Arquivo de Eloy

Eloy

Posted in Programas with tags on 02/12/2014 by Artrock

“Boa noite, no programa de hoje vamos fazer nossa costumeira passagem pelo progressivo germânico, com um grupo que nós não trazemos faz algum tempo no programa, o grande Eloy.  silent-cries-and-mighty-echoes-eloy

O Eloy é bem conhecido de todo fã de prog rock… e a sua longa história começa em 69, quando foi fundado pelo guitarrista Frank Bornemann, com o nome inspirado na gentil e pacífica raça herdeira da humanidade, vítima dos canibais Morlocks, no clássico “A Máquina do Tempo” de H. G. Wells… uma citação que comunicava a sensação dos músicos alemães nos anos 60… ignorados pela mídia e pelo mercado musical.

Mas essa seria uma situação que o Eloy contribuiria para mudar… e o seu nome também era uma pista do universo fantástico que seria uma constante na carreira do grupo nas décadas seguintes… buscando uma temática que enxergava a realidade pelo filtro da imaginação, entre passados lendários e futuros distantes… uma viagem sonora que marcaria época no progressivo alemão dos anos 70.

????????????????????

Como o Can e o Tangerine Dream, o Eloy conquistou aos poucos o seu espaço… e, a partir dos álbuns “Inside” de 71 e “Floating” de 73, eles já eram reconhecidos internacionalmente como uma das forças do chamado krautrock… mas, para o programa de hoje nós vamos trazer um pouco dos álbuns “Silent Cries and Mighty Echoes” de 79 e “Colours” de 80…

Vocês ouviram o Eloy com “Astral Entrance / Master of Sensation”, “Pilot to Paradise”, “Impresssions” e “Silhouette”…

A gente volta já…

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

E vamos seguir com o Eloy, que continua em atividade e lançou em 2014 o álbum duplo ao vivo “Reincarnation on Stage”…

????????????????????

Como muitos grandes nomes do progressivo, o Eloy sofreu com o desinteresse da mídia nos anos 80 do século passado… eles tentaram recuperar o público tornando o som mais comercial, chegando mesmo a fazer a trilha do filme de ação “Code name: Wild geese” de 84… mas, depois de uma breve separação, Frank Bornemann retornou com uma nova formação e o álbum “Ra” em 88… que retomava o som clássico do grupo.

Nos anos 90, o Eloy voltaria com os álbuns “Destination” de 92 e “The Tides Return Forever”… que foi seguido em 98 pelo genial “Ocean 2: The Answer”, uma continuação do clássico “The Ocean”, de 77… mas, depois disso começou outra fase de silêncio, que só terminaria em 2009 com o lançamento de uma box-set e de “Visionary”, o primeiro registro de estúdio do grupo em mais de 12 anos…

Da última vez que trouxemos o Eloy no programa, comentamos que os fãs estavam fazendo uma campanha para que o grupo voltasse a se apresentar ao vivo… e ela deu certo, a formação de veteranos que gravou o álbum “Visionary” se apresentou em 2012 e 2013, em shows que renderam o duplo ao vivo “Reincarnation on Stage” que saiu em 2014 e nós selecionamos para a segunda parte do programa de hoje…

Vocês ouviram as faixas “Poseidon’s Creation”, “Time To Turn”, “Atlantis’ Agony At June 5th 8498, 13 Pm Gregorian Earth Time”… com o Eloy.

O Art Rock fica por aqui… o programa tem a produção de Vidal Costa e de Beto Bittencourt, a apresentação de Vidal Costa e a edição de Abílio Henrique… obrigado pela audiência e continuem na É Paraná, 97.1… visite o Blog do Art Rock em https://artrock.wordpress.com… ele foi idealizado e é administrado pela nossa querida amiga Ana Barbara Vicentin Volpão… lá você pode fazer downloads do conteúdo do programa e também deixar o seu recado… até a semana que vem.”

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

ELOY

BG – DE LABORE SOLIS

1. ASTRAL ENTRANCE/MASTER OF SENSATION – 9:11

2. PILOT TO PARADISE – 7:09

3. IMPRESSIONS – 3:10

4. SILHOUETTE – 7:15

BG – GALLERY

TOTAL – 26:46

ELOY

BG – DECAY OF LOGOS

5. POSEIDON’S CREATION – 11:24

6. TIME TO TURN – 4:20

7. ATLANTIS’ AGONY AT JUNE 5TH 8498, 13 PM GREGORIAN EARTH TIME – 7:54

BG – TIDES RETURN FOREVER

TOTAL: 23:38

TOTAL GERAL – 50:24

Ouça o Art Rock com a Eloy que foi ao ar no dia 22/11/2014, clicando aqui.

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

Eloy

Posted in Programas with tags on 20/12/2010 by Artrock

“Boa noite, atendendo ao pedido do nosso ouvinte Welber, que postou uma mensagem no nosso blog em http://www.artrock.wordpress.com, nós teremos hoje no programa uma das lendas vivas do prog. alemão… o grande Eloy.

Nascido em 69, o grupo tirou o seu nome dos descendentes da espécie humana no clássico “A Máquina do Tempo” de H. G. Wells… um povo que sobrevive à ameaça dos canibais Morlocks com a ajuda do viajante do tempo… e essa citação de um dos livros fundadores da ficção científica já mostrava bem o que viria a ser o Eloy, pois tanto a sua sonoridade como a temática sempre tiveram uma forte inspiração no fantástico… do passado remoto da Atlântida ao distante futuro no espaço cósmico.

O álbum de estreia, “Eloy” de 71, já mostrava a rica combinação de climas de teclado e guitarra… e a figura dominante sempre foi o guitarrista e vocalista Frank Bornemann… líder das diversas formações do grupo nessas últimas quatro décadas de história… que só passaram por um breve período de tentativas mais comerciais, pouco antes da separação no início dos anos 80.

Mas o Eloy não encerraria de vez atividades, acabando por ser outro dos grandes nomes do progressivo a voltar na década de 90, lançando em 94 o álbum “The Tides Return Forever”… que foi seguido em 98 por “Ocean 2: The Answer”, dando continuidade ao álbum “The Ocean”, de 77… mas para essa primeira parte do programa, nós selecionamos material de dois clássicos do grupo, “Inside”de 73 e “Floating” de 74…

Vocês ouviram “Future City”, “Daybreak”, “On the road”, “Castle in the air” e “Madhouse”, com o genial Eloy…

A gente volta já…

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

E nós vamos continuar atendendo ao pedido do nosso ouvinte Welber, que pediu um programa com o lendário grupo alemão… Eloy!

Depois do lançamento de “Ocean 2: The Answer” em 98, o Eloy permaneceu silencioso, ainda que a atividade continuasse com a remasterização e o relançamento de seus trabalhos clássicos em CD… culminando com o lançamento em 2003 da coletânea dupla “Timeless Passages”… mas não parecia que um novo retorno do grupo estivesse nos planos de Frank Bornemann…

Só em 2009 a situação mudou, com o lançamento da Box-set “The Legacy” e também do primeiro álbum de estúdio em mais de 12 anos… o excelente “Visionary”, que traz de volta o som clássico do Eloy e que motivou uma campanha dos seus fãs para que o grupo voltasse a se apresentar ao vivo, algo que faria sensação no cenário progressivo atual.

Para esse trabalho que comemora os 40 anos do grupo, Frank Bornemann reuniu uma formação com três membros veteranos do Eloy… o baixista Klaus-Peter Matziol e os tecladistas Hannes Folberth e Michael Gerlach… além do novo baterista Bodo Schopf… e, para fechar o programa de hoje, nós selecionamos um pouco desse novo álbum… “Visionary”… com o Eloy.

Vocês ouviram as faixas “Age of Insanity”, “The Challenge (time to turn part 2)”, “Mystery (The secret part 2)” e “Thoughts”… com o Eloy.

O Art Rock fica por aqui… obrigado pela audiência, tenham uma boa noite e continuem na Paraná Educativa, 97,1… visite o nosso Blog em https://artrock.wordpress.com… que foi idealizado e é administrado pela nossa querida amiga Ana Barbara Vicentin… lá você vai poder fazer downloads do conteúdo do programa e também deixar o seu recado…

Até a semana que vem.”

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

ELOY

BG – FLOATING

1. FUTURE CITY – 5:38

2. DAYBREAK – 3:40

3. ON THE ROAD – 2:31

4. CASTLE IN THE AIR – 7:17

5. MADHOUSE – 5:20

BG – PLASTIC GIRL

TOTAL: 24: 26

ELOY

BG – THE REFUGE

1. AGE OF INSANITY – 7:55

2. THE CHALLENGE – 6:43

3. MYSTERY – 9:01

4. THOUGHTS – 1:22

BG – THE SECRET

TOTAL – 25:00

GRAND TOTAL – 49:26

Ouça o Art Rock com o Eloy que foi ao ar no dia 21/11/2010, clicando aqui.

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

Marillion & Eloy

Posted in Programas with tags , on 22/09/2009 by Artrock

“Boa noite, vamos começar o programa de hoje com o decano do neo-prog. e um dos mais bem sucedidos grupos progressivos da sua geração… o Marillion.

script

Nascido em 78, o grupo se chamava originalmente Silmarillion, uma citação do célebre livro do J.R.R. Tolkien… mas eles acabaram simplificando o nome para evitar problemas de direitos autorais… e foi simplesmente como Marillion que eles se tornariam um sucesso mundial ainda na época em que seu vocalista era o grandalhão Fish, com suas vocalizações inspiradas no genial Peter Gabriel.

fugazi

Mas a saída de Fish em 88 não encerrou a carreira do grupo, que recrutou Steve Hogarth e permanece em plena atividade até hoje… tendo um novo álbum acústico, “Less is more”, anunciado para esse ano, juntamente com uma tour, ao mesmo tempo em que deve sair o novo álbum do supergrupo Transatlantic… o projeto paralelo que o baixista Pete Trewavas mantém com Mike Portnoy do Dream Theatre, Roine Stolt do Flower Kings e Neal Morse do Spock’s Beard.

misplaced

Mas essas novidades vão ficar para outro programa, para hoje nós selecionamos material dos álbuns, “Script for a jester’s tear”, “Fugazzi” e “Misplaced Childhood”… todos da fase clássica do grupo, quando a voz e a presença de palco de Fish pareciam resgatar a estética genesiana em plena década de 80.

Vocês ouviram o Marillion com “The Web”, “Incubus” e “Bitter Suite”… todas da primeira fase do grupo, com o vocal de Fish.

A gente volta já…

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

E agora vamos ouvir um pouco de uma das lendas do rock alemão… o grande Eloy, de Frank Bornemann.

Com o nome inspirado no livro A Máquina do Tempo de H. G. Wells, o Eloy surgiu no final dos anos 60 e sempre foi centrado em torno da figura de Frank Bornemann… o vocalista e guitarrista que foi o único membro constante do grupo… e eles sempre conservaram uma sonoridade dominada pelos climas de teclado e guitarras, com temáticas influenciadas por ficção científica e alugações mitológicas… uma amálgama típica das melhores bandas do chamado krautrock.

dawn

O Eloy foi perdendo sua identidade na busca de satisfazer os ditames do mercado musical, chegando a ter momentos mais comerciais antes de se separar no início da década de 80… mas eles voltariam à atividade na década passada, lançando em 94 o álbum “The Tides Return Forever”, seguido em 98 por “Ocean 2: The Answer”… uma continuação para um de seus álbuns mais celebrados, “The Ocean”, de 77.

O grupo andou meio silencioso nos últimos tempos, mas Frank Bornemann saiu do isolamento esse ano, para anunciar “Visionary”, um novo álbum de estúdio lançado para comemorar os 40 anos do Eloy… seguido de uma caixa intitulada “The Legacy Box”, reunindo material dessa longa carreira… e enquanto a gente espera, vamos conferir um pouco da sua melhor fase… com faixas do seu álbum conceitual “Dawn”, de 76.

Vocês ouviram “Lost? (the decision)”, “The Midgnight-flight / The Victory of Mental Force”, “Gliding into Light and Knowledge” e “Le Reveil du Soleil / The Dawn”.

Art Rock fica por aqui, obrigado pela audiência, tenham uma boa noite e continuem na Paraná Educativa, 97,1.
Visite o Blog do Art Rock em https://artrock.wordpress.com, que é administrado pela nossa querida amiga Ana Barbara Vicentin… lá você vai poder fazer downloads do conteúdo do programa e deixar o seu recado… até a semana que vem.

Até a semana que vem.”

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

MARILLION

BG – KAYLEIGH

1.    THE WEB – 8:52

2.    INCUBUS – 8:13

3.    BITTER SUITE – 7:57

BG – PUNCH & JUDY

TOTAL: 25:02

ELOY

BG – BETWEEN THE TIMES

4.    LOST? (THE DECISION) – 5:02

5.    THE MIDGNIGHT-FLIGHT / THE VICTORY OF MENTAL FORCE – 8:10

6.    GLIDING INTO LIGHT AND KNOWLEDGE – 4:13

7.    LE REVEIL DU SOLEIL / THE DAWN – 6:49

BG – THE SUN SONG

TOTAL – 24:14

Total geral: 49:16

Ouça o Art Rock com Marillion & Eloy, que foi ao ar no dia 13/09/2009, clicando aqui.

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

Uli Roth & Eloy

Posted in Programas with tags , on 09/09/2008 by Artrock

“Boa noite, hoje vamos começar o programa marcando a vinda do grupo alemão Scorpions aqui para o Paraná, em um show que será realizado no próximo dia 12, em Ponta Grossa.

Mas vamos procurar a conexão progressiva dos velhos escorpiões alemães… e para isso buscamos o grande Eletric Sun, grupo fundado pelo virtuoso guitarrista Uli Roth, depois que deixou os Scorpions em 78, na procura de maior liberdade criativa… dando início a uma longa viagem que passaria por outros projetos, como a Sky Orchestra, um grupo de músicos ingleses, quase inteiramente formado por mulheres, que ele reuniu para seus álbuns sinfônicos e que acabou ganhando vida própria, ainda que sempre sob o olhar atento e a direção do seu criador.

Considerado um dos melhores guitarristas alemães da sua geração, Uli nasceu em Dusseldorf, em 54… e substituiu Michael Schenker no Scorpions, gravando 5 álbuns com o grupo e ganhando uma legião de fãs que o chamavam de Hendrix alemão… devido à sonoridade característica, com ecos hendrixianos, que dominava seus primeiros trabalhos e o seguiria ainda um pouco no Eletric Sun…

Esse power-trio lançaria apenas 3 álbuns, entre 78 e 84… depois disso, Uli Roth se dedicaria às viagens sinfônicas… e ele acabou de lançar um novo álbum, “Under a Dark Sky”, que saiu por enquanto apenas no Japão, onde ele vai iniciar sua próxima tour mundial agora em novembro… mas esse trabalho fica para outro programa, por hoje nós vamos ouvir faixas do álbum “Earthquake”, de 78…

Vocês ouviram Uli Roth com as faixas “Sundown”, “Eletric Sun”, “Burning Wheels Turning” e “Earthquake”… e agora vocês sabem quem é o grande inspirador de Yngwie Malmsteen.

A gente volta já…

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

E já que a tônica do programa é o rock alemão, vamos continuar trazendo agora um dos grandes nomes do progressivo germânico, o genial Eloy.

Surgido no final dos anos 60, o Eloy tirou o nome dos futuros habitantes da superfície da Terra, descritos no clássico “A Máquina do Tempo” de H. G. Wells… e essa ligação com a ficção científica sempre foi uma constante na história do grupo, assim como a sua figura central, o vocalista e guitarrista Frank Bornemann… único membro constante nas formações do grupo e um dos responsáveis pela sonoridade dominada pelos climas de teclado e guitarras e pelos temas siderais e mitológicos das músicas…

Considerado um dos grandes representantes do krautrock.nos anos 70, o Eloy perdeu sua identidade na busca de satisfazer os ditames do mercado musical, chegando a ter momentos mais comerciais antes de se separar no início da década de 80… mas eles voltariam em 94 com uma proposta mais consistente, acabando por recuperar totalmente a sua forma e também o seu lugar no prog. alemão…

O último trabalho do Eloy foi o duplo “Timeless Passages”, de 2003… desde então, Frank Bornemann anda meio silencioso, embora não tenha havido um anúncio oficial de separação… e para hoje nós selecionamos um de seus melhores trabalhos… “The Ocean”, de 77… um disco conceitual sobre a queda da Atlântida que foi retomado mais de 20 anos depois, com o excelente álbum de 98… “Ocean 2: The Answer”… mas vocês ficam com um pouco do original, e também de “Power and the Passion”, de 75.

Vocês ouviram o Eloy com “Poseidon’s Creation”, “Decay of the Logos”, “Journey into 1358” e “Daylight”. Art Rock fica por aqui… obrigado pela audiência, tenham uma boa noite e continuem com a Paraná Educativa… 97,1.

Visite o Blog do Art Rock em https://artrock.wordpress.com onde você pode fazer downloads do conteúdo do programa e deixar o seu recado.

Até a semana que vem.”

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

Set list:

ULI ROTH

BG – STILL SO MANY MILES AWAY

1.    ELETRIC SUN – 5:16

2.    BURNING WHEELS TURNING – 6:41

3.    SUNDOWN – 4:06

4.    EARTHQUAKE – 10:31

BG – LILAC

TOTAL – 26:34

ELOY

BG – THE BELLS OF NOTRE DAME (REPRISE) – faixa 11 (sem nome na capa)

5.    POSEIDON’S CREATION – 11:38

6.    DECAY OF THE LOGOS – 8:15

7.    JOURNEY INTO 1358 – 2:54

8.    DAYLIGHT – 2:28

BG – THE ZANY MAGICIAN

TOTAL – 25:25

GRAND TOTAL – 51:49

Ouça o Art Rock com Uli Roth e Eloy, que foi ao ar no dia 07/09/2008, clicando aqui.

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *