Arquivo de The Moody Blues

REPRISE: The Moody Blues & Donovan Leitch

Posted in Programas with tags , on 12/04/2017 by Artrock

Olá ouvintes do Art Rock! O programa de 08-04-2017, foi um reprise com o The Moody Blues & Donovan LeitchConfiram este programa clicando aqui!

Vocês também podem acessar o link do programa diretamente aqui.



 

REPRISE: The Moody Blues

Posted in Programas with tags on 21/08/2015 by Artrock

Olá ouvintes do Art Rock! O programa de 15-08-2015, foi um reprise com um dos fundadores do prog. rock, os Moody BluesConfiram este programa clicando aqui!

Vocês também podem acessar o link do programa diretamente aqui.

themoodyblues-daysoffuturepassed
themoodyblues-aquestionofbalance

 

The Moody Blues

Posted in Programas with tags on 12/03/2014 by Artrock

“Boa noite, hoje teremos um programa dedicado a um dos pais fundadores do prog. rock, um grupo que está comemorando 5 décadas de carreira e continua em plena atividade… The Moody Blues.

TheMoodyBlues-daysoffuturepassed

Foi no longínquo ano de 1964, que os Moodies se reuniram, em Birmingham, na Inglaterra… e foi também quando eles lançaram o seu primeiro compacto, pelo selo Decca… na época, sua sonoridade estava mais para a pop music, e eles atingiram logo o topo das paradas nos dois lados do Atlântico com a faixa “Go Now”… e eles manteriam essa direção em seu primeiro álbum, “The Magnificent Moodies”, que sairia em 65.

A formação inicial já contava com Graeme Edge na bateria, Mike Pinder nos teclados e Ray Thomas nos vocais e flauta… John Lodge assumiria o baixo depois do primeiro álbum, e com ele viria também um novo vocalista, Justin Hayward, que substituiria Denny Laine… com isso, estava formado o núcleo básico do grupo, que logo passaria por uma transformação sonora.

Em 67 a Decca havia formado uma subsidiária, a Deram Records, para produzir trabalhos com o recém criado formado de áudio DSS… e eles pediram aos Moodie Blues para fazer uma versão rock da 9ª. Sinfonia de Dvořák… mas o que eles acabaram fazendo foi muito mais importante: o extraordinário álbum conceitual “Days of future Passed”, que nós selecionamos para essa primeira parte do programa de hoje.

Com The Moody Blues vocês ouviram “Dawn: dawn is a feeling”, “The Morning: Another morning”, “The Afternoon” e “The Night: Nights in white satin”.

A gente volta já…

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

E nós vamos continuar trazendo um pouco da fase áurea dos Moodie Blues… um dos mais antigos grupos de rock ainda em plena atividade, 5 décadas depois de seu nascimento.

themoodyblues-aquestionofbalance

A fase clássica do grupo duraria até 1972, com uma sucessão de álbuns ambiciosos, continuando a explorar as possibilidades da fusão de elementos da música erudita ao rock, assim como uma poética própria, combinando imagens líricas com um tom melancólico, dominado pela voz sempre presente de Justin Hayward.

A partir de 74 os cinco integrantes resolveram abraçar outros projetos, e só em 78 eles estariam de volta com “Octave”… mas eles só voltariam a recuperar algum destaque com o álbum seguinte, “Long Distance Voyager” de 81, que já tinha Patrick Moraz nos teclados e alcançou grande sucesso internacional, puxado pelos hits “The Voice” e “Talking out of Turn”.

Depois disso os Moodies lançariam outros trabalhos, o último dos quais foi “December” de 2003… mas, apesar da falta de novos registros de estúdio, eles continuaram em atividade constante, não apenas em shows e tours mundiais, mas também em apresentações como convidados… e nós vamos fechar com o clássico álbum “A Question of Balance”, de 1970.

Vocês ouviram “Question”, “Don’t you feel small”, “Tortoise and the hare”, “Dawning is the day”, “Melancholy man” e “The Balance” com The Moody Blues.

O Art Rock fica por aqui… o programa teve a produção de Vidal Costa e de Beto Bittencourt, a apresentação de Vidal Costa e a edição de Abílio Henrique… obrigado pela audiência e continuem na É Paraná, 97.1… visite o nosso Blog em https://artrock.wordpress.com… que foi idealizado e é administrado pela nossa querida amiga Ana Barbara Vicentin Volpão… lá você pode fazer downloads do conteúdo do programa e também deixar o seu recado… até a semana que vem.

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

THE MOODY BLUES

BG – LUNCH BREAK

1.DAWN: DAWN IS A FEELING – 3:49

2. THE MORNING: ANOTHER MORNING – 3:56

3. THE AFTERNOON – 8:24

4. THE NIGHT: NIGHTS IN WHITE SATIN – 7:25

BG – EVENING

TOTAL – 23:34

THE MOODY BLUES

BG – IT’S UP TO YOU

5. QUESTION – 5:48

6. DON’T YOU FEEL SMALL – 2:38

7. TORTOISE AND THE HARE – 3:17

8. DAWNING IS THE DAY – 4:21

9. MELANCHOLY MAN – 5:45

10. THE BALANCE – 3:33

BG – MINSTREL’S SONG

TOTAL: 25:33

TOTAL GERAL – 49:17

Ouça o Art Rock com a The Moody Blues que foi ao ar no dia 08/03/2014, clicando aqui.

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

The Moody Blues & Donovan Leitch

Posted in Programas with tags , on 04/10/2011 by Artrock

“Boa noite, hoje teremos no programa dois grandes representantes do rock inglês dos anos 60, começando com o grupo que é um dos pais fundadores do progressivo… The Moody Blues.


Os Magnificent Moodies, como eram conhecidos no começo de sua carreira, dispensam maiores apresentações, pois estão entre os mais importantes e bem sucedidos grupos da geração dos anos 60… e permaneceram como uma das lendas vivas do rock, continuando em atividade pelas décadas seguintes… atualmente com uma formação centrada em torno do trio composto pelo guitarrista e vocalista Justin Hayward, pelo baterista Graeme Edge e pelo baixista John Lodge.

É essa longevidade que faz dos Moody Blues um dos decanos do rock inglês… eles nasceram nos rhythm & blues, passaram pela psicodelia e foram um dos pioneiros da linguagem da fusão da música sinfônica com o rock, ajudando a fundar o progressivo… e o seu som sempre navegou entre o pastoral e o melancólico… como o próprio nome do grupo já anunciava.


O último álbum de estúdio dos Moodies foi “December”, que foi lançado em 2003… mas eles continuaram excursionando com frequência, e estão agora em plena tour mundial…às vésperas de completar 50 anos de carreira… para o programa de hoje, nós selecionamos faixas de dois trabalhos clássicos… “In search of the lost chord” de 68 e “On the threshold of a dream” de 69…

Vocês ouviram os Moody Blues com “Departure”, “Ride my see-saw”, “Legend of a mind”, “Are you sitting confortably”, “The dream”, “Have you heard, pt. 1”, “The voyage” e “Have you heard, pt. 2”.

A gente volta já…

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

E agora vamos trazer um pouco do novo trabalho de um outro sobrevivente da década de sessenta… o grande Donovan Leitch.


Donovan está entre um dos mais importantes representantes da vertente inglesa do rock psicodélico, dono de álbuns indispensáveis como “Sunshine Superman” de 66, “Mellow Yellow” de 67 e “Hurdy Gurdy Man” de 68… e, no começo de sua longa carreira, ele chegou a ser chamado de Bob Dylan inglês, mas na verdade ele nunca teve a atitude cínica e realista do grande poeta americano…

A abordagem de Donovan sempre esteve mais ligada ao lírico, com uma poesia cheia de referências cósmicas e metafísicas, com um som que misturava passagens acústicas, que não estariam nada deslocadas nos grupos do folk rock britânico, com viagens psicodélicas que podiam ter de arranjos orquestrais a solos de sitar.

Embora comumente associado ao rock psicodélico dos anos 60, Donovan continuou em atividade nas décadas seguintes… começando uma fase de grandes álbuns com o genial “Sutras”, produzido por Rick Rubin e lançado em 96… mas, no programa de hoje, vocês vão ouvir um pouco de seu álbum mais recente, o duplo “Ritual Groove”, de 2010, onde ele construiu a sua costumeira pintura sonora… que nesse trabalho ele descreve como “a trilha para um filme que ainda está para ser feito”…

Vocês ouviram Donovan, com “E-Motion”, “The Mountain”, “Devil’s Weed”, “The Olive Tree”, “Refugee of Love” e “Still Waters”.

O Art Rock fica por aqui… o programa teve a produção de Vidal Costa e de Beto Bittencourt, a apresentação de Vidal Costa e a edição de Abílio Henrique… obrigado pela audiência, tenham uma boa noite e continuem na É Paraná, 97.1… visite o nosso Blog em https://artrock.wordpress.com… que foi idealizado e é administrado pela nossa querida amiga Ana Barbara Vicentin… lá você pode fazer downloads do conteúdo do programa e também deixar o seu recado… até a semana que vem.”

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

MOODY BLUES

BG – HOUSE OF FOUR DOORS

1. DEPARTURE – 0:44

2. RIDE MY SEE-SAW – 3:39

3 LEGEND OF A MIND – 6:36

4. ARE YOU SITTING CONFORTABLY? – 3:30

5. THE DREAM – 0:57

6. HAVE YOU HEARD, PT.1 – 1:28

7. THE VOYAGE – 4:11

8. HAVE YOU HEARD, PT. 2 – 2:26

BG – NEVER COMES THE DAY

TOTAL – 23:30

DONOVAN

BG – THE ILLUSION

1. E-MOTION – 4:00

2. THE MOUNTAIN – 3:33

3. DEVIL WEED – 4:46

4. THE OLIVE TREE – 4:24

5. REFUGEE OF LOVE – 5:28

6. STILL WATERS – 3:38

BG – A WOMAN’S WORK

TOTAL – 25:49

TOTAL GERAL: 49:19

Ouça o Art Rock com o The Moody Blues & Donovan Leitch que foi ao ar no dia 01/10/2011, clicando aqui.

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

The Moody Blues & Renaissance

Posted in Programas with tags , on 02/09/2008 by Artrock

“Boa noite, hoje teremos um programa voltado para dois dos mais importantes grupos da história do prog. rock… começando por um pioneiro que está entre os fundadores da linguagem progressiva… The Moody Blues!

Os Magnificent Moodies dispensam maiores apresentações, pois sua história se confunde com a do próprio rock inglês, estendendo-se por 4 décadas… desde seu surgimento como banda de R & B em uma época em que os Beatles e os Rolling Stones ainda eram uma novidade… até a sucessão de álbuns clássicos que ajudaram a mudar a face do rock, começando com o antológico “Days of Future Passed” de 67… um dos trabalhos seminais para a fusão do rock com a música sinfônica.

Lançado em 2003, o álbum “December” foi o último registro de estúdio dos Moodies… um disco natalino diferente, pois não tem nenhuma canção tradicional de Natal, como aconteceu com outros trabalhos semelhantes lançados nos últimos anos… em vez disso, a única versão para uma canção conhecida é para “Happy Xmas (War is Over)” de John Lennon… que, na verdade, traz uma mensagem pacifista… um toque sutil, no melhor estilo dos Moody Blues, lançado no ao em que os EUA invadiram o Iraque.

Atualmente, somente Justin Hayward, John Lodge e Graeme Edge permanecem no grupo, mas mesmo assim os Moody Blues continuam em atividade… e começam agora em setembro a sua tour européia de 2008… mas para o programa de hoje nós selecionamos material de dois de seus álbuns clássicos, “On the Threshold of a Dream” e “To our Children’s Children’s Children”, ambos de 69.

Vocês ouviram “Dear diary”, “Never comes the day”, “Lazy day”, “Gypsy”, “Candle of life” e “Watching and waiting”, com os Moody Blues.

A gente volta já…

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

E agora vamos trazer um pouco da fase mais celebrada de um outro grande grupo do rock inglês, o Renaissance, da genial vocalista Anne Haslam.

O Renaissance também é figura freqüente aqui no Art Rock, em ambas as suas encarnações… a primeira, como o grupo do grande Keith Relf, ex-vocalista dos Yardbirds, e da sua irmã Jane… e a segunda, que seria a mais conhecida, com a formação centrada em torno do baixo de Jon Camp, dos teclados de John Tout e, é claro, da voz inimitável de Anne Haslam.

O Renaissance se separou nos anos 80 e, infelizmente, não esteve entre os muitos que conseguiram voltar na década passada… até a tentativa de Jane Relf de reformar a sua versão do grupo foi mal sucedida, chegando até a gerar alguns problemas legais… no fim, entre reuniões e gravações que não chegaram a ser lançadas, os fãs tiveram que se contentar com os trabalhos solo e projetos paralelos, principalmente de Anne Haslam.

Só na virada do século o Renaissance reapareceu com o álbum “Tuscany”, seguido por um duplo ao vivo no ano seguinte… mas o retorno não foi adiante… felizmente Anne Haslam tem se mantido na ativa, apesar de seu mais recente trabalho ter sido o álbum “One Enchanted Evening”, de 2002… mesmo assim ela tem se apresentado com freqüência e fazendo eventuais reuniões, como a que está marcada agora para setembro com o antigo companheiro John Tout, em uma apresentação com a banda de Jann Klose… mas, para hoje, ouçam faixas dos álbuns “Ashes are Burning” e “Prologue”…

Vocês ouviram “Carpet of the Sun”, “Ashes are Burning”e “Rajah Khan”, com o Renaissance…

Art Rock fica por aqui… obrigado pela audiência, tenham uma boa noite e continuem com a Paraná Educativa… 97,1.

Até a semana que vem.”

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

Set list:

MOODY BLUES

1.    DEAR DIARY – 3:57

2.    NEVER COMES THE DAY – 4:44

3.    LAZY DAY – 2:43

4.    GYPSY – 3:33

5.    CANDLE OF LIFE – 4:18

6.    WATCHING AND WAITING – 4:17

TOTAL – 23:32

RENAISSANCE

7.    CARPET OF THE SUN – 3:34

8.    ASHES ARE BURNING – 11:24

9.    RAJAH KHAN – 11:14

TOTAL – 26:12

GRAND TOTAL – 49:44

Ouça o Art Rock com The Moody Blues e Renaissance, que foi ao ar no dia 01/09/2008, clicando aqui.