BG – BE MY LOVER, BE MY FRIEND

7. HOLD YOUR HEAD UP – 6:18

8. TRAGEDY – 4:50

9. PURE LOVE – 13:07

10. KINGDOM – 3:09

BG – GOD GAVE ROCK AND ROLL TO YOU

TOTAL: 27:34

GRAND TOTAL – 50:49

Ouça o Art Rock com Iron Butterfly & The Argent, que foi ao ar no dia 05/10/2008, clicando aqui.

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *